melhores festivais do mundo

Onde estão os melhores festivais do mundo?

É um peso imenso dizer pra vocês categoricamente pra onde viajar se você está à procura dos melhores festivais do mundo. E é por isso que não vamos dizer mesmo, e sim contar pra vocês o que os outros disseram. 😛

Com concepção e publicação do site Festival Insights, e pesquisa da consultoria britânica CGA Strategy, focada em inteligência em negócios, foi publicado um levantamento indicando os 250 melhores festivais na temporada 2015. Spoiler: tem Brasil il il na lista! Mas antes de entrar em detalhes nos resultados do levantamento, é importante dizer que a metodologia de análise levou em conta critérios como duração do festival, receita obtida a partir dos ingressos, estimativas em torno dos patrocinadores e capacidade do festival. Ou seja, é uma lista com um viés bastante comercial.

Não quer dizer que sejam critérios equivocados, e há muitos festivais cuja presença na lista ninguém contestaria. Mas a gente entende que esta é uma forma apenas parcial de medir a qualidade de um festival. Avaliamos aqui no Festivalando os festivais pela estrutura e experiência e já explicamos como, por exemplo, uma estrutura ruim não necessariamente leva a uma experiência ruim e vice versa. Em todos os casos, o que é melhor ou pior depende do critério, do olhar.

Agora chega agora de pisar em ovos.

Onde estão os melhores festivais do mundo?

Você tem exatamente 44 destinos no mundo à sua disposição para viajar atrás dos melhores festivais no mundo todo. Parece, o levantamento se esforçou para incluir eventos nos cinco continentes. Tem pelo menos um festival em cada um deles na lista dos 250 mais-mais.

Mas o resultado final não sai do óbvio e a Europa e os Estados Unidos dominam tudo. E em se tratando de Europa especificamente, a Inglaterra é tão soberana quanto sua rainha Elizabeth e domina a lista com sobra.

Sendo assim, se você quer conhecer grandes e bem sucedidos festivais, economize suas libras. São 48 festivais ingleses listados, praticamente um quinto do total. Se colocar no pacote do Reino Unido, esse domínio sobe para 56, com festivais na Escócia e País de Gales. O topo da lista é do Glastonbury, que não deve perder o reinado tão cedo assim. Muito a exemplo da soberana que reina naquelas terras, há décadas no trono.

Os Estados Unidos aparecem em segundo, com 33 festivais. Não é uma diferença numericamente não tão grande assim para a Inglaterra, mas é uma diferença muito significativa proporcionalmente falando se você comparar o tamanho do território e da população dos dois países. Mesmo com um mercado muito mais saturado e concorrência altíssima, o país consegue produzir festivais bem sucedidos comercialmente em larga escala.

Gol da Alemanha

A Alemanha tem um desempenho ótimo e tem 22 listados. (alguém ouviu “gol da Alemanha” com a voz do Galvão de fundo?). Muitos dos países mais cobiçados por quem quer viajar para a Europa também aparecem com uma boa quantidade de festivais. Eu já vejo fácil, fácil, uma mapa de mochilão de festivais na Europa se desenhando com Holanda, Bélgica, França e outros. Veja o top 7 (um número meio estranho em função da quantidade de países empatados):

  1. Inglaterra (48)
  2. Estados Unidos (33)
  3. Alemanha (22)
  4. Bélgica e Holanda (13 cada)
  5. França (12)
  6. Austrália e Suíça (8 cada)
  7. Áustria, Canadá, Dinamarca, Escócia, Espanha, Portugal e Suécia (6 cada)

Alguns dados interessantes sobre os melhores festivais do mundo

  • O Rock in Rio é o único festival brasileiro na lista, em um honrosíssimo 19º lugar. É um feito e tanto para um festival que por si só já é um feito e tanto por tudo que já falamos aqui: pioneirismo no Brasil, logenvidade e o baita sucesso comercial que ele é
  • A presença mesmo que pequena de países como Japão, China, Malásia e Marrocos obriga a gente a olhar mais pra esses destinos, né não? Podem estar se formando aí festival destinations emergentes
  • A propósito, sete países asiáticos aparecem com festivais na lista (Japão, China, Coreia do Sul, Malásia, Singapura Filipinas e Índia), contra dois latino-americanos (Brasil e México)
  • Dos Lollas do mundo, o de Berlim é o único a aparecer na lista
  • É um pouco contraditório festivais como Soundwave (Austrália) e Rockness (Escócia) aparecerem na lista, já que ambos foram cancelados por baixa venda de ingressos e outros problemas comerciais

Os dados, enfim

No mapa abaixo você confere onde estão os melhores festivais do mundo. Clicando no marcador, você vê o nome do festival com a posição que ele ocupa na lista entre parênteses. Se preferir, logo abaixo do mapa tem a lista corrida, com os festivais numerados de 1 a 250.

Não deixe de explorar festivais no mundo todo com o nosso buscador de festivais 😉

melhores-festivais-do-mundo-copia

Gostou deste post? Temos muito mais pra você!

Receba nossas dicas, histórias e novidades de viagens para os melhores festivais de música do mundo.

Compartilhe este post

Priscila Brito

Sou jornalista e melômana, não sei se nessa ordem. Coleciono ingressos de shows desde 2001. Agora coleciono pulseiras de festival e carimbos no passaporte. Sou uma das mães do Festivalando e fiz Paul McCartney falar uai no Mineirão. Só porque eu gosto de música. Nas horas vagas, faço coisas sérias e tento salvar o jornalismo.

1 comment

Add yours

Deixe uma resposta

Close