Abril pro Rock 2018. Arte: Ianah.

Por que o Abril pro Rock é “o” festival de metal do Brasil no 1º semestre?

O nome engana. Afinal, é Abril pro Rock. Deixadas todas as discussões sobre gênero e subgênero musicais para trás desta frase, o Abril pro Rock sempre foi, também, um festival de metal. De alguns anos para cá, essa veia metal vem ficando mais e mais sobressaltada, como aconteceu na edição de 2017. E podemos dizer, sim, que o Abril pro Rock é um dos eventos mais importantes e tradicionais do segmento, principalmente quando os festivais do sudeste não conseguem manter uma regularidade de suas edições, como é o caso do Monsters Of Rock e agora também o Maximus Festival.

A longevidade e regularidade do Abril pro Rock são invejáveis. Já são 25 edições ininterruptas. Este ano, o festival realiza a 26ª edição nos dias 27 e 28 de abril no Recife e a gente te dá vários motivos para ele ser “o” festival de metal do Brasil no 1º semestre sobre o qual você deveria debruçar sua atenção.

Abril pro Rock, mas também está “aberto”, e há um bom tempo, para o metal

abril pro rock

Abril pro Rock/ Divulgação

Quando nós, fãs de metal, buscamos no google “festival de metal no Brasil”, é simplesmente frustrante. Somente alguns eventos aparecem e quase não enchem duas mãos. Para piorar, apesar de ter o nome “festival”, os formatos nem sempre correspondem à denominação, como eu e Pri já discutimos em um videoselfie sobre o que é festival, afinal? Daí, um evento que tem “rock” em seu nome não seria, necessariamente a primeira opção a ser considerada – sim, headbangers e nichos quase intransponíveis: uma realidade. Mas o Abril pro Rock tem mostrado que sim, deveria ser uma das primeiras opções este ano.

Entre o fim dos anos 90 e início dos 2000, o flerte com o metal começou a ficar mais sério, com bandas como Sepultura, Soufly, Krisiun e Ratos de Porão (ok, são os punks mais queridos do metal) e outras começaram a figurar com frequência nos lineups das edições do festival. Parece que as adições agradaram headbangers pernambucanxs e, a cada ano, a produção do Abril pro Rock tem trazido atrações nacionais e internacionais dos mais variados subgêneros do metal.

abril pro rock 2017

Olha só como o APR tem sido bem metálico, desde 2004:

2004 – Eminence, Destruction, Insurrection Down, Krisiun, Ratos de Porão
2005 – Silent Moon, Shaman, Sepultura, Massacration, Chaosphere, Matanza
2006 – Atrocity, Leave’s Eyes, Angra, Ungodly
2007 – Sepultura, korzus, Ratos de Porão,
2008 – Gamma Ray, Helloween
2009 – Motorhead, Matanza, Decomposed God
2010 – Blaze Bayley, Ratos de Porão, Claustrofobia, Eminence, Alkymenia, Inner Demons Rise
2011 – Misfits, D.R.I, Torture Squad, Violator, Desalma, Facada, Cangaço
2012 – Exodus, Brujeria, Cripple Bastards, Ratos de Porão, Hellbenders, Test, Firetomb, Pandemmy,
2013 – Sodom, Krisium, Vocífera, André Matos, Kriver, Kataphero
2014 – Kataklysm, Chakal, Havok, Hibria, Krow, Olho seco, Conquest for Death
2015 – Marduk, Coroner, Almah, Ratos de Porão, Project 46, Gangrena Gasosa, Headhunter, Hate Embrace
2016 – Malevolent Creation, Warrel Dane, Nervochaos, Korzus, Viper, Evil Invaders, Robertinho do Recife
2017 – Death,Nervosa, Violator, Mystifier, Voodoopriest, Nocturnal, Matanza, Krisiun, Evocati, One Arm Away, John Wayne, Suicidal Tendencies, Krisiun, Cockney Rejects

Abril pro Rock 2018 também vem metalizado

Não há dúvidas de que o Abril pro Rock é também metal. A edição de 2018 vem confirmando isso, com a confirmação da presença de bandas como Moonspell, Immolation, Hanagorik, Noturnall, Asomvel, Heavenless e Matakabra, ainda com a participação de Richie Ramone.

O lineup completo ainda não está fechado, mas a leva anunciada já é um bom conjunto de motivos para comparecer ao festival. É uma pena que faltam bandas com musicistas do metal aí, né, produção?

As datas são os dias 27 e 28 de abril, no Recife (Chevrolet Hall). Ainda não foram divulgados preços de ingressos. Você já pode ir aquecendo ou pensando sobre o assunto com uma playlist de esquenta no Spotify, feita pela produção. Mais detalhes sobre o Abril Pro Rock aqui.

Mais motivos para ir ao Abril pro Rock 2018

Sem Monsters (por enquanto) ou Maximus em 2018, Abril pro Rock não é apenas a “última e única” bolacha do pacote deste semestre de festivais de metal do Brasil, como também é um festival que merece nossa atenção pela importância, longevidade e pela seriedade com que a produção trabalha. Já são 25 edições realizadas com sucesso.

Além disso, é um festival realizado em outra região do país. Sair do eixo sul-sudeste é importante não só para convivermos e entrarmos em contato com outras formas culturais, como para movimentar os festivais nacionais. E como se não bastasse, Pernambuco não é só um lugar de grande riqueza cultrual, como também tem praias e paisagens lindas.

Gostou deste post? Temos muito mais pra você!

Receba sempre nossas dicas, histórias e novidades sobre viagens para os melhores festivais de música do mundo.

Compartilhe este post

Gracielle Fonseca

Não faço nada na vida sem paixão. Tanto que, pra me formar em Jornalismo, tive que fazer um TCC sobre metal, o Ruído das Minas: a origem do heavy metal em BH. Também decidi que faria o primeiro documentário no mundo sobre Mulheres no Metal, o Women in Metal, e fiz. Comecei a ir em festivais de metal internacionais em 2009. Desde então, viajar em busca da música, essa outra paixão, tornou-se um projeto profissional que hoje chamamos de Festivalando.

1 comment

Add yours
  1. Renan Esteves 1 março, 2018 at 13:51 Responder

    O único e principal problema é o preço das passagens. Quero muito ir, mas vou gastar mais de 600 reais de passagem aérea do Rio pra Recife. Se for de ônibus sai um pouco mais barato, mas vou demorar 36 horas pra chegar, o que é muito desgastante. Como ainda dependo de outros fatores pra ver se vou ou não, esse sonho vai ficando mais distante.

Deixe seu comentário