seguro viagem279photo Studio via Shutterstock

Preciso de seguro viagem para festival?

A resposta para essa pergunta parece óbvia, mas não é. Aqui no Festivalando, já recebemos várias mensagens e emails em que as pessoas não sabiam muito bem se era necessário seguro viagem para festival. Algumas até agradeceram o toque, pois iriam viajar sem fazer o seguro, colocando-se em riscos – por exemplo, de ser barrada (o) nos diversos controles de imigração, como também de precisar de atendimento e acabar tendo que gastar uma fortuna durante a viagem. Se você chegou até este post, é porque ele também vai ser útil para você. Tentamos esclarecer os motivos pelos quais o seguro viagem para festival também é necessário, independente do período de tempo que você passará em outro país.

E acredite: apesar de parecer exagero e de você ficar pensando ” ai, que saco,mais grana para a viagem”, saiba que é um desembolso muito pequeno perto do tanto que ele te proporcionará economizar, caso aja situações de emergência – principalmente se você está indo para países em que o atendimento médico é caro, ou mesmo em que o custo de vida, em geral, é exorbitante – imagina se sua babagem extravia e você precisa comprar tudo de novo aí nesse país?

Quando preciso de seguro viagem para festival?

Basicamente: colocou seu pézinho para fora do país, você PRECISA, NECESSITA fazer um seguro viagem. É claro que, existem várias situações em que também seria uma boa fazer seguro viagem para dentro do próprio país, para casos de extravio de bagagens, cancelamentos de viagem, doenças ou urgências que possam te impedir de chegar no dia e horário no aeroporto, entre tantas outras surpresas desagradáveis que essa vida ingrata pode nos preparar.

Nos 25 países que fazem parte do acordo Schengen, você precisa portar um seguro de viagem que cubra a sua estadia na Europa. Caso você não faça o seguro, o pessoal da imigração pode te parar, exigir explicações e até mesmo barrar a sua entrada no país. E não tem essa de “ah, mas são só dois dias lá no Lollapalooza Chicago”, “ah, mas são só três dias no Wacken, na Alemanha”… querides, não importa! Ficou 1 dia ou 90, você precisa estar segurada (o). Eu, por exemplo, mesmo nas viagens mais curtas de festival, fiz o meu seguro de viagem aqui, onde sempre encontrei os melhores preços.

Caso você pense em viajar sozinha (o), aí é que o seguro viagem vai ser mais importante. Imagina enfrentar uma barra de doença ou acidente de viagem sem ter nenhuma pessoa conhecida por perto para te ajudar? Lembre-se de que pepino duarante uma viagem para festival, mesmo que ela seja curta, sempre pode acontecer. Ficar doente em festival também é algo mais provável do que ganhar na loteria. Por isso, pense bem e faça o seu seguro viagem.

Já tenho seguro saúde que cobre exterior, preciso de seguro de viagem?

Elementar, meu caro ou cara! O seguro saúde cobre só pepinos da área da saúde, entende? O seguro viagem é diferente, pois vai cobrir tanto as situações relacionadas a problemas da sua saúde no exterior, quanto também os cancelamentos de viagem, extravio de bagagem, acidentes no aeorporto e fora, etc.

O seguro viagem também vai garantir cobertura para imprevistos que aconteçam envolvendo a sua família em outro continente, por exemplo. Caso você esteja passando suas férias na Europa e algum de seus familiares tenha um acidente, ataque fulminante, ou uma morte inesperada, você poderá acionar o seguro viagem e regressar ao seu país. Esses momentos já são extremamente delicados. Não pense você que poderá manter a calma e solucionar tudo. Acredite, ter um seguro viagem nessas horas vai te dar mais estabilidade para enfrentar a situação da melhor maneira possível.

Como escolher o melhor seguro viagem?

Geralmente, as empresas vão fazer pacotes adequados para as suas necessidades – desde as datas específicas podem ser personalizadas, como também os propósitos de viagem. Por exemplo, caso você viaje a trabalho, terá um tipo de cobertura. Lazer é o motivo da viagem? Outra cobertura. Esportes radicais, também vai ser diferente.

É preciso ficar atento ao escolher a empresa, entretanto. Algumas delas não estão dentro das normais exigidas pelos tratados internacionais, por exemplo, o Shengen, que rege as visitas a países europeus. Portanto, é preciso encontrar empresas confiáveis. Indicamos a Real Seguro, pois é com ela que sempre fazemos nossos seguros viagem e também pelo fato de eles garantirem que estão dentro das normais exigidas pela imigração dos diversos países.

COTAÇÃO – essa palavrinha vale ouro! A melhor forma de escolher o melhor seguro é comparar preços e benefícios que as empresas podem oferecer. Como são muitas empresas, ficar fazendo a cotação de uma por uma na internet não vai ser tão prático. Por isso, uma opção para decidir qual o melhor seguro para as suas necessidades e condições é fazer uma pesquisa na Real Seguro Viagem, na caixa logo abaixo. Ela pesquisa os melhores preços de seguro em até dez empresas para que você faça a comparação. Além disso, você tem 10% de desconto em todos os planos e ganha + 5% de desconto se pagar com boleto bancário. Se preferir pagar no cartão, você pode parcelar em até seis vezes sem juros

Como posso fazer meu seguro de viagem?

Hoje em dia, dá para fazer tudo online. Pra começar, faça uma cotação, a fim de comparar preços e obter mais informações sobre o contrato de seguro a ser gerado. Você deve colocar a data da sua viagem, desde o embarque. Por exemplo, se eu vou pra Amsterdã dia 31/03 e embarco de volta dia 31/05, preciso fazer o seguro com o dia do embarque, 31, até o dia da minha chegada ao Brasil, 01/06. Assim, você estará segurada (o) de tudo, desde o seu embarque até a sua volta para casa.

Depois de feita a cotação, a empresa vai te enviar um email. Caso concordem nos valores, você vai poder fazer pagamento via cartão de crédito, boleto bancário ou transferência. Em seguida, você recebe um contrato em seu email, especificando toda a cobertura e procedimentos de acionamento, bem como um cartão virtual do seguro, com o número da apólice e dados importantes para serem apresentados no serviços de imigração.

Como acionar o seguro viagem?

Não queremos que coisas aconteçam com vocês. Mas, caso aconteça, os procedimentos pelos quais, em geral, você vai acionar um seguro viagem são mais ou menos esse aqui, com o qual a gente tem experiência na seguradora com quem sempre fazemos nossos seguros:

  • Para acionar o seguro ligue para os telefones de emergência que estão no guia do seguro viagem. A ligação pode ser à cobrar (Collect Call) de qualquer telefone fixo do exterior;
  • Algumas seguradoras oferecem o mesmo atendimento por Skype ou Whatsapp;
  • Todas as seguradoras oferecem atendimento em português 24 horas, 7 dias por semana;
  • Para entender a diferença entre atendimento por assistência e atendimento por reembolso, acesse este link;
  • Você pode enviar um email para este endereço aqui: [email protected], com as dúvidas de acionamento do seguro.

Gostou deste post? Temos muito mais pra você!

Receba sempre nossas dicas, histórias e novidades sobre viagens para os melhores festivais de música do mundo.

Compartilhe este post

Gracielle Fonseca

Não faço nada na vida sem paixão. Tanto que, pra me formar em Jornalismo, tive que fazer com 2 colegas um TCC sobre metal, o Ruído das Minas: a origem do heavy metal em BH. Também decidi que faria o primeiro documentário sobre as Mulheres no Metal, o Women in Metal, e fiz. Foi por paixão também que larguei um emprego público, para me aventurar pelo mundo dos festivais com a Pri.

2 comments

Add yours
    • Gracielle Fonseca 6 abril, 2017 at 12:07 Responder

      Oi Renan! Não basta ter a cidadania. Tem que ser residente de algum país europeu e ter o cartão de seguro saúde que eles obrigam todos os cidadãos a fazer. Eu tinha um cartãozinho amarelo quando morava na Dinamarca, junto com meu CPR. Por isso, é melhor você ter um seguro, caso tenha só a cidadania, entende? bjs!

Deixe uma resposta