" /> 8 festivais de EDM na Holanda para se jogar nas pistas do país | Festivalando
festivais de EDM na HolandaAmsterdam Dance Event/ Divulgação

8 festivais de EDM na Holanda para se jogar nas pistas do país

Há pelo menos 10 festivais de EDM na Holanda imperdíveis na sua visita ao país. Na verdade, eles acontecem em várias cidades e podem servir de pretexto para a você desbravar os Países Baixos e suas pistas de dança.

Muitas vezes, esses festivais podem ser também a oportunidade de você conferir sets especiais dos DJs da casa, digamos. Na Holanda, esse time de “DJs da casa” é constituído por nada mais nada menos do que Armin Van Buuren, Hardwell, Tiësto, Martin Garrix e por aí vai…parece uma boa ideia, então, não?

Além disso, tem festival durante todo o ano, também. Mas é claro, o verão é o momento em que os beats estão nas mais altas frequências.

Festivais de EDM na Holanda

Junho

DEFQON.1, Biddinghuizen

O DEFQON.1 é tão bem sucedido que já virou franquia. Por exemplo, tivemos a edição dele no Chile, em 2009. É sem dúvidas um dos festivais mais imporantes da cena Eletrônica na Europa, dedicado massivamente ao hardstyle. Trata-se de um festival de grande porte, cuja decoração lembra muito os grandes e famosos Ultra, EDC e Tomorrowland. Com produção de palco, luz e som impecáveis, o festival é de fato um daqueles que deixam rastros na memória. Como alguns outros festivais de música europeus, o DEFQON.1 da Holanda conta com uma estrutura de camping, onde a festa também rola non-stop.

Mais informações sobre o DEQFON.1 NL

Julho

Milkshake festival, Amsterdã

O  Milkshake festival não é apenas um festival de EDM na Holanda. Ele é uma grande celebração da diversidade e da promoção do respeito às causas LGBTQ. Além de contar com uma produção impecável, que sempre traz o melhor da música eletrônica e dance music a cada ano, o festival também conta com uma série de performances e apresentações de artistas diversos. Incluindo shows inesquecíveis de Drag Queens fantásticas. Pra quem foi o Milkshake Brasil e quer saber como é a matriz que deu origem a tudo isso, é imperdível estar no Milkshake Amsterdã.

Mais sobre o Milkshake NL

Free Festival, Almere

Também em julho rola o Free Festival, um festival que se divide entre os vários estilos da EDM e do hardstyle, incluindo o hardcore e o freestyle. Cada um dos estilos tem uma área exclusiva dentro do evento, facilitando a concentração de fãs por sua preferência (muito prático, na verdade, para que as pessaos não fiquem loucas entre um palco e outro). Apesar de já contar com ótimos lineups e alta qualidade de produção, o Free Festival ainda oferece um bônus para os festivalgoers: o festival acontece em uma das praias mais bonitas da Holanda. Além disso, Almere tem uma especificidade. É uma cidade bem moderna, totalmente ciclável. Igualmente, suas praias possuem uma ótima estrutura, com banheiros modernos, bons restaurantes. Parece ser mesmo um combo perfeito para um festival de música eletrônica como o Free Festival.

Mais informações sobre o Free Festival

Cidade:Almere
Gênero: EDM, hardstyle
Descrição:  Festival dedicado aos gêneros hard: hardcore, hardstyle e freestyle, cada um deles com uma área exclusiva dentro do evento. O cenário é um bônus: o Free Festival acontece em Almere, em plena praia. Assim, além de contar com boa música, quem for a este festival pode ter certeza de que vai encontrar uma experiência bem diferente pela frente, que é estar numa praia holandesa. Além de serem muito limpas, contam com uma estrutura moderna de banheiros, além de bons restaurantes em pontos específicos da orla. Boa parte delas é acessível em caminhos feitos para pedalar entre as dunas, o que pode tornar o seu passeio para o festival um momento realmente inesquecível.

Agosto

Psy-fi,  Leeuwarden

Totalmente dedicado ao psy-trance, o Psy-fi é um dos festivais mais legais da cena eletrônica holandesa. Primeiramente, pelo fato de estar numa localização única: no mesmo local do festival os visitantes podem entrar em contato com florestas, lagos e uma praia relaxante. Segundo, porque saindo do local do festival, as pessoas vão encontrar um cidade totalmente cultural, voltada para a música, bares e vida noturna. Lewuwarden também é conhecida como uma cidade estudantil, portanto, não falta agito por lá.

A estrutura do Psy-fi é composta por 3 palcos. No principal, rolam as apresentações dos melhores DJs do psy-trance. Nos outros dois, nomes da cena underground mostram seus trabalhos. Ainda há outros dois palcos que exploram outros estilos, para além do psy-trance: um para jam entre novos talentos e outro dedicado a gêneros musicais como o reggae e balkan beats. Além disso, também rolam apresentações teatrais, atividades artísticas e holísticas durante os quatro dias de festival.

Mais sobre o Psy-fi

Mysteryland, Haarlemmermeer (24 km de amsterdã)

Pioneiro é pioneiro e sempre faz bonito. Assim é o Mysteryland, um dos primeiros festivais de música eletrônica europeus, modelo que foi seguido por Tomorrowland e outras famosas marcas que hoje são  referência na cena eletrônica. O Mysteryland também virou franquia e acontece em outros países, incluindo o Brasil. Porém, a edição holandesa é realmente muito grande. São três dias de música em um local de muita natureza, com um formato peculiar, como uma pirâmide.

O Mysteruland é também um dos festivais que contam com um grande número de apresentações de grandes DJs, dedicando a maior parte do lineup ao mainstream. Porém, também há espaço para as apresentações mais underground. Além de toda a infraestrutura de palcos fantástica, o camping é um dos mais bem estruturados entre os festivais europeus. Inclusive, conta com uma programação musical exclusiva com apresentações que rolam no camping.

Mais sobre o Mysteryland NL

Solar Weekend, Roermond

O Solar Weekend não é mais um festival de música eletrônica à beira de um lago maravilhoso na Holanda. Ele é também considerado um dos festivais mais criativos da cena. Os organizadores sempre prometem uma experiência única. Além de uma estrutura voltada pra fazer com que seus visitantes se sintam confortáveis, o festival oferece uma série de atividades para além da música, como teatro cômico, oficinas de criação e ainda, tem um evento bem curioso: uma guerra de pistolas de água. Na verdade, todo o ambiente do festival é bem lúdico, onde você pode literalmente e metaforicamente pintar e bordar.

Apesar de ser um festival basicamente de música eletrônica, também há espaço para apresentações artísticas de hip-hop e música indie.

Mais sobre o Solar Weekend

Outubro

Amsterdam Music Festival, Amsterdã

O Amsterdam Music Festival talvez possa ser comparado como o olimpo que recebe anualmente deuses e deusas da música eletrônica. É lá que em uma só noite os maiores nomes da cena eletrônica mundial se apresentam. Quando se pensa que toda a cartase de verão se acaba, chega o AMF em outubro, com uma grande festa indoor. Além disso, ele acontece em datas em que se torna favorável o combo com o Amsterdam Dance Event (ADE).

O AMF oferece outro tipo de experiência de fesitval, já que acontece dentro da Amsterdam Arena, uma das maiores e mais importantes casas de show da cidade. Apesar de não ter a sensação veranesca de calor e vento na cara, a casa vai proporcionar uma viagem sonora única, com a acústica impecável.

Mais sobre o AMF 

Amsterdam Dance Event (ADE), Amsterdã

Mais do que um festival, o Amsterdam Dance Event é simplesmente um das conferências mais importantes para a indústria da música eletrônica europeia e mundial. É de fato uma das maiores oportunidades de se conhecer o celeiro dos DJs mais famosos do mundo. E claro, de talvez ver apresentações de DJs que serão os mais famosos do mundo amanhã. Afinal, trata-se de um festival showcase, onde são apresentados ao público os talentos mais promissores da cena eletrônic.

Durante todo o mês acontecem shows e apresentações em várias casas e cafés da cidade. Além disso, paralelamente ocorrem palestras, oficinas e encontros de negócios do mercado da música eletrôncia.

Mais sobre o ADE

Dicas de viagem pra você vir festivalar na Holanda

Não se esqueça de que viajar para festival requer o mesmo ou até mais planejamento do que uma viagem normal. Por isso, melhor seguir passo a passo as tarefas de viagem que devem ser feitas com certa antecedência:

  1. Primeiramente, pesquisar passagens aéreas o quanto antes
  2. Em seguida, fazer a sua reserva de hotel, num buscador com comparativo de preços
  3. Ainda muito importante será orçar o seguro viagem e, se possível, já fechar para estar garantido
  4. Por fim, organizar as finaças de festival, buscando o melhor câmbio para troca de moedas

Gostou deste post? Temos muito mais pra você!

Receba sempre nossas dicas, histórias e novidades sobre viagens para os melhores festivais de música do mundo.

Compartilhe este post

Gracielle Fonseca

Não faço nada na vida sem paixão. Tanto que, pra me formar em Jornalismo, tive que fazer um TCC sobre metal, o Ruído das Minas: a origem do heavy metal em BH. Também decidi que faria o primeiro documentário no mundo sobre Mulheres no Metal, o Women in Metal, e fiz. Comecei a ir em festivais de metal internacionais em 2009. Desde então, viajar em busca da música, essa outra paixão, tornou-se um projeto profissional que hoje chamamos de Festivalando.

2 comments

Add yours
  1. Renan Esteves 2 agosto, 2018 at 16:58 Responder

    Achava que esse post de EDM era da Priscila. Depois fui ver que era seu, por isso que tá chovendo hoje, tempo até mudou, hehe.

Deixe seu comentário