regras do seguro viagem para a europaDora Zett via Shutterstock

Regras do seguro viagem para a Europa: cuidado com as pegadinhas

São 50 países num mesmo continente. Por um lado, a Europa oferece uma infinidade de destinos, alguns dos preferidos dos brasileiros. Por outro, ela também impõe algumas regras para estrangeiros que visitam estes países com fins turísticos. Basicamente não há exigência de visto para a maioria esmagadora dos países. Mas há regras do seguro viagem para a Europa que precisam ser respeitadas.

Regras do seguro viagem para a Europa: o Tratado de Schengen e a obrigatoriedade do seguro

Para entender as regras do seguro viagem para a Europa é preciso antes de tudo falar do Tratado de Schengen. Ele é um documento assinado por 26 países que, dentre outras coisas, facilitou a livre circulação de pessoas entre fronteiras. Com isso, eliminou a necessidade de visto para estrangeiros com permanência inferior a três meses. Em contrapartida, o Tratado determinou que o seguro viagem para a Europa é obrigatório para turistas que visitam os países signatários.

Além disso, há mais um detalhe importante pra se observar em relação às regras do seguro viagem para a Europa impostas pelo Tratado de Schengen. É necessário que o seguro contratado ofereça uma cobertura mínima de 30 mil euros.

Estes são os países signatários do tratado em questão e onde, portanto, o seguro viagem para a Europa é obrigatório: Alemanha, Áustria, Bélgica, Dinamarca, Eslováquia, Eslovênia, Espanha, Estônia, Finlândia, França, Grécia, Holanda, Hungria, Islândia, Itália, Letônia, Liechtenstein, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Noruega, Polônia, Portugal, República Tcheca, Suécia, Suíça.

Resumindo: ao entrar nestes países, se você não tiver um seguro viagem e se a cobertura dele não atender o mínimo de 30 mil euros, a sua entrada na Europa será barrada.

quanto custa o seguro viagem

Anothai Thiansawang via Shutterstock

Regras do seguro viagem para a Europa: a pegadinha da Irlanda

Muita gente já sabe da existência do Tratado de Schengen e pensa que a obrigatoriedade do seguro na Europa se limita aos países que assinaram o documento. Errado, pois há uma pegadinha nas regras do seguro viagem para a Europa.

A Irlanda, apesar de não fazer parte do Tratado, também impõe a obrigatoriedade do seguro viagem para turistas. No entanto, não há a necessidade de uma cobertura mínima como nos países citados anteriormente.

Regras do seguro viagem para a Europa: a pegadinha da não obrigatoriedade

Olhando para a lista dos países do espaço Schengen, e acrescentando a Irlanda, dá claramente pra notar que há muitos países onde as regras do seguro viagem para a Europa não se aplicam. Por exemplo, o Reino Unido não foi mencionado, e realmente não exige seguro.

O grande erro é pensar justamente que você só deve contratar um seguro se ele for obrigatório. O fato é que este serviço vai te garantir uma série de assistências em casos de adversidades durante a viagem. E você nunca sabe quando isso vai acontecer.

Portanto, para além das regras do seguro viagem para a Europa, e também no mundo todo, seja quando se fala em seguro pros Estados Unidos, seguro pra América Latina e até seguro nacional, o mais recomendável é que você sempre compre o seguro quando for viajar.

Afinal, o seguro viagem garante assistência médica e odontológica, reembolsos em caso de cancelamento ou atraso de viagem, extravio de bagagem e ainda assistência em caso de perda de documentos, orientação jurídica e muito mais. Ou seja, o seguro serve para muita coisa.

Seguro viagem para a Europa: faça uma cotação

Para garantir o seguro viagem para a Europa mais completo, inclusive sem cair em outras pegadinhas como o seguro do cartão de crédito, o recomendável é que você compre das seguradoras e faça antes uma pequisa.

Comparadores como o da Real Seguro Viagem, parceira do blog, são ótimas ferramentas, pois você pode pesquisar em várias empresas ao mesmo tempo, comparar as coberturas e escolher aquele com o melhor custo-benefício.

Compre agora o seu seguro viagem para a Europa e ganhe 10% de desconto. Clique aqui para ser direcionado ao site da Real Seguro Viagem e escolher o melhor plano para você

Gostou deste post? Temos muito mais pra você!

Receba nossas dicas, histórias e novidades de viagens para os melhores festivais de música do mundo.

Compartilhe este post

Priscila Brito

Sou jornalista e melômana, não sei se nessa ordem. Coleciono ingressos de shows desde 2001. Agora coleciono pulseiras de festival e carimbos no passaporte. Sou uma das mães do Festivalando e fiz Paul McCartney falar uai no Mineirão. Só porque eu gosto de música. Nas horas vagas, faço coisas sérias e tento salvar o jornalismo.

No comments

Add yours

Deixe seu comentário