woodstock em 2019 woodstock no brasil

Woodstock em 2019: detalhes dos DOIS eventos nos 50 anos do festival

É preciso uma análise profissional pra dizer em que medida o mundo de 2019 se aproxima e se afasta do mundo de 1969. Quando a gente anda um pouco pra frente vem uma força empurrando a gente pra trás, não é mesmo? Mas, em agosto, por pelo menos um fim de semana, as datas vão se alinhar com a comemoração dos 50 anos de Woodstock em 2019.

E não vai ser pouca comemoração. Dois festivais vão celebrar a data: o Woodstock 50 e A Season of Song & Celebration – na verdade, este último está mais pra uma série de eventos que um festival. Em comum, além da efeméride, será a data. Ambos vão acontecer no terceiro fim de semana de agosto, exatamente o mesmo em que ocorreu o festival em 1969. Mais que isso, eles vão ser realizados a cerca de 240 quilômetros de distância um do outro, em cidades diferentes do Estado de Nova York.

Pra não se confundir com o Woodstock em 2019: uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa

Na prática, os dois eventos são independentes um do outro, apesar de carregarem um elo histórico com o evento original. O Woodstock 50 é o Woodstock 2019 real-oficial, digamos assim. Ele é organizado por Michael Lang, idealizador e produtor executivo do festival em 1969.

Já a série de eventos A Season of Song & Celebration acontecerá no local original onde ocorreu o primeiro Woodstock, a cidade de Bethel Woods. O Bethel Woods Center for the Arts, centro cultural erguido no lugar histórico, é a instituição por trás do evento.

A seguir, os detalhes dos dois eventos.

Woodstock 50 (o Woodstock em 2019 real oficial)

Onde: Watkins Glen, a cerca de quatro horas e meia de Nova York
Quando: de 16 a 18 de agosto
Quem: The Killers, Chance the Rapper, Miley Cyrus, Halsey, Imagine Dragons

O Woodstock 50 será a terceira encarnação do festival desde 1969, já que esta não é a primeira vez que os envolvidos com o evento original aproveitam uma data comemorativa para trazê-lo de volta à vida. Em 1994 (por ocasião dos 25 anos) e em 1999 (por ocasião dos 30 anos), também tivemos edições de Woodstock. Em 1999, particularmente, o festival ficou marcado negativamente. Houve casos de estupro, pessoas feridas, vandalismo e desidratação causada pelo preço abusivo da água.

Mais 1969, menos 1999

Em entrevista à revista Rolling Stone, e também no comunicado oficial sobre o Woodstock 50, Michael Lang enfatizou bastante a intenção de dar bastante peso ao ativismo no Woodstock em 2019.

A programação vai incluir a participação de organizações sem fins lucrativos, palestras, debates e instalações. A ideia é que o festival seja também uma experiência de significado social, algo que não ocorreu na última edição comemorativa, em 1999, segundo declarações do próprio Lang.

Musicalmente, a produção montou um lineup híbrido, com artistas de hip hop, rock e pop e também alguns representantes da primeira edição. Os artistas vão se dividir em três palcos.

woodstock em 2019

A expectativa é que sejam colocados à venda 100 mil ingressos de três dias, o que explica a não realização do festival em Bethel Woods, seu lugar original. Ele é pequeno demais para o público projetado. O público também terá opção de acampamento no local em diferentes categorias – barracas, motorhomes e glamping.

Ainda não foram divulgados valores de ingressos, mas a data de venda já está definida: 22 de abril. Quem quiser receber informações sobre as entradas pode se cadastrar nesta lista.

Os organizadores pretendem transmitir o Woodstock 50 ao vivo online. Mais informações aqui.

A Season of Song & Celebration, alternativa ao Woodstock em 2019

Onde: Bethel Woods, a cerca de duas horas de Nova York
Quando: de 15 a 18 de agosto

No exato local em que aconteceu o primeiro Woodstock, a série de eventos A Season of Song & Celebration vai ter uma programação enxuta. A princípio, seria um festival de médio porte com lineup híbrido, mais de um palco e atividades diversas. Porém, a saída de parceiros de peso da produção obrigou a uma reconfiguração do evento.

Dessa forma, a programação divulgada até o momento é a seguinte:

  • 15 de agosto: exibição ao ar livre do filme Woodstock: the Director’s Cut
  • 16 de agosto: shows com Ringo Starr & All Star Band, Arlo Guthrie e Edgar Winter
  • 17 de agosto: shows com Santana e The Doobie Brothers
  • 18 de agosto: programação ainda será anunciada

Ao longo do ano, outros eventos menores também vão lembrar os 50 anos do Woodstock em 2019 no Bethel Woods Center for the Arts. Detalhes da programação aqui.

Gostou deste post? Temos muito mais pra você!

Receba nossas dicas, histórias e novidades de viagens para os melhores festivais de música do mundo.

Compartilhe este post

Priscila Brito

Sou jornalista e melômana, não sei se nessa ordem. Coleciono ingressos de shows desde 2001. Agora coleciono pulseiras de festival e carimbos no passaporte. Sou uma das mães do Festivalando e fiz Paul McCartney falar uai no Mineirão. Só porque eu gosto de música. Nas horas vagas, faço coisas sérias e tento salvar o jornalismo.

2 comments

Add yours

Deixe seu comentário