estrutura rock in rio lisboaFotos: Rock in Rio Lisboa/Divulgação

Estrutura Rock in Rio Lisboa: nos detalhes, melhor que o original

Estivemos no Rock in Rio em Portugal graças à super colaboração da Luíza Antunes, uma das blogueiras do 360 Meridianos. Ela já contou pra gente como é a experiência do Rock in Rio Lisboa e ainda deu dicas sobre o que fazer em Lisboa. Agora é a parte cri-cri do nosso trabalho, mas fundamental pra entender se um festival cumpre com o mínimo de suas obrigações com o público. Será que o festival passa no teste da estrutura? Já adiantamos: com apenas um pequeníssimo deslize, a filial portuguesa do Rock in Rio ficou com uma nota ligeiramente maior que o original brasileiro e garantiu uma boa posição no Festivalômetro.

estrutura rock in rio lisboa

Estrutura Rock in Rio Lisboa – por Luíza Antunes

Transporte
A cidade do Rock em Lisboa fica no Parque Bela Vista, uma área bem grande e verde, pertinho do aeroporto (o que proporcionava voos rasantes de tempos em tempos acima das nossas cabeças). A primeira boa surpresa que tive em relação ao Festival foi a estrutura para chegar lá. Eu moro em Coimbra, que fica a duas horas de Lisboa. Descobri que tanto a empresa de trens de Portugal, a CP, como a rede de ônibus, a Rede Expressos, organizaram bem os transportes do resto do país para Lisboa. A CP criou uma linha especial de comboio de madrugada, para quem queria voltar direto do festival para outra cidade e ainda um bilhete com 30% de desconto para quem comprasse ida e volta. E para melhorar ainda mais, um transfer exclusivo da cidade do rock para a Estação de Comboios Oriente, que custa só 1,80. Para quem queria ir de ônibus pela Rede Expressos havia 25% de desconto nos bilhetes.

Em Lisboa, a estrutura para chegar ao festival também é muito boa, com várias opções de linhas da Carris (empresa de ônibus) que funcionaram até tarde da noite – o metrô fecha às 1h. Eles também aumentaram o número de linhas. O preço não mudou: mesmo valor do transporte público da cidade e o cartão que integra metrô e ônibus, o Viva Viagem.

estrutura rock in rio lisboa

Informações
Logo na entrada ficava um relativamente grande Posto de Informações. Do lado de fora, placas sinalizando a direção dos ônibus, metrô, transfers. Toda a sinalização bem clara e fácil de ver. Um grande cartaz sinalizava as atrações e horários dos shows por dia e perto de cada palco também havia essa informação. Porém, como algumas bandas do palco Vodafone ficaram tocando para ninguém, não sei dizer se o problema era falta de interesse, ou falta de sinalização e informação sobre os show naquele momento e naquele lugar.

Hidratação e Comida
Quanto a estrutura do festival em si, considerei muito boa. Diversas opções de comida bem espalhadas pelo parque, próximas a todos os palcos. Os preços razoáveis: um pedaço de pizza + um bebida por 4,50. Hambúrguer gourmet com batata por 9 euros. A água e a cerveja custavam 2 euros cada. Tendo em vista que normalmente paga-se 1 euro por isso em Portugal, achei bem justo o valor dentro do festival. No total, eram 19 opções de “barraquinhas” diferentes, inclusive com chefs portugueses conceituados, cerveja artesanal e outras firulas assim.

estrutura rock in rio lisboa

Também ficavam circulando o dia e noite inteira “ambulantes oficiais” vendendo cerveja, sidra, água e batata frita. Confesso que vi muito mais vendedores de cerveja do que de água, mas ainda assim, garantia que você não tinha que sair de perto do palco para refil de bebida ou um lanchinho fácil. Praticamente todos os quiosques aceitavam dinheiro e cartão.

Limpeza e Banheiros
A estrutura dos banheiros também era boa e relativamente limpa (tinha papel e sabão, pelo menos).

Conectividade
Também havia dois totens para carregar bateria de celular. Surpreendentemente estrutura rock in rio lisboapouco concorridos. Usei duas vezes no dia sem fila nenhuma (acho que no Brasil o pessoal ia se estapear pelos plugs). Infelizmente, não tinha wifi disponível. Por outro lado, meu sinal do 4G não ficou sobrecarregado em momento algum, mesmo com a quantidade de pessoas.

Segurança
Sobre a segurança, tudo muito tranquilo. Não vi nenhuma briga ou confusão, as equipes de segurança estavam bem espalhadas pelo parque. Também era bem localizada a tenta de primeiros socorros. Uma outra coisa interessante é que eles montaram duas áreas especiais, perto dos palcos, para pessoas com mobilidade reduzida. Tiveram todo o cuidado de ter um festival acessível para todo mundo.

Outros
Também há 4 caixas eletrônicos (multibanco) espalhados pelo parque. No final da noite, reparei que tinha muita fila para o pessoal sacar dinheiro.

Gostou deste post? Temos muito mais pra você!

Receba sempre nossas dicas, histórias e novidades sobre viagens para os melhores festivais de música do mundo.

Transporte10
Informações9
Hidratação e Comida9.5
Limpeza e Banheiros9.5
Conectividade5
Segurança10
O Rock in Rio Lisboa tem no transporte um dos seus pontos mais fortes. O sistema montado pela organização é eficiente e atende até quem vem de fora de Lisboa. Apesar de alguns pequenos deslizes, na média, tem nota melhor que o Rock in Rio original, no Brasil.
8.8

Compartilhe este post

Festivalando

Festivalando é o primeiro site brasileiro sobre viagens para festivais de música. Viajamos o mundo todo para oferecer um mix de dicas, ferramentas, relatos, informação e opinião sobre o universo dos festivais.

No comments

Add yours

Deixe uma resposta

Close