" /> SOFAR+ Secret Festival BH: uma lição sobre a surpresa | Festivalando
sofar+ secret festival belo horizonteFotos Priscila Brito

SOFAR+ Secret Festival BH: uma lição sobre a surpresa

Qual foi a última vez em que você se deixou ser surpreendido? E como o assunto aqui é festival, refaço a pergunta: qual foi a última vez em que você escolheu ir a um festival porque a surpresa era o elemento central? Comigo, isso tudo aconteceu ontem, quando fui ao SOFAR+ Secret Festival aqui em BH – antes disso, as respostas para as perguntas acima eram não lembro (para a primeira) e nunca (para a segunda).

Derivado do projeto inglês SOFAR SOUNDS, o SOFAR+ tem como uma de suas premissas principais revelar a programação do evento somente instantes antes dos shows começarem – a única pista é que as atrações são sempre nomes da cena independente local. Para quem decide se vale a pena ou não ir a um festival depois de avaliar o lineup (me incluo nessa), é um desafio encarar uma proposta como esta do SOFAR+. Por que, então, sair de casa para correr o risco?

sofar+ secret festival belo horizonte

Pedro Morais, uma das atrações (e também um dos shows mais deliciosos da noite), disse que é um bom exercício para driblar nossas resistências musicais. Um amigo que estava comigo no festival disse que é uma forma de depositar confiança na curadoria do evento, no caso de você se identificar com a mesma. Acho que é um pouco disso tudo, e também, como disse ali no início, é uma maneira de se entregar à surpresa.

Na vida, em maior ou menor grau, nas coisas mais importantes e nas nem tão importantes assim, saber o que vai acontecer é necessário, dá segurança, conforto e ajuda a gente a se preparar. Mas é quando as surpresas acontecem – boas ou ruins – que a gente é obrigado a enxergar novas possibilidades. Neste domingo, a surpresa me mostrou que de vez em quando compensa deixar a porta aberta para a diversão entrar, ao invés de ir procurá-la em um endereço determinado.

Foi legal finalmente sentar para ouvir com paciência figuras que já circulam tanto pela cena independente daqui de BH, como Tulio Araújo e Gustavito. Ou descobrir vozes adoráveis, como a da Bárbara Barcellos.

sofar+ secret festival belo horizonte sofar+ secret festival belo horizonte

O clima intimista que caracteriza as edições do SOFAR+ facilita essa entrega. Apesar de ter dois palcos, um acústico e outro elétrico (isso também foi uma surpresa pra mim), o espaço onde aconteceu o festival era pequeno. Público e artistas ficam muito próximos (tão próximos que vi vários deles circulando em meio ao pessoal e assistindo a outros shows), e o jeito é de “feito em casa”: plateia sentada no chão para ver os shows, como se fosse no quintal (um pé de laranja próximo ao palco elétrico reforçava essa sensação) ou na varanda, com vista para a praça Duque de Caxias (no caso do palco acústico).

sofar+ secret festival belo horizonte

E eu gostei tanto de viver essa experiência da surpresa que gostaria que ela tivesse sido mais surpresa ainda. Explico: eu imaginava que os shows eram revelados um a um, no momento exato do artista subir ao palco, mas o lineup foi divulgado de uma vez só umas horas antes dos shows começarem. Não há problema nisso, até porque a promessa do segredo foi mantida, mas se o suspense fosse prolongado até o instante que antecede cada show, acredito que a proposta se realizaria de maneira ainda mais contundente e o público, provavelmente, ficaria ainda mais compenetrado no desenrolar do festival.

Fora o elemento surpresa e do formato pokcet, o SOFAR+ também tem as atrações extra-musicais que hoje já fazem parte de qualquer festival – teve live painting e uma feirinha descolada. A feira foi um bom passatempo até os shows começarem. O live painting começou junto com os shows, o que acabou tirando um pouco a atividade do holofote.

sofar+ secret festival belo horizonte sofar+ secret festival belo horizonte

No próximo domingo (12), é a vez de São Paulo receber o SOFAR+ Secret Festival. Na quarta (8), vai rolar aqui no Festivalando sorteio de dois pares de ingresso para o evento. Quem preferir, já pode garantir presença comprando ingressos com desconto neste link.

Gostou deste post? Temos muito mais pra você!

Receba sempre nossas dicas, histórias e novidades sobre viagens para os melhores festivais de música do mundo.

Compartilhe este post

Priscila Brito

Sou jornalista e melômana, não sei se nessa ordem. Coleciono ingressos de shows desde 2001. Agora coleciono pulseiras de festival e carimbos no passaporte. Sou uma das mães do Festivalando e fiz Paul McCartney falar uai no Mineirão. Só porque eu gosto de música. Nas horas vagas, faço coisas sérias e tento salvar o jornalismo.

No comments

Add yours

Deixe seu comentário