chip internacional no brasil ou no destinoBrett Jordan/Unsplash

Chip internacional: vale a pena comprar no Brasil ou no destino?

Um item que hoje, definitivamente, já faz parte dos preparativos para uma viagem no exterior é o chip internacional. A única questão aqui, para alguns viajantes, pode ser decidir se o melhor é comprar o chip já no Brasil ou esperar chegar no destino.

Há boas razões para optar por cada uma dessas duas situações e eu já experimentei ambas. O que vai definir se uma alternativa é melhor que outra é a sua situação na viagem.

Quando vale mais a pena comprar chip internacional no Brasil?

Certamente, pode ser mais interessante comprar um chip internacional ainda no Brasil se:

  • Você tem dificuldades com o idioma do país para onde está viajando. Nesses casos, você pode não se sentir confortável em chegar numa loja, pedir o produto, analisar planos disponíveis, etc
  • Você PRECISA estar conectada ou conectado no momento em que o avião pousa no destino. Pode ser por uma necessidade relativa ao trabalho ou à família. Ou simplesmente pura dependência de conexão com a internet (uma questão que precisa de reflexão, mas esse não é o objetivo deste texto)
  • O valor do chip não é um problema pra você. Normalmente, os planos de chips internacionais pré-pagos comprados no Brasil são mais caros do que opções que você encontraria na loja de uma operadora local no país de destino. E os preços são cobrados em dólar. É um valor que compensa a comodidade que você vai ter, sem dúvidas, mas tenha atenção ao seu orçamento se optar por comprar o chip ainda no Brasil

Consulte aqui quanto custa o chip internacional para EUA, Europa e América do Sul

Quando vale mais a pena comprar o chip internacional no destino?

Por lógica de oposição em relação ao que foi colocado acima, vale a pena comprar o chip internacional no destino se:

  • Você se comunica bem no idioma do país de destino e não vai ter problemas em frequentar o comércio local para comprar um chip
  • Você não tem pressa para se conectar; se tiver wi-fi no aeroporto ou no caminho pro hotel, ok. Se não tiver, você consegue esperar
  • Você considera os valores dos chips internacionais vendidos no Brasil muito altos e precisa economizar. Nesse caso, se decidir mesmo comprar o chip no destino, faça uma pesquisa prévia de operadoras e planos do seu país de destino para facilitar sua vida quando chegar no local. Assim, você já terá uma estimativa de quanto vai gastar e terá mesmo a certeza de que está fazendo uma escolha econômica ao deixar para comprar o chip no exterior

A minha experiência com chip internacional comprado no Brasil e no exterior

Além desses critérios que eu apresentei acima, que acredito serem mais genéricos, podem haver outros fatores mais pessoais também que interferem na decisão de quando e onde comprar o chip internacional.

Como eu disse, eu já experimentei as duas situações com chip internacional nas minhas viagens e tenho uns critérios mais pessoais para fazer minha escolha.

Economia

Eu, particularmente, prefiro comprar o chip no destino em viagens curtas (uma semana no máximo) e para um único destino, desde que não seja tão distante do Brasil (o que significa países da América do Sul).

Eu não preciso de um trilhão de GB pra uma semana e encontrar um chip pré-pago no local com planos básicos é muito fácil e sai bem barato.

Em uma viagem para a Argentina, por exemplo, eu comprei um chip da Movistar em uma das muitas lojas da calle Florida com plano de dados básico que me custou o equivalente a R$ 15 (na época eram 90 pesos argentinos). Foi mais que suficiente para eu me virar durante uma semana.

Segurança

Para minhas viagens que duram um mês ou mais, e que são para destinos mais distantes (Europa e EUA), eu sinto que ter um plano de dados mais robusto me deixa mais segura.

O plano robusto é possível encontrar em operadoras locais no país de destino. E eles com certeza vão ter preços muito atrativos, talvez melhores que os dos chips internacionais vendidos no Brasil.

Por outro lado, poder me conectar imediatamente pra dar um “oi” pra família no Brasil depois de um voo de 10 horas ou mais, numa situação em que vou precisar passar por uma imigração mais rígida, sozinha, acaba sendo um conforto a mais pra mim.

Assim, esse é um critério que acaba favorecendo minha escolha de já sair do Brasil com um chip internacional comprado em determinadas viagens.

Se você optou por já comprar um chip internacional no Brasil, confira aqui os planos disponíveis para o seu destino e aproveite o desconto de 10% com o cupom PROMO10

Gostou deste post? Temos muito mais pra você!

Receba nossas dicas, histórias e novidades de viagens para os melhores festivais de música do mundo.

Compartilhe este post

Priscila Brito

Sou jornalista e melômana, não sei se nessa ordem. Coleciono ingressos de shows desde 2001. Agora coleciono pulseiras de festival e carimbos no passaporte. Sou uma das mães do Festivalando e fiz Paul McCartney falar uai no Mineirão. Só porque eu gosto de música. Nas horas vagas, faço coisas sérias e tento salvar o jornalismo.

No comments

Add yours

Deixe seu comentário