rock in rio lisboa 2018Rock in Rio Lisboa

Rock in Rio Lisboa 2018: prepare sua viagem para o festival em Portugal

Curtir as principais atrações do cartaz, dar uma volta no slide, ir e voltar de comboio. Se você tem planos de ir para o Rock in Rio Lisboa 2018 pode ir se acostumando com esse vocabulário. Por lá, cartaz é lienup, slide é a nossa cobiçada tirolesa e comboio é trem. Confirmado em Portugal no ano que vem, o festival acontece em dois fins de semana, porém mais enxuto, em apenas quatro dias (lá tem concorrência, benhê): 23 e 24 de junho e 29 e 30 de junho.

Antes que você se pergunte como faz pra ir, a gente aqui no Festivalando já se antecipa para responder suas principais dúvidas.

Impressões sobre o Rock in Rio Lisboa

Nossa amiga Luiza Antunes, que mora em Portugal, foi ao Rock in Rio Lisboa em 2016 e fez relatos bem completos pra gente sobre o festival. No que diz respeito à experiência do festival em Lisboa, como a oferta de festivais na Europa é absurdamente maior que no Brasil, não existe tanta euforia com o festival por lá. A Luiza viu os shows tranquilamente, sem muita multidão e chegou até a presenciar alguns shows meio vazios no Palco Mundo. Também não teve nada de fila gigante para pegar o transporte na volta.

A estrutura do festival, por sua vez, se assemelha muito ao que a gente vê por aqui: brinquedos, banheiros com água corrente e sabão, esquema de transporte que mobiliza o transporte público da cidade. Com relação ao custo do festival, ela observou que o preço do ingresso é salgado na comparação com outros festivais portugueses (tendo em vista que eles têm mais atrações que o RIR Lisboa). Já o preço de alimentos e bebidas é razoável, próximo do que é cobrado normalmente em Portugal.

estrutura rock in rio lisboa

Ingressos para o Rock in Rio Lisboa 2018

Diferentemente do Brasil, o Rock in Rio Lisboa 2018 terá ingressos diários e também de fim de semana. Aos preços:

  • 99 euros (R$ 369 na cotação de 13/10)
  • 117 euros (R$ 437 euros na cotação de 13/10)

Ou seja, pelo preço de um dia no Rock in Rio daqui você consegue ir em dois dias no Rock in Rio de lá. Reflitam. Os ingressos já estão à venda.

O que esperar do Rock in Rio Lisboa 2018?

Musicalmente falando, sabemos pouco sobre o. O que já foi prometido é que nesta edição serão cinco shows no Palco Mundo. Uma delas, já confirmada, é Bruno Mars. Outra pode ser Anitta, conforme informações divulgadas durante o Rock in Rio no Brasil. Em 2016, os portugueses viram só três atrações no palco principal.

Fora isso, a estrutura de palcos se assemelha. Em Portugal também há um Sunset (com nome de patrocinador), no entanto ele é bem econômico: dois shows. Tem também shows no Rock Street e na tenda eletrônica.

Já as mudanças que tivemos no último Rock in Rio aqui no Brasil serão levadas pra lá com algumas adaptações. A Rock Street África e o Digital Stage serão levados pra Portugal. Já o Rock District vai virar Pop District em Lisboa. O espaço terá atrações alusivas aos principais ícones da cultura de massa. A praça de alimentação inspirada no Mercado da Ribeira também vai estar no festival em Lisboa, porém será a céu aberto.

Ah, o festival acontece no Parque Bela Vista, uma área verde extensa perto do aeroporto de Lisboa.

Organizando sua viagem para o Rock in Rio Lisboa

Vamos por partes, ok?

Vôos

Há vôos diretos para Lisboa partindo de várias capitais nas cinco regiões do Brasil. Com o preço das passagens insistindo em não baixar, a possibilidade de ir num vôo direto para a Europa pode render uma economiazinha.

Uma coisa a se considerar na hora da compra é procurar por companhias que oferecem passagens stopover. Basicamente, é uma passagem aérea com dois destinos (neste caso dos destinos na Europa) pelo preço de um. Ou seja, é a possibilidade de você conhecer duas cidades na Europa sem gastar mais.

Em voos com destino a Portugal, a exigência para o stopover é que você passe de uma a cinco noites em Lisboa ou no Porto. Como o Rock in Rio Lisboa faz parte do seu roteiro, a condição já está preenchida. Basta então escolher uma outra cidade europeia para conhecer 😉

Você pode começar já a pesquisar passagens para Portugal.

Sean Pavone via Shutterstock

Hotéis em Lisboa

Se você tem pretensões turísticas em Lisboa (deveria ter!), procure hotéis em alguns dos bairros mais buscados por viajantes:

  • Baixa/Chiado: a região ocupada pelos dois bairros é o centro comercial de Lisboa, com bom acesso ao metrô, restaurantes e lojas. Tem uma das maiores ofertas de hotéis da cidade. Este hotel aqui tem um bom preço para o quarto standard. Este outro hotel tem boa nota de avaliação dos hóspedes. Ambos têm fácil acesso ao metrô (estação Rossio)
  • Alfama: um dos bairros mais imperdíveis de Lisboa, com forte apelo histórico
  • Bairro Alto: outra região com apelo histórico, ladeiras estreitas e arquitetura tradicional
  • Principe Real: bairro com boa oferta de hotéis e perfil mais residencial

Nossa sugestão de hotel: a Gra recomenda este hotel aqui, onde ela ficou nas duas vezes que foi a Lisboa. Segundo ela, a comida é ótima, acomodação também e os funcionários são educados. Fora isso, ele tem uma das localizações mais práticas pra quem vai ao Rock in Rio Lisboa. Fica a 20 minutos do festival, a 20 minutos do aeroporto (com direito a transfer) e a poucos metros do metrô (estação Roma),que você vai usar para ir ao festival. Reserve aqui

O que fazer em Lisboa

Já há algum tempo Lisboa vem sendo considerada uma das cidades mais legais para se visitar na Europa. A nossa amiga Luiza, que mora lá há cerca de três anos, fez aquele roteiro de Lisboa que você respeita para conhecer o melhor da cidade.

Seguro Viagem

O seguro viagem é obrigatório para entrar na Europa e, portanto, deve estar dentro do seu planejamento de viagem. Ele é uma exigência para passar na imigração. É também a garantia de que você estará amparadx caso haja algum imprevisto com a sua saúde.

A boa notícia é que você pode pesquisar aqui o melhor preço em várias seguradoras, comprar o que se adequar ao seu orçamento, conseguir um desconto e parcelar sem juros.

Gostou deste post? Temos muito mais pra você!

Receba nossas dicas, histórias e novidades de viagens para os melhores festivais de música do mundo.

Compartilhe este post

Priscila Brito

Sou jornalista e melômana, não sei se nessa ordem. Coleciono ingressos de shows desde 2001. Agora coleciono pulseiras de festival e carimbos no passaporte. Sou uma das mães do Festivalando e fiz Paul McCartney falar uai no Mineirão. Só porque eu gosto de música. Nas horas vagas, faço coisas sérias e tento salvar o jornalismo.

2 comments

Add yours
  1. Renan 18 outubro, 2017 at 17:35 Responder

    A mudança do RIR Lisboa para junho foi devido a proximidade dos principais festivais que rolam em Portugal, como o NOS Alive, a filial do Primavera Sound. Pela proximidade do local ao aeroporto e pelo preço do ingresso que tá mais em conta que o do RIR daqui, compensa bem ir a este festival. Pra quem é fã fissurinha de festival, dá até pra ir nos principais festivais de Portugal no mês de junho.O que você achou das divisões dos 3 dias do Lolla BR? Vai no show do Paul nessa sexta?

    • Priscila Brito 18 outubro, 2017 at 19:09 Responder

      Ainda não consigo planejar como vai ser minha rota de festivais do ano que vem, mas escrevendo esse post me deu muita vontade de ir pra Portugal, até porque o NOS Alive já tá na minha wishlist faz tempo. Sobre o Lolla, acho que a lógica deles foi equilibrar o estilo das atrações nos três dias. Pra quem vai aos três dias isso não faz diferença, mas pra quem precisa escolher um dia só, pode complicar as coisas (tipo Pearl Jam separado de Royal Blood e Volbeat, algumas das atrações mais rock do festival).

      Eu vi o Paul ontem aqui no Mineirão, tô em estado de graça ainda e tentando voltar à vida normal! É sempre assim. Queria muito ter ido em um dos outros shows, mas o tempo e o dinheiro dessa vez me permitiram ficar apenas aqui em BH mesmo…

Deixe uma resposta

Close