festivais do méxicoCorona Capital/Divulgação

Precisamos falar sobre os festivais do México

É claro que o país que nos deu Chaves, A Usurpadora e um monte de Marias (do Bairro, Mercedes e Marimar) não iria nos decepcionar quando o assunto é festival, não é? Mesmo sem ter estado in loco – por enquanto – nos festivais do México, afirmo isso com certa segurança.

Já há um bom tempo que alguns dos festivais listados abaixo estão na minha wishlist, e ano a ano só aumenta a vontade de tomar vergonha na cara e planejar uma viagem pro México. Enquanto não dá para saldar essa dívida lá na ponta de cima da América Latina, pelo menos pago a dívida de fazer o registro aqui no Festivalando.

Spoiler: pessoas do indie, vocês vão desejar morar no México ao fim desse texto.

Roxy Fest

O Roxy Fest combina um lineup dedicado ao indie e ao rock com um ~tempero a mais: uma programação gastronômica protagonizada pelos principais chefs da região. Estreou em 2017.

Onde: Guadalajara
Quando: normalmente em fevereiro
Mais informações

Vive Latino

Firme e forte desde 1998, o Vive Latino é um dos mais longevos festivais do México. Como o nome já indica, artistas latino-americanos são maioria no cartaz. Mas há espaço também para artistas de rock e indie dos Estados Unidos e Inglaterra – em anos recentes, esses nomes têm sido algumas das atrações dos Lollas sul-americanos, já que há proximidade no calendário.

Onde: Cidade do México
Quando: normalmente em março
Mais informações

Nrmal

O mais fresco do underground. Assim o próprio Nrmal se define. O festival nasceu em 2008 para jogar luz sobre artistas nacionais e internacionais fora do radar mainstream.

Onde: Cidade do México
Quando: normalmente em março
Mais informações

Tecate Pal’ Norte

Com inclinação para o indie internacional, o Tecate Pal’ Norte está na ativa desde 2012. Assim como o Vive Latino, em função da data em que ocorre, sempre tem atrações que, dias depois, se apresentarão nos festivas da América do Sul em março/abril.

Onde: Monterrey
Quando: normalmente em março
Mais informações

Ceremonia

Desde 2013 o Ceremonia acontece com a promessa de colocar para tocar o que há de mais representativo na cena independente local e internacional.

Onde: Toluca
Quando: normalmente em abril
Mais informações

Tecate Live Out

Com edições enxutas de um dia, o Tecate Live Out engrossa a lista de festivais do México com tendência indie desde 2015.

Onde: Monterrey
Quando: normalmente em outubro
Mais informações

Corona Capital

O Corona Capital entrega todos os anos um lineup para fazer brilhar os fãs de indie rock principalmente. O festival estreou em 2010 na Cidade do México, onde acontece em novembro, e recentemente ganhou uma filial em Guadalajara, onde acontece em maio, numa versão mais enxuta, porém igualmente potente.

Onde: Cidade do México
Quando: normalmente em novembro
Mais informações

Um lugar para as franquias internacionais entre os festivais do México

Além dos festivas nativos citados acima, vale destacar também os festivais internacionais que têm conseguido se estabelecer no México melhor que em outras praças.

Knotfest México

O Japão foi o primeiro país fora dos Estados Unidos a receber uma edição do Knotfest, mas é no México que o festival fixou-se em anos seguidos, sem falhas. Desde 2015, o festival do Slipknot tem lugar garantido anualmente no calendário mexicano.

Onde: Cidade do México
Quando: normalmente em novembro
Mais informações

Electric Daisy Carnival México

Assim como o Knotfest, o Electric Daisy Carnival é outro festival originalmente dos EUA que também conseguiu fixar residência no México. Realizado desde 2014 no país, a edição mexicana é a mais longeva e bem-sucedida das tentativas de internacionalização do EDC, que chegou a passar pelo Brasil uma única vez, em 2015.

Onde: Cidade do México
Quando: normalmente em fevereiro
Mais informações

Gostou deste post? Temos muito mais pra você!

Receba nossas dicas, histórias e novidades de viagens para os melhores festivais de música do mundo.

Tags méxico

Compartilhe este post

Priscila Brito

Sou jornalista e melômana, não sei se nessa ordem. Coleciono ingressos de shows desde 2001. Agora coleciono pulseiras de festival e carimbos no passaporte. Sou uma das mães do Festivalando e fiz Paul McCartney falar uai no Mineirão. Só porque eu gosto de música. Nas horas vagas, faço coisas sérias e tento salvar o jornalismo.

2 comments

Add yours
  1. Renan Esteves 4 novembro, 2019 at 00:33 Responder

    Dentro do metal, temos o Domination MX, que veio pra substituir o Hell and Heaven, e que tará outra edição em maio de 2020. Falando no Hell and Heaven, o festival, que não aconteceu em 2019, volta nos dias 14 e 15 de março para celebrar seus 10 anos de aniversário e, por fim, temos o México Metal Fest, que acontece na reta final do ano em Monterrey – sendo esse ano no dia 30 de novembro. Realmente o México mexe com a gente, desculpe o trocadilho cacófato, quando diz respeito a festivais.

Deixe seu comentário