copenhellCopenhell DK/ Divulgação

A gente vai te levar para o Copenhell 2016

A gente vai te levar para o Copenhell, mas é de outro jeito. Não deste que você está pensando =( Infelizmente, essa não é uma promoção. Queríamos ter culhão para  levar você com a gente para a Dinamarca. Mas sabe como é, né? O Copenhell é um festival que acontece na capital dinamarquesa, nos dias 23,24 e 25 de junho ( hoje, inclusive, hehe!). E se você nos lê há algum tempo, sabe que lá é caro pra kct, rs. Inclusive fizemos umas continhas sobre quanto custa ir a esse festival nesse post aqui. Por isso, a gente teve que ser criativa aqui para te colocar pra dentro! Enquanto não rola de sortearmos uma viagem para o Copenhell, a gente dá um jeitinho de te dar pelo menos um ticket para uma viagem musical.

Para construir uma playlist bem fidedigna e digna de festival, escolhemos as músicas ao vivo dos artistas que estão no lineup do Copenhell 2016. Assim, você escuta e se sente um pouco parte da plateia 😉 .

A #playlist está bem eclética, dentro do metal. Tem para muitos gostos e idades. O comecinho tem uma apresentação de tirar o fôlego feita pelo Blind Guardian. Depois, tem o tio Alice Cooper e logo vem o Scorpions para dar uma acalmada nos ânimos. Escutem, pois tem performances ao vivo maravilhosas de grandes bandas, Como Black Sabbath e King Diamond, por exemplo. Vai ter também peso, com Entombed A.D. e os contemporâneos do Shinedown com uma música mais descontraída. Ainda tem Amon Amarth, Megadeth, Rival Sons, Epica

Então, aperte o play, feche os olhos e se imagine no meio da gente aqui, com essa multidão headbanger linda por todos os lados. Vem!

 

[jetpack_subscription_form title=”Gostou deste post? Temos muito mais pra você!” subscribe_text=”Receba sempre nossas dicas, histórias e novidades sobre viagens para os melhores festivais de música do mundo.” subscribe_button=”Quero!”]

 

Compartilhe este post

Gracielle Fonseca

Não faço nada na vida sem paixão. Tanto que, pra me formar em Jornalismo, tive que fazer um TCC sobre metal, o Ruído das Minas: a origem do heavy metal em BH. Também decidi que faria o primeiro documentário no mundo sobre Mulheres no Metal, o Women in Metal, e fiz. Comecei a ir em festivais de metal internacionais em 2009. Desde então, viajar em busca da música, essa outra paixão, tornou-se um projeto profissional que hoje chamamos de Festivalando.

No comments

Add yours