Citadel FestivalCitadel Festival

Citadel Festival, Londres: o perfeito domingo no parque

Desde o Roskilde, na Dinamarca, há cinco anos, que eu não me encantava de maneira tão imediata com um festival como aconteceu com o Citadel, festival de um dia, sempre um domingo, em Londres, no Gunnersbury Park, sudoeste da cidade. Quando falo imediata, é imediata mesmo: no sentido de dar os primeiros passos dentro do festival e já sentir positivamente um clique diferente no ar, indicando que a frequência ali era outra.

Não por acaso, o Citadel, criado em 2015, guarda semelhanças na estrutura da programação com o Roskilde (e desconfio também que, acima de tudo, com o Glastonbury; só não confirmo porque o destino ainda não deixou). É como se ele fosse uma versão condensada desses dois festivais, nos quais a música e atividades lúdicas e de imersão têm o mesmo peso.

Entre os intervalos dos shows da Dream Wife, Friendly Fires, Fontaines DC, Bastille, Bear’s Den e Catfish and the Bottlemen (sim, é um festival puro indie), eu fiz uma aula de reggae aeróbica (quer dizer, tentei com todo meu não talento pra dança), participei de um quiz sobre exploração do espaço e vi uma drag queen contar histórias pra uma turma de crianças na faixa dos três anos.

Só não fiz mais porque, novata no Citadel, não percebi que eu precisaria ter me programado melhor pra participar de tantas outras atividades previstas.

Confira momentos dos shows e o clima do Citadel Festival nos destaques dos stories do Festivalando no Instagram

O Citadel é um festival easy like a Sunday morning (ou afternoon)

Esse resumo do meu dia por lá dá mais ou menos um panorama da programação que o Citadel oferece além dos shows. A aula de reggae aeróbica foi só uma das muitas aulas de dança ao longo do dia no Spandex Stage (também teve aulas temáticas de anos 90 e hits de boys bands). O quiz sobre o espaço foi no Science Camp, uma arena com dinâmicas, conversas e workshops feitos em conjunto pelo Science Museum, o projeto Guerrilla Science é a Agência Espacial do Reino Unido.

Citadel Festival

Citadel Festival

A contação de história com a drag foi em um espaço com programação exclusiva para crianças menorzinhas, ainda na fase de colo. A propósito, nunca tinha visto tantos carrinhos de bebê em um festival até hoje. É um festival pra nós, millenials, inclusive aqueles que optaram por formar famílias com filhos.

Fora isso, que foi o que eu consegui aproveitar, ainda tinha uma arena de stand up comedy e debates, a Sunday Papers; área de teatro de rua e artes circenses, a Roundhouse, uma aula de yoga em massa na abertura do festival; uma tenda para debates sobre empoderamento de pessoas que se identificam como mulheres, o Pxssy Palace; e um workshop de arte para crianças maiores, já em fase escolar.

Enfim, um festival de domingo como um domingo deve ser: divertido, relaxado e descontraído. Bem diferente do que é o Lovebox, festival dos mesmos organizadores do Citadel, que acontece nos dois dias anteriores, no mesmo lugar, mas que tem uma vibe de balada pra se jogar até se acabar.

A sensação ao final do dia foi de ter ganhado muito em troca de pouco. Com um ingresso relativamente barato até quando se faz a conversão – 39 libras, cerca de 180 reais, uma estrutura simples e um lineup não muito blockbuster, mas muito bem selecionado, o Citadel encantou pelo conceito e marcou pelas boas memórias que vão ficar daquele domingo no Gunnersbury Park.

Mais festivais em Londres: fomos conhecer o British Summer Time Hyde Park e o Lovebox Festival

Gostou deste post? Temos muito mais pra você!

Receba nossas dicas, histórias e novidades de viagens para os melhores festivais de música do mundo.

Compartilhe este post

Priscila Brito

Sou jornalista e melômana, não sei se nessa ordem. Coleciono ingressos de shows desde 2001. Agora coleciono pulseiras de festival e carimbos no passaporte. Sou uma das mães do Festivalando e fiz Paul McCartney falar uai no Mineirão. Só porque eu gosto de música. Nas horas vagas, faço coisas sérias e tento salvar o jornalismo.

No comments

Add yours

Deixe seu comentário