destinos de viagem na Europa em 2019Metalheads em Wacken, Alemanha. Stock Photos/Luca Lorenzelli/Shutterstock

4 destinos de viagem na Europa em 2019 pra quem curte metal

Existem alguns destinos de viagem na Europa em 2019 que parecem ter sido feitos pra quem curte metal. Na verdade, a gente sabe que o velho continente é o que mais concentra festivais de metal no globo, apesar de a concorrência ser bem forte lá na terra do Tio Sam. Porém, não são todos os destinos europeus que oferecem as mesmas oportunidades pra quem gosta de aliar a viagem de turismo a uma viagem para festival ( e metal \m/). Com base nos números do nosso calendário de festivais de metal na Europa em 2019, bem como em nosso palpite turístico, elegemos 4 destinos nos quais você pode se jogar que vai dar bom \m/:

#1 Alemanha

viajar para o wacken

Wacken Open Air. Pic: Wacken/ Divulgação

Quando o assunto é festival de metal, a Alemanha faz 7×1 fácil em várias nações do mundo. Parece que nascem mais festivais de metal por lá do que crionças, rsrs. Como você pode ver em nosso calendário dos festivais de metal na Europa em 2019, só na Alemanha há quase 50 festivais de metal rolando durante o ano. Apesar de o número já ser extremamente expressivo, é preciso considerar que ainda já festivais a serem confirmados e talvez até outros que fogem ao nosso humilde conhecimento aqui. Além disso, é o país sede do maior festival de metal do mundo, o Wacken Open Air.
Também é importante dizer que, em tempos de 1 euro por quase 5 talkeis/desastres, a Alemanha se torna um destino atrativo em função dos custos relativamente menores em hospedagem, alimentação e transporte.

Além de tudo o que já falamos, ainda tem:

Leia também:

O guia do Wacken Open Air

Como comprar ingressos pro Wacken e excursões para o Wacken

Onde ficar em Berlim

#2 França

A França está se destacando fortemente no quesito metálico este ano. Antes, sua estrela absoluta era o Hellfest. Porém, agora tem muita coisa acontecendo em Nantes e Clisson no sentido metálico da coisa. Por exemplo, olha só o que cai rolar este ano:

a – Além do Hellfest, um dia antes foi anunciada a edição francesa do Knotfest, com este lineup aqui:

b – Dias antes do Knotfest e do Hellfest, vai acontecer em Nantes uma conferência de estudos do metal! Não é demais? Além de apresentações de trabalho, ainda vão rolar workshops entre outras cositas.

Assim, como se não bastassem esses dois grandes eventos, além do tradicional Hellfest (que também está com um lineup invejável), a França é um dos países que mais cresceram em número de festivais de metal na nossa lista. Em 2018, tínhamos 2 festivais franceses incluídos no calendário de festivais de metal. Para este ano, são 18 festivais que rolam na França! Fora os que ainda vão ser confirmados.

Além de tudo isso, a França é um dos destinos com maior apelo turístico:

Leia também:

Onde ficar em Clisson e proximidades para o Hellfest

Quanto custa ir para o Hellfest

Viagem para o Hellfest

#3 Países escandinavos

noruega

Ph by Natanael Ginting via Shutterstock

Os países escandinavos são o reduto da truzera e ponto. Pra quem curte vikings, black e death metal, visitar a Dinamarca, Noruega e Suécia é uma questão de honra. Além de tudo isso, juntos estes países concentram um monte de festivais maravilhosos, tais como o Sweden Rock, Copenhell, Inferno Festival, por exemplo. Ainda, de acordo com nossos números do Calendário dos festivias de metal na Europa em 2019: vão rolar 5 festivais legais na Dinamarca, 7 na Suécia, 5 na Noruega, 2 na Finlândia e 1 na Islândia. Portanto, a Escandinávia está oferecendo 20 possibilidades de ser mais feliz em 2019, indo a um festival de metal nesses países maravilhosos.

Assim como os destinos que citamos antes, esta região europeia também tem grande apelo turístico:

Leia também:

Um guia de viagem completo sobre a Escandinávia

#4 Inglaterra

Mapledurham Mill, Oxfordshire, Inglaterra. Ph: wikimedia commons.

Sem dúvida alguma, a Inglaterra tem enorme importância para quem curte metal. É de lá que vêm Black Sabbath, Judas Priest, Iron Maiden e algumas outras preciosidades musicais. Só por conta disso, a sua visita ao país já renderia ótimos passeios pelos clubes onde estas bandas tocaram , nos estúdios onde eles esaiaram e gravaram etc.

Então, não é só pelo Download Festival que compensa a viagem à Inglaterra. Apesar de que só há elogios para aquele que é um dos festivais mais importantes da Europa. Além do Donwload, há outros festivais pequenos super legais e muita coisa para se ver por lá. Por exemplo, os estúdios Trident, Olympic e Island, onde lendas da música gravaram. Ainda, casas de shows importantes, como o Marquee Club e o Rainbow Theater, onde aconteceram os primeiros shows do Maiden. Ainda, é obrigatória a ida até Oxfordshire, para se deparar com o Mapledurham Watermill, aquele lugar sombrio que deu origem à capa do debute do Black Sabbath.

Também acrescentaria a tudo isso uma voltinha por Aston, em Birmingham, assim como pelos distritos ingleses de Workington ( onde rolou o primeiro show do Sabbath). Além do West Bromwich, berço do Judas, e Leyton, berço do Maiden.

Ainda tem mais:

 

Planeje-se para conhecer estes destinos de viagem na Europa em 2019

1. Veja as ofertas de passagem para as principais capitais e outros destinos.

2. E não se esqueça de fazer o seu seguro viagem, para garantir sua entrada na Europa sem problemas e evitar complicações durante a sua estadia.

3. Ah, caso ainda não conheça a Melhor Câmbio, faça um teste comparando as diversas casas e tarifas em um só lugar.

Gostou deste post? Temos muito mais pra você!

Receba sempre nossas dicas, histórias e novidades sobre viagens para os melhores festivais de música do mundo.

Compartilhe este post

Gracielle Fonseca

Não faço nada na vida sem paixão. Tanto que, pra me formar em Jornalismo, tive que fazer um TCC sobre metal, o Ruído das Minas: a origem do heavy metal em BH. Também decidi que faria o primeiro documentário no mundo sobre Mulheres no Metal, o Women in Metal, e fiz. Comecei a ir em festivais de metal internacionais em 2009. Desde então, viajar em busca da música, essa outra paixão, tornou-se um projeto profissional que hoje chamamos de Festivalando.

No comments

Add yours

Deixe seu comentário