" /> Roteiro de um dia em Varsóvia: o que fazer na capital da Polônia | Festivalando
roteiro de um dia em varsóviafotorince via Shutterstock

Roteiro de um dia em Varsóvia: o que fazer na capital da Polônia

Cada vez mais, tenho me convencido de que dedicar um dia só para qualquer cidade é muito pouco. É um passeio às pressas, aquela pressão do tempo. Mas, às vezes, é o que se encaixa em nossa viagem. Quando fui à Polônia, fiz um roteiro de um dia em Varsóvia porque decidi visitar a cidade de última hora, ao descobrir um show de Paul McCartney na cidade depois de já ter feito minhas reservas na França, meu destino original naquela viagem para a Europa.

Por sorte, a capital da Polônia é uma cidade pequena e quase todas as principais atrações turísticas da cidade estão concentradas numa mesma região. Isso ajuda quem tem pouco tempo para passear. A sugestão de roteiro de um dia em Varsóvia a seguir é bem simples e se limita justamente a estes pontos turísticos mais importantes.

Quem tiver mais que um dia poderá explorar tudo com muito mais calma e ainda conhecer outras atrações menos óbvias, mas que costumam entrar também nos roteiros de viagem para Varsóvia.

Ter um seguro é obrigatório para entrar na Europa. Aproveite e compre agora o seu seguro viagem com desconto

Roteiro de um dia em Varsóvia – Manhã: Stare Miasto, a Cidade Velha

A Cidade Velha é o centro histórico de Varsóvia, onde estão as atrações mais importantes da cidade e onde você vai encontrar aquele clima de movimentação turística. É também um lugar que carrega marcos importantíssimos na existência de Varsóvia. Foi em torno dela, a partir do século XIII, que a cidade se desenvolveu. No século passado, durante a Segunda Guerra, foi drasticamente bombardeada pelos nazistas. Muito do que você verá lá é uma reconstrução dos prédios destruídos.

Se você foi perspicaz o suficiente para seguir nossas dicas de hotéis em Varsóvia, fez sua reserva em um dos muitos hotéis da Cidade Velha. Justamente por ser a parte mais turística, ela concentra a maior parte dos hotéis. É uma mão na roda pra quem tem tempo pra fazer apenas um roteiro de um dia em Varsóvia. Ficando lá, você poderá se deslocar a pé para as atrações.

Castelo Real de Varsóvia e a Coluna de Segismundo

Construído no século XVI, o Castelo Real de Varsóvia marca a entrada da Cidade Velha e é um dos símbolos mais reconhecíveis da cidade. Por séculos, serviu de residência para os monarcas poloneses. Durante a Segunda Guerra, foi uma das muitas construções bombardeadas e posteriormente reconstruídas.

Hoje, é um museu aberto a visitação, com galerias de arte e réplicas dos suntuosos cômodos interiores. Logo em frente ao castelo está outro monumento famoso, a Coluna de Segismundo, um monumento em homenagem ao rei Zygmunt III Waza.

roteiro de um dia em varsóvia

PLRANG ARTE via Shutterstock

Cheque aqui os preços e horários de visitação (que variam conforme a época do ano) ou considere fazer uma tour guiada.

Corredor da Rainha Ana, Catedral de São João e Muralha de Varsóvia

Saindo do castelo, de um lado você tem uma passagem curiosa, que é o chamado Corredor da Rainha Ana. Ele foi construído ainda na época da monarquia para servir de caminho exclusivo para os reis e rainhas. Seguindo por ele, você chegará na Catedral de São João.

Já diante da praça do castelo você verá a Muralha de Varsóvia, construção que protegia a entrada da cidade em tempos passados.

Praça do Mercado – um pit stop

A Praça do Mercado é um dos lugares mais agradáveis de Varsóvia. No passado, concentrava a vida comercial da cidade. Hoje, é um vívido ponto turístico com restaurantes, bares, artistas de rua, lojinhas charmosas e toda aquela movimentação de visitantes que costumamos ver em grandes praças da Europa.

onde ficar em varsóvia

Roman Babakin via Shutterstock

A sugestão é aproveitar o local não só para continuar o passeio, como também para almoçar e descansar um pouco perto da famosa estátua da sereia.

Os prédios históricos que você verá aqui também foram todos reconstruídos após os bombardeios nazistas.

Veja uma seleção de hotéis e bairros onde ficar em Varsóvia

Roteiro de um dia em Varsóvia – Tarde: Rota Real

A Rota Real é um trajeto que passa por vários pontos de Varsóvia e é assim chamada porque combina uma série de residências reais, igrejas, prédios históricos e monumentos. Ela começa na praça do Castelo Real de Varsóvia e termina no distrito de Wilanów.

A rota é super extensa, por isso, percorrê-la em um roteiro tão apertado como este exige planejamento e o mais certo é que você não conseguirá ver tudo. A sugestão é você escolher alguns pontos principais apenas e usar transporte se necessário para poupar tempo.

Na rota abaixo, é possível ir a pé da praça do castelo até as duas ruas sugeridas, a Krakowskie Przedmiescie e a Nowy Swiat. Mas desta última até o palácio de Wilanów é preciso usar um meio de transporte.

Rua Krakowskie Przedmiescie

Saindo da praça do castelo, um dos primeiros pontos de destaque da rota é a rua Krakowskie Przedmiescie (não me pergunte como se pronuncia rsrs). É uma via super charmosa, em estilo promenade, com canteiros de flores e prédios históricos. A típica promenade europeia, dedicada aos pedestres.

Na rua você verá a bela igreja de Sant’Ana e o Palácio Presidencial. Ao final da via, você verá a Basílica da Santa Cruz (foto abaixo), onde estão restos do coração de Frederik Chopin, um dos ilustres poloneses. Perto dali está o Museu Frederik Chopin, dedicado à história do compositor. Pra quem é muito fã de música erudita, pode ser o caso de considerar uma tour guiada sobre a vida de Chopin.

Outro polonês ilustre com quem você vai se esbarrar passando por essa via é Nicolau Copérnico, com o memorial ao pai da astronomia, tornado célebre por afirmar que a Terra girava em torno do sol e não o contrário, como se pensava até então.

roteiro de um dia em varsóvia

marekusz via Shutterstock

Rua Nowy Swiat

Esta é outra via charmosa, em estilo promenade, assim como a anterior. Lojas de luxo, galerias, clubes e restaurantes fazem parte das atrações da rua. É um ponto bom para fazer uma parada e lanchar.

Wilanów

Pulando alguns trechos da Rota Real, você chega a um fim épico, no distrito de Wilanów. Lá há um complexo histórico formado pelo Palácio de Wilanów, residência de membros importantes da aristocracia polonesa. O palácio é rodeado por um lago, um jardim em estilo barroco e um parque.

roteiro de um dia em varsóvia

Krzyak via Shutterstock

A Rota Real tem muito mais atrações além destas, e você pode ver todas aqui. Se você for durante o verão, terá a ajuda da luz solar até mais tarde para aproveitar melhor alguns desses pontos. Como dito antes, de modo geral, em um dia (ou uma tarde, como sugerido aqui), vai dar tempo apenas de “passar o olho” em alguns pontos, talvez sobrando tempo para uma visita interna bem rápida em uma construção ou duas, no máximo.

Outras alternativas do que fazer em Varsóvia

Esta é apenas uma sugestão de roteiro, que se atém ao mais óbvio da cidade. Naturalmente, há outros lugares para se visitar. Em um roteiro de um dia em Varsóvia, caso você ainda tenha tempo ou fôlego durante a noite, o Grande Teatro pode ser uma opção de programa, assim como o Estádio Nacional, que recebe grandes shows na Europa e eventos esportivos.

Há também alternativas aos lugares citados acima. Por exemplo, nos arredores da praça do castelo tem o Museu do Cartoon e da Caricatura. Outro museu visitadíssimo é o Museu do Levante de Varsóvia, que conta o importante período de resistência armada contra a ocupação nazista, e que culminou com a ampla destruição do centro histórico da cidade. O museu fica afastado da Cidade Velha e da Rota Real, mas é acessível via metrô.

Não se esqueça de fazer agora o seu seguro viagem. Ele é exigido para entrar na Europa, e se você não apresenta-lo será barradx na migração. Além disso, é a garantia de que você terá assistência caso haja algum imprevisto com a sua saúde. Aqui você pode pesquisar o melhor preço em várias seguradoras, comprar o que se adequar ao seu orçamento, conseguir um desconto e parcelar sem juros.

Gostou deste post? Temos muito mais pra você!

Receba nossas dicas, histórias e novidades de viagens para os melhores festivais de música do mundo.

Compartilhe este post

Priscila Brito

Sou jornalista e melômana, não sei se nessa ordem. Coleciono ingressos de shows desde 2001. Agora coleciono pulseiras de festival e carimbos no passaporte. Sou uma das mães do Festivalando e fiz Paul McCartney falar uai no Mineirão. Só porque eu gosto de música. Nas horas vagas, faço coisas sérias e tento salvar o jornalismo.

No comments

Add yours

Deixe seu comentário