o que fazer em montreuxLago Léman, na riviera Suíça Stock Photos/Peter Stein/Shutterstock

O que fazer em Montreux e na riviera suíça: passeios em Vevey, Veytaux, Lavaux e além

A parte francesa da Suíça guarda um dos tesouros mais lindos da Europa: a riviera, um conjunto de cidadezinhas espalhadas às margens do lago Léman, a cerca de uma hora de Genebra. Montreux é a maior e principal delas, mas vale explorar todo o entorno. Por isso, a lista a seguir sugere o que fazer em Montreux e em toda a extensão da riviera suíça.

Há opções para dois arranjos de viagem. O primeiro tem a riviera como a base da viagem em si. O segundo, ao final do texto, é para quem quer apenas dar uma espiadinha na região e vai priorizar Genebra.

O que fazer em Montreux: a riviera como base da viagem

Se você escolheu dedicar alguns dias somente para conhecer Montreux e/ou a riviera suíça, não vai te faltar o que fazer. Uma caminhada despretensiosa pelas margens do belo Lago Léman, passando por Montreux, Vevey e Veytaux, pode ser um bom começo para apreciar a região.

Cada ponto tem suas próprias atrações. Entre uma cidade e outra você pode se deslocar de trem, gastando no máximo cinco minutos. É que as cidades são bem pequeninhas, muito próximas umas das outras. Com relação às atrações de cada lugar, recomendo o seguinte:

Em Montreux

Montreux é uma cidade inescapavelmente musical e, portanto, as principais atrações estão relacionadas à música. Fãs de Freddie Mercury e sua banda vão gostar de fazer este roteiro do Queen em Montreux, que inclui estátua do cantor, exposição permanente e outras atrações. Fãs de música em geral vão gostar desse roteiro de turismo musical em Montreux, que passa pelo rock e pelo jazz.

Quem vai na cidade durante o verão, em julho, deve ficar de olho no Montreux Jazz Festival, que ocupa boa parte da cidade e, o melhor, com muitas atrações gratuitas. A propósito, este é um dos meus festivais preferidos na Europa. Ele oferece uma experiência bastante peculiar na comparação com os demais festivais que acontecem no continente durante o verão.

Em Vevey

A cidadezinha localizada a seis quilômetros de Montreux tem só 20 mil habitantes, mas experiências grandiosas, principalmente se você for no verão.

Durante todos os sábados de julho e agosto, por exemplo, o Mercado de Vevey, chamado oficialmente Marché Folklorique, tem uma espécie de vinho open bar. Basta você comprar uma taça na hora e provar vinho à vontade de todos os produtores da região. Ah, o mercado também tem produtos frescos (queijos, frutas), artesanato e performances de música regional.

Uma atração pra ser aproveitada a qualquer época do ano é o Chaplin’s World (reserve aqui o ingresso). O museu é dedicado à vida e obra de Charlie Chaplin, que escolheu Vevey para morar nos últimos 20 anos de sua vida.

o que fazer em montreux

Castelo de Chillon, na Suíça Stock Photos/canadastock/Shutterstock

Em Veytaux

Ainda mais pertinho de Montreux, mais precisamente a cerca de dois quilômetros somente, Veytaux abriga uma das atrações mais visitadas da Suíça, o Castello de Chillon, construção que estima-se ter começado a ser erguida no século XII.

Um pouco além

Se ainda tiver tempo, você pode fazer passeios curtos ou de um dia inteiro. Dá tanto para ir para outras cidadezinhas próximas quanto para um pouco além da região da riviera. Um dos passeios mais comuns nesse sentido é uma excursão a Lavaux (reserve aqui), região vinícola da riviera.

Já um dos mais famosos e deliciosos é o Train du Chocolat. O nome diz muito, mas não diz tudo. O trem sai de Montreux com direção primeiro a Gruyère, com uma visita a uma fábrica do queijo homônimo e a uma vilazinha charmosa. Na sequência, vai para Broc, onde está a fábrica de chocolates Cailler. Prepare-se para a monumental degustação de chocolates no final. Eu saí de lá tonta de tanto açúcar! O passeio pode ser reservado aqui.

O que fazer em Montreux: saindo de Genebra

Se o seu roteiro vai priorizar Genebra, saiba que ainda assim é possível visitar Montreux e, talvez, um pouco mais da riviera Suíça, dependendo do tempo que você tiver disponível.

De Genebra até Montreux gasta-se cerca de uma hora de trem, o que permite ao menos um bate-volta. No verão, acho um pecado ficar tão pouquinho tempo assim, mas é melhor do que não conhecer.

Para roteiros mais apertados, este passeio de um dia passa por Montreux e Vevey, incluindo o castelo de Chillon. Já este passeio inclui também Montreux e Vevey, mas também Lavaux e uma visita ao Chaplin’s World, o museu dedicado a Charline Chaplin.

Mais atrações em Montreux e na riviera Suíça

Descubra outros passeios em Montreux e na Riviera Suíça

Gostou deste post? Temos muito mais pra você!

Receba nossas dicas, histórias e novidades de viagens para os melhores festivais de música do mundo.

Compartilhe este post

Priscila Brito

Sou jornalista e melômana, não sei se nessa ordem. Coleciono ingressos de shows desde 2001. Agora coleciono pulseiras de festival e carimbos no passaporte. Sou uma das mães do Festivalando e fiz Paul McCartney falar uai no Mineirão. Só porque eu gosto de música. Nas horas vagas, faço coisas sérias e tento salvar o jornalismo.

No comments

Add yours

Deixe seu comentário