coisas para fazer em buenos airesSan Hoyano via Shutterstock

27 coisas para fazer em Buenos Aires

Pode ter certeza de uma coisa: a lista de coisas para fazer em Buenos Aires, assim como em qualquer grande metrópole, é inesgotável. Eu já estive duas vezes na capital da Argentina, uma vez em um fim de semana prolongado e outra vez durante uma semana inteira. Em ambas as ocasiões, bati perna o dia inteiro e ainda saí de lá “devendo” passeios.

Quando parei para listar tudo o que já fiz lá e o que deixei para uma próxima visita, me surpreendi com o número que encontrei: 26. Juntei tudo num super listão pra dar uma luz pra você que planeja ou sonha ir pra lá e está em busca de roteiros para Buenos Aires.

Separei as coisas que já fiz daquelas que ainda não fiz, só para deixar claro que não “testei” tudo que está recomendado na lista. Mesmo assim, tudo faz parte dos roteiros mais básicos.

Coisas para fazer em Buenos Aires que eu também já fiz

1. Visitar a Plaza de Mayo e ver a Casa Rosada

Começando pelo que ficou rotulado aqui no Festivalando como “turistão”.É aquele passeio que não necessariamente é o mais legal, mas é o básico do básico de uma cidade. Não é obrigatório (nada é quando se fala de roteiros de viagem), mas é quase como se fosse.

O fato é que a Plaza de Mayo tem um valor histórico imenso por todo seu simbolismo político. Foi palco de revoluções, internacionalizou-se em função das Mães de Maio (movimento de mulheres cujos filhos foram capturados e mortos pela ditadura militar argentina) e continua sendo um dos grandes espaços para expressão política popular.

A Casa Rosada, sede do poder executivo, completa o cartão postal politizado.

2. Ver o Obelisco e atravessar a avenida 9 de Julio

Mais um turistão daqueles pra chegar, olhar e fazer aquela fotenha pra dizer “eu fui”. O Obelisco é outro cartão postal de Buenos Aires e está no cruzamento de duas avenidas que merecem um tempinho: a 9 de Julio, a mais larga do mundo (por isso a ênfase em atravessar a avenida, sacou?) e a Corrientes (veja o próximo item).

3. Passear na avenida Corrientes

A Corrientes é uma das principais avenidas de Buenos Aires. É agitada, barulhenta, caótica. Mais “centrão”, impossível. Tem um monte de galerias, teatros (como muitos musicais), sebos, livrarias, cafés, sorveterias, pizzarias pra passar o tempo e observar a vida na cidade.

A avenida foi “minha casa” na primeira visita a Buenos Aires e por essa razão tenho um certo apreço por ela.

Veja dicas de hotéis em Buenos Aires

4. Tomar um gelato

A influência italiana na argentina é muito grande. Isso se reflete não só no sobrenome dos jogadores da seleção do Messi, como também na grande quantidade de gelaterias (na Corrientes e em qualquer outro canto).

A Freddo é uma das mais famosas e tem várias lojas pela cidade. Talvez não seja novidade pra muitos brasileiros, pois há algum tempo ela abriu lojas no Brasil (o Festivalando nasceu em uma Freddo de BH). Mas opções pela cidade não faltam.

5. Comer pizza

Ainda a história da influência italiana. Tem pizzaria em quase toda esquina. Não se assuste com a profusão de queijo nem com o formato, que às vezes é quadrado.

6. Comer alfajor

O doce tão popular entre os argentinos é quase como nosso brigadeiro hoje: encontra-se tanto a versão tradicional (recheada de doce de leite e coberta de chocolate ao leite) quanto sabores mais criativos.

Você vai encontrar facilmente nos cafés (principalmente no Havanna, item 7) ou nos kioscos (pequenas lojinhas de conveniência espalhadas por todo lugar).

7. Ir a um Café

Assim como pizzarias e gelaterias, os cafés também são uma marca de Buenos Aires. Você vai se esbarrar com um monte deles quando estiver passeando por lá. A poucos quarteirões da Plaza de Mayo está o Café Tortoni, datado do século XIX e o mais tradicional e mais turístico.

O Havanna é bem aconchegante – gosto do atendimento e dos preços – e tem várias unidades pela cidade. Uma rede que conheci na minha última visita e gostei foi a Whoopies, numa loja da Corrientes. E há muitos outros “sem grife”, mas igualmente convidativos.

8. Passear na Calle Florida

A Florida é a tradicional rua de compras e de pedestres que é tão comum em muitas grandes cidades pelo mundo. É o lugar pra fazer compras, conhecer lojas locais, como a Falabella, e ouvir o tempo todo ambulantes querendo vender ou comprar dólares.

9. Visitar as Galerías Pacífico

Se você for à Calle Florida, vai passar pelas Galerías Pacífico que é, na verdade, algo entre um shopping e uma loja de departamentos típica da Europa (como a Harrods, em Londres, ou a Printemps, em Paris).

10. Passear em Puerto Madero

Este é um bairro nobre de Buenos Aires, margeado pelo rio da Prata e circundado de prédios espelhados. Se você tiver com dinheiro sobrando, é um lugar ótimo pra comer. Se o orçamento estiver apertado, o passeio pela margem do rio já vale todo o tempo.

11. Ir na feira de San Telmo e passear pelo bairro

Quem gosta de antiguidades e artesanato vai gostar da mais famosa feira de Buenos Aires, que leva o nome do bairro onde se localiza e acontece aos domingos. É lá também que fica a estátua da Mafalda, acompanhada de Manolito e Susanita (quando fiz essa foto, na minha primeira vez lá, Mafalda ainda estava sozinha).

O bairro de San Telmo também é famoso pelo lado boêmio, então um passeio pelos bares e cafés também não está descartado. Esta foi “minha casa” na segunda passagem por Buenos Aires e saí de lá apaixonadinha.

Muitos dos lugares citados anteriormente podem ser visitados com a companhia de um guia, como esta walking tour.

12. Visitar o Museu dos Beatles

Sim, pessoas. Fora Liverpool, a terra santa, Buenos Aires é o único lugar do mundo onde hoje há um Museu dos Beatles. Fica na Corrientes, por onde certamente você vai passar. Inclusive, este pode ser o seu ponto de partida para um roteiro de turismo musical em Buenos Aires.

13. Visitar o Museu Casa Carlos Gardel

Sinônimo de tango, Gardel tem um museu dedicado à sua história localizado exatamente na casa onde passou sua infância, na calle Jean Jaures, pertinho da Corrientes (já viu que não dá pra ignorar a Corrientes, né?). Às quartas-feiras a entrada é gratuita.

14. Visitar o Paseo del Tango

Entre a Corrientes e a Jean Jaures fica o Paseo del Tango, uma ruela onde estão estátuas de Gardel e de outros nomes importantes do gênero musical argentino, como Tita Merello e Piazzolla.

15. Conhecer o prédio do Mercado de Abasto

Patrimônio cultural de Buenos Aires, o Mercado de Abasto também está na Corrientes, colado no Paseo del Tango. No passado, foi um centro de abastecimento de alimentos; hoje é um shopping. O que mais vale no passeio é apreciar a fachada, que preserva a original.

16. Andar pela Recoleta

A Recoleta é um dos bairros mais nobres e turísticos de Buenos Aires. Tem alguns lugares específicos que convidam para um passeio (veja os itens 16, 17, 18 e 23), mas uma simples caminhada pelas ruas charmosas já ajuda a entender porque ele e tão famoso.

17. Ler um livro na El Ateneo

Livraria das livrarias de Buenos Aires, a El Ateneo deve sua fama ao seu prédio. Ela foi instalada onde um dia funcionou o teatro Grand Splendid. Toda a arquitetura foi conservada, o que permite que você sente-se para ler um livro em uma das galerias do antigo tetatro. É uma das atrações mais famosas da Recoleta e de Buenos Aires.

coisas para fazer em buenos aires

sunsinger via Shutterstock

18. Brincar de rocker na Galeria Bond Street

Separada por dois quarteirões da El Ateneo, um dos passeios mais mainstream de Buenos Aires, está a Galeria Bond Street, talvez um dos passeios mais underground, ao menos para turistas. É uma espécie de Galeria do Rock de São Paulo, com a diferença de que não está nos roteiros mais comuns. Tem uma infinidade de tatuadores, além de lojas de roupas e acessórios com estética rock, punk e pin-up.

19. Ir ao Museu Nacional de Belas Artes

Ainda na Recoleta, o Museu Nacional de Belas Artes, com um acervo riquíssimo e entrada gratuita. Tem Rodin, Van Gogh, Monet, Goya e uma galeria dedicada a artistas argentinos.

20. Passear em Palermo

Primo da Recoleta no quesito charme, Palermo é outro bairro que vale muitas caminhadas com pit stop em restaurantes e parques.

21. Ir no Lollapalooza Argentina

Se você lê o blog com frequência, não precisa nem dizer que ir ao Lollapalooza Argentina é uma das coisas mais legais pra se fazer em Buenos Aires (tecnicamente, é em San Isidro, município vizinho, mas o deslocamento é rápido). Se está chegando agora no Festivalando, saiba que uma viagem para o Lollapalooza Argentina é algo a se considerar se você tiver tempo e dinheiro em março.

22. Ir para o Uruguai

É isso mesmo. Dentre as várias coisas para fazer em Buenos Aires, uma delas é sair de Buenos Aires rumo ao Uruguai. De barco. Há duas opções mais comuns: ir para Colônia del Sacramento, uma cidade al otro lado del río de la Plata, muito parecida com nossas cidades históricas, pois foi fundada por portugueses, ou ir para a capital Montevidéu. Punta del Este também é uma possibilidade.

De Buenos Aires até Colônia leva-se apenas uma hora de barco (eu fiz este passeio). Dá para ir de bate-volta tranquilamente. De Buenos Aires até Montevidéu são necessárias pelo menos duas horas, o que pede um tempo maior na capital uruguaia. Há empresas que vendem pacotes.

Coisas para fazer em Buenos Aires que eu (ainda) não fiz

23. Visitar o cemitério da Recoleta

Este é um dos turistões mais clássicos de Buenos Aires. O atrativo do cemitério está na beleza dos túmulos e pelos sepultados ilustres, como Eva Péron. Há excursões guiadas pelo cemitério.

24. Conhecer o Caminito

Outro lugar super turistão e muito controverso também. É um monte de casinhas coloridas. Pra alguns, essa é a graça toda da coisa; pra outros, é justamente o que não dá sentido nenhum pro lugar. Por duas vezes em Buenos Aires eu me convenci de que não valia a pena ir lá. Mas vai de cada um.

coisas para fazer em buenos aires

sunsinger via Shutterstock

25. Ir na Bombonera

Você pode fazer uma visita guiada ao estádio do Boca ou encarar uma partida pra valer. Eu sou louca de vontade de ver um jogo lá, mas em duas viagens sozinha não achei que valia o risco. Sim, amigues, é preciso impor-se limites quando se está sozinha em determinados lugares. Para quem é MUITO fã de futebol, é possível fazer visitas não só à Bombonera como também ao Monumental, estádio do River.

26. Ir ao MALBA

Tarsila do Amaral, Frida Kahlo, Hélio Oiticica, Diego Rivera. Razões não faltam pra visitar o Museu de Arte Latinoamericana de Buenos Aires, o MALBA. Eu sempre soube disso, mas não me sobrou tempo da primeira vez e me faltou sorte da segunda (deixei para o último dia, justamente quando o museu estava fechado para um evento). Sofro. Às quartas-feiras todos pagam metade do preço.

27. Ir ao Teatro Colón

Por último mas não menos importante na lista de coisas para fazer em Buenos Aires, está uma visita ao Teatro Colón. Assim como a Bombenera, vale tanto ir a um evento quanto fazer a visita guiada em uma das casas de ópera mais bem conceituadas do mundo. Pode parecer brincadeira, mas, assim como o MALBA, eu também deixei a visita para o último dia e o teatro também estava fechado para um evento. FIM.

Veja outras opções de coisas para fazer em Buenos Aires

A viagem para Buenos Aires teve o apoio da eDestinos

Vai viajar para Buenos Aires? Faça agora o seu seguro viagem. Ele é a garantia de que você terá assistência com imprevistos de viagem, como problemas de saúde, cancelamentos, perda de documentos e extravio de bagagem. Aqui você pode pesquisar o melhor preço em várias seguradoras, comprar o que se adequar ao seu orçamento, conseguir um desconto e parcelar sem juros.

Gostou deste post? Temos muito mais pra você!

Receba nossas dicas, histórias e novidades de viagens para os melhores festivais de música do mundo.

Compartilhe este post

Priscila Brito

Sou jornalista e melômana, não sei se nessa ordem. Coleciono ingressos de shows desde 2001. Agora coleciono pulseiras de festival e carimbos no passaporte. Sou uma das mães do Festivalando e fiz Paul McCartney falar uai no Mineirão. Só porque eu gosto de música. Nas horas vagas, faço coisas sérias e tento salvar o jornalismo.

Deixe seu comentário