festivais de hip hopRolling Loud Miami by Leanne (@Snap_LL)

10 festivais de hip hop nos EUA e Europa

Os maiores festivais do mundo hoje têm representantes do hip hop entre seus headliners – vide, neste ano, Glastonbury (Stormzy), Coachella (Chidlsih Gambino) e Lolla (Kendrick Lamar). Mas o gênero é muito mais que uma atração principal em um lineup híbrido; em alguns casos, ele é a maior estrela de uma programação. Nos Estados Unidos e na Europa, há festivais de hip hop massivos, bem-estabelecidos e com larga história na concorridíssima temporada de festivais de verão e além.

Na sequência, você conhece dez destes festivais. A maioria é dedicada exclusivamente ao hip hop, outros abrem espaço no lineup para outros estilos musicais, mas o hip hop é sempre o estilo dominante.

Festivais de hip hop nos Estados Unidos

Rolling Loud

Onde: Miami
Quando: normalmente em maio
Mais informações

Encabeçando a lista com o pé na porta, o Rolling Loud se auto-intitula o maior festival de hip hop do mundo. Acontece desde 2015 e dura três dias.

Soundset

Onde: Minneapolis
Quando: normalmente em maio
Mais informações

Totalmente dedicado ao hip hop, o Soundset tem pegada mais independente e está na ativa há mais de uma década.

A3C Festival

Onde: Atlanta
Quando: normalmente em outubro
Mais informações

O A3C Festival nasceu em 2004 como uma plataforma de lançamento de novos artistas do hip hop. O ar novidadeiro se manteve, mas ao longo dos anos o evento cresceu e passou a ser muito mais que um festival focado no gênero em questão. Hoje, o festival também é uma grande conferência que apresenta tendências de tecnologia e cultura.

Roots Picnic

Onde: Filadélfia
Quando: normalmente em junho
Mais informações

O Roots Picnic é um festival de um dia cujo lineup tem curadoria da banda The Roots. O hip hop tem lugar de destaque na programação, mas há espaço para artistas de R&B.

Made in America

Onde: Filadélfia
Quando: normalmente em setembro
Mais informações

O Made in America é, provavelmente, o festival com lineup mais híbrido desta lista em termos musicais. Porém, o seu criador e curador, ninguém menos que o marido da Beyoncé, Jayz-Z, garante que o hip hop tenha, no mínimo, o mesmo destaque que os demais estilos no lineup.

ONE Music Fest

Onde: Atlanta
Quando: normalmente em setembro
Mais informações

Hip hop, R&B, trap e soul têm lugar no ONE Music Fest.

Festivais de hip hop na Europa

Open Air Frauenfeld

Onde: Frauenfeld, Suíça
Quando: normalmente em julho
Mais informações

Quem diria que a Suíça seria o lar do maior festival de hip hop da Europa, hein? Pois é, e ele atende pelo nome de Open Air Fraunfeld, que nasceu em 2006 para se transformar em um mega festival de três dias com audiência média de 150 mil pessoas.

Woo Hah Festival

Onde: Hilvarenbeek, Holanda
Quando: normalmente em julho
Mais informações

Na cola do Open Air Frauenfeld, o Woo Hah Festival, na Holanda, é quase tão grande quanto o festival suíço. Com um lineup inteiramente dedicado ao hip hop, ele segue o formato típico dos festivais de verão europeus: open air, cidadezinha do interior e camping ao longo de um fim de semana.

Wireless Festival

Onde: Londres, Inglaterra
Quando: normalmente em julho
Mais informações

O Wireless nasceu em 2005 e se apresenta desde então como um festival de todos os estilos. Mas, ao analisar os lineups do festival ao longo dos anos, é impossível não notar a guinada acentuadíssima rumo ao hip hop, grime e gêneros correlatos em edições mais recentes.

Atualmente, há também uma edição menor do Wireless em Frankfurt, na Alemanha.

Nass Festival

Onde: Shepton Mallet, Inglaterra
Quando: normalmente em julho
Mais informações

O Nass não é somente um festival de música; é também um festival de exibições de skate e BMX. Mas há uma trilha sonora pra isso tudo e ela é primordialmente de hip hop, R&B e também música eletrônica.

Explore festivais de hip hop e de outros estilos no nosso buscador de festivais

Gostou deste post? Temos muito mais pra você!

Receba nossas dicas, histórias e novidades de viagens para os melhores festivais de música do mundo.

Compartilhe este post

Priscila Brito

Sou jornalista e melômana, não sei se nessa ordem. Coleciono ingressos de shows desde 2001. Agora coleciono pulseiras de festival e carimbos no passaporte. Sou uma das mães do Festivalando e fiz Paul McCartney falar uai no Mineirão. Só porque eu gosto de música. Nas horas vagas, faço coisas sérias e tento salvar o jornalismo.

No comments

Add yours

Deixe seu comentário