estrutura do rock in rio 2019Wesley Allen/I Hate Flash

Os deslizes da estrutura do Rock in Rio 2019 na reta final do festival

O segundo fim de semana do Rock in Rio transcorreu sem erros gravíssimos. Mesmo assim, deslizes da estrutura do Rock in Rio 2019 ficaram mais evidentes na segunda metade do festival. Somados aos problemas que apareceram logo no primeiro fim de semana – ausência de pagamento cashless, som baixo no Sunset, dentre outros, o festival tem uma lista de tarefas para entregar em 2021.

Filas para água

O Rock in Rio melhorou a distribuição dos bebedouros em relação aos anos anteriores. Havia mais pontos e eles estavam sinalizados (ainda que discretamente). Porém, o calor do segundo fim de semana mostrou que a mudança ainda não foi suficiente.

Havia filas muito grandes no período da tarde e o motivo não era só a alta temperatura. O espaço dedicado a eles era pequeno, com apenas seis bebedouros/torneiras por ponto.

estrutura do rock in rio 2019

Wesley Allen/I Hate Flash

Escassez de lugares para descansar

O calor do segundo fim de semana do Rock in Rio 2019 também deixou evidente outra carência: espaços para descanso com sombra. Havia alguns poucos na área de circulação entre o Palco Mundo e o Sunset. Alguns do próprio festival e um lounge de um dos patrocinadores. Mas eram pequenos e muito concentrados na mesma área.

O resultado foi uma multidão espalhada e sentada no chão da Rock Street e da Rock District, onde havia mais espaços livres. É fato que isso comprometeu a circulação nesses locais, mas não havia alternativa melhor para quem queria descansar.

Fica a dica para os patrocinadores deixarem um pouco o fru-fru pro lado e pensarem em espaços que atendam as necessidades mais básicas de quem está curtindo um festival tão exaustivo quanto o Rock in Rio. (Quantas vezes a gente já falou isso aqui?)

Brindes que não duram até o fim do festival

O público que vai ao Rock in Rio gosta de brindes. Ponto final. As pessoas vão na expectativa de levarem lembranças pra casa, não importa o dia em que escolheram ir, por isso é interessante que as marcas assegurem esses brindes até o final. Mas não foi isso que aconteceu no segundo fim de semana do Rock in Rio 2019.

O copo que brilha no escuro e o balde de pipoca – dois hits dessa edição – foram ficando indisponíveis à medida que o Rock in Rio se aproximava do fim. Faltou planejamento para que houvesse uma distribuição mais igualitária por todos os dias. Quem escolheu ir nos últimos dias não tem nada a ver com a dificuldade das marcas de darem conta da alta demanda.

Para além da estrutura do Rock in Rio 2019

Confira momentos dos sete dias de Rock in Rio nos stories do Festivalando no Instagram e um textão sobre o segundo fim de semana do festival

Gostou deste post? Temos muito mais pra você!

Receba nossas dicas, histórias e novidades de viagens para os melhores festivais de música do mundo.

Compartilhe este post

Priscila Brito

Sou jornalista e melômana, não sei se nessa ordem. Coleciono ingressos de shows desde 2001. Agora coleciono pulseiras de festival e carimbos no passaporte. Sou uma das mães do Festivalando e fiz Paul McCartney falar uai no Mineirão. Só porque eu gosto de música. Nas horas vagas, faço coisas sérias e tento salvar o jornalismo.

No comments

Add yours

Deixe seu comentário