resoluções de ano novoTortoon via Shutterstock

Resoluções de ano novo festivaleiras para 2018

O novo ano chegou e você já deve estar aí fazendo suas promessas para o ciclo que vai se iniciar. Aproveitando esse clima gostoso de vida nova, a gente aqui queria fazer uma proposta de resoluções de ano novo festivaleiras para 2018. Topa?

A ideia é trazer um “compilado” de “boas práticas festivaleiras”, as quais observamos ao longo desta jornada de quatro anos e que achamos importantes. Para quem ainda não começou a fazer suas resoluções para os festivais em 2018, vem com a gente!

Mas oh, tem muita resolução de ano novo que nunca sai do papel. Então, vê se promete para a gente que pelo menos algumas destas resoluções de ano novo aqui serão concretizadas, hein? =P

1. #partiueconomizar

Em tempos de crise financeira bruta, a primeira resolução pra te tirar do sofá e te colocar dentro de um festival é economizar. Sério, já deu essa de reclamar “ai, o Wacken é muito caro”, “ai, o Coachella tá impossível” e ao mesmo tempo, jogar dinheiro fora com compras desnecessárias. Neste VideoSelfie  a  gente dá dicas dicas sobre como economizar grana para viajar para festivais. E também temos um post onde contamos como conseguimos viajar para esse tanto de festival, em pouco tempo 😉

Ah, pra começar a pensar nos moenyzinhos que você vai precisar juntar, olha só este post aqui, com uma estimativa geral de quanto custa viajar para um festival na Europa.

2. #partiuplanejamento

Algumas frases feitas por aí até que servem para a vida, viu?! Aquela de que planejamento é a chave para o sucesso está na lista. Então, depois de economizar uma grana legal para viajar para festival, faça o planejamento. É bem melhor planejar para não ter surpresas e continuar sempre guardando uma graninha. A ideia é continuar festivalando. Pois vocês vão ver que esse negócio é viciante ♥

Então, leia informações importantes nesse post de como planejar seu mochilão para festivais de música. Tem também post necessário sobre planejamento de viagem para festival, com um checklist de tudo o que você precisa fazer. E como parte desta resolução, baixe o planner do Festivalando. Vai na fé que ele vai te ajudar a viajar 😉

3. #partiufestival

Vá para um festival de música este ano! De preferência, tente ir a um festival que você nunca foi, em um lugar inusitado para você. Pra te ajudar nesta missão, já elaboramos um calendário com todos os festivais que rolam no Brasil em 2018!

Se o seu lance é partir pra gringa, use o nosso buscador para conhecer mais festivais que possam te instigar. E aguarde, pois logo logo soltamos os calendários internacionais para 2018.

E como também queremos te ajduar a colocar essa ação em prática logo, fizemos uma central de marcações de viagem, onde você pode resolver todos os assuntos importante da sua viagem para festival, como reservas de voos, hoteis, seguro viagem entre outras coisas.

festivalando

Pri e Gra. Ph: Ismael dos Anjos.

4. #partiushowsdiferentes

Tente não escolher os festivais para ir apenas pelo lineup. É uma delícia a gente ir para um festival para ver aquele tanto de banda maravilhosa, que tanto amamos. Mas, se você já viu vários lineups dos seus sonhos, que tal variar um pouco, arriscar e se jogar livre ao vento, aberto a novas descobertas e experiências musicais, hein?

5. #partiutreta

Não me entendam mal com essa hashtag, mas a mensagem que quero passar aqui é que precisamos aprender a ser mais contestadores, também com os festivais. Já é 2018 e não justifica não termos plena consciência dos nossos direitos de consumidorxs. portanto, a treta é necessária, a reclamação é necessária para que possamos, cada vez mais, ter festivais com melhor padrão de qualidade! No final do ano passado mesmo a gente já tinha “tretado” um pouco sobre isso, em um videoselfie que questiona se reclamar de festival é heresia.

6. #partiurespeito

O Festivalando é feito por duas mulheres, jornalistas e que dão o sangue aqui para trazer um conteúdo consistente, mas também descolado para vocês. Por isso, sempre colocamos em pauta a necessidade do respeito à diversidade.

Os festivais são ótimos lugares para colocar o respeito ao outro em prática. Vimos iniciativas importantes acontecerem em 2017, como a primeira edição do Milkshake Festival no Brasil, voltado para toda a comunidade LGBTQUIA e todo mundo que respeite o diverso, e também o anúnico de um festival/manifesto político, o No Statement, na Suécia, em que só mulheres e pessoas que se identificam como tal podem entrar.

Portanto, em pleno 2018, não seja aquele babaca preconceituoso e machista com as minas da plateia; também exerça o respeito com as minas nos palcos – elas não estão ali por suas belezas físicas, mas sim por sua música; e quem organiza festival, vê se coloca mais mina no lineup aí!

7. #partiufestivalando

Fazer autojabá tá valendo, não tá? Pois é, mas quem curte festival de música não pode deixar de seguir a gente. O Festivalando é o primeiro site brasileiro a falar TUDO o que você precisa saber sobre viagens para festivais de música e turismo musical. Somos o único site aqui no BR a ter um ‘Google dos festivais’, um mapa mundi dos festivais de música, um planner de viagem, e uma comunidade toda dedicada a trocas de experiências sobre festivais.

 

Gostou deste post? Temos muito mais pra você!

Receba sempre nossas dicas, histórias e novidades sobre viagens para os melhores festivais de música do mundo.

Compartilhe este post

Gracielle Fonseca

Não faço nada na vida sem paixão. Tanto que, pra me formar em Jornalismo, tive que fazer com 2 colegas um TCC sobre metal, o Ruído das Minas: a origem do heavy metal em BH. Também decidi que faria o primeiro documentário sobre as Mulheres no Metal, o Women in Metal, e fiz. Foi por paixão também que larguei um emprego público, para me aventurar pelo mundo dos festivais com a Pri.

No comments

Add yours

Deixe uma resposta

Close