compras em budapesteResul Muslu via Shutterstock

Comprando e saracuteando em Budapeste

Dando continuidade a uma conversa já abordada aqui no Festivalando sobre as ruas de compras, agora é a vez de falar de Budapeste. Minha cidade amada, idolatrada, salve, salve tem preços bons se comparado ao resto da Europa. E preços melhores ainda se comparados ao Brasil. Por isso, a tarefa de gastar dinheiro na capital húngara pode empolgar até aqueles que não são muito animados com o consumo. Fazer compras em Budapeste pode ser um ótimo negócio.

Existe uma grande rua peatonal chamada Váci que oferece serviços de vários tipos pra deixar todos os turistas bem felizes. (Pausa necessária: você que for a Budapeste preste atenção pois existem duas Váci: Váci út e Váci utca, út = avenida e utca = rua. Então, não confundam, estamos falando da rua de compras, portanto vamos para a utca). Voltando às compras, você vai ter aproximadamente um quilômetro de lojas e mais lojas à sua escolha. Devido à tal extensão é impossível falar de cada uma delas. Por essa razão, é necessário fazer um raio-x generalizado, mas suficiente pra esboçar o panorama da quantidade de coisas que a rua oferece.

Imagem gerada no Google Earth

Imagem gerada no Google Earth

Veja nossas dicas de hotéis em Budapeste e faça sua reserva

Compras em Budapeste na Rua Váci – porção sul

Na porção sul encontra-se o mercado municipal da cidade que, apesar de não fazer parte da rua, é um ponto ótimo pra comprar souvenires tipicamente húngaros: roupas, adornos, utensílios para casa, etc. Essa vibe de produtos locais é transmitida ao trecho da Váci que se encontra perto do mercado, fato que a transforma em ótimo local se jogar nos bibelôs, artesanatos  húngaros e várias coisas típicas do país.

Como tudo que é destinado ao turista é mais inflacionado em qualquer lugar do mundo, aqui vale a pena pechinchar. Se sua tentativa não for bem sucedida, provavelmente em outras lojas você irá encontrar algo parecido, se não igual, e com preço melhor. Nessa parte da Váci também há alguns restaurantes bem típicos, com garçons vestido a caráter, música ao vivo e tudo mais. Caso essa farofada turística não seja o seu perfil, prossiga para o próximo trecho.

compras em budapeste

Foto Prompt Guides

Surpresas no caminho

Uma boa surpresa está localizada na esquina da rua Nyári Pal, mas que não tem a ver com compras necessariamente. Trata-se de uma igreja que tem apresentações de concertos à noite em alguns dias da semana. Sua visita durante o dia é de graça. #FicaaDica Nesse quarteirão ainda há muitos produtos típicos mas também existem de cafés e edifícios residenciais e comerciais. Por isso, aqui a cara “turistona” é levemente minimizada. No quarteirão seguinte há restaurantes fofíssimos e a cara da rua é a melhor possível até agora.

Após a travessia da rua Kossuth Lajos, rumo ao norte,  a rua Váci muda sua faceta novamente. Mas agora a coisa ficou fina! Logo no início está instalado o Buddha Bar. Ao longo de um trecho de aproximadamente 400 metros, lojas de departamentos como a Zara e Marks e Spencer ocupam espaço em conjunto com outros estabelecimentos de diversos preços e finalidades. Dentre eles, Pandora, Rolex, MAC, Estée Lauder, Douglas, Tezenis, Adidas, Triumph e, claro, lojinhas de produtos húngaros. Neste trecho também há livrarias, o famoso Ice Bar e considerável variedade de restaurantes e cafés.

compras em budapeste

Foto Stag Heaven Budapest

Compras em Budapeste na Rua Váci – porção norte

Pensa que acabou? Não. Continuamos caminhando até o fim do trecho peatonal, na porção norte, que desemboca na conhecida praça Vörösmarty. Ainda há mais lojas de departamentos, mais restaurantes, algumas boates e o Hard Rock café. A praça sempre abriga festivais musicais e culinários que mantém o movimento constante de pessoas por lá. Aliás, a Váci é quase sempre uma festa de pessoas, cores e cheiros não somente na região da praça mas principalmente por lá.

No frigir dos ovos, caso você não goste de compras de jeito nenhum, e esses argumentos anteriores não te apeteceram, vá apenas para vivenciar a atmosfera democrática da rua. Aposto que pelo menos um café em meio àquela dinâmica urbana envolvente irá te fazer feliz. E, pra quem tem uma quedinha por compras, a dica é levar um esparadrapo na bolsa e depois pernas pra que te quero!

Vai viajar para a Hungria? Faça agora o seu seguro viagem. Ele é exigido para entrar na Europa, e se você não apresenta-lo será barradx na migração. Além disso, é a garantia de que você estará amparadx caso haja algum imprevisto com a sua saúde. Aqui você pode pesquisar o melhor preço em várias seguradoras, comprar o que se adequar ao seu orçamento e ainda conseguir até 15% de desconto.

Gostou deste post? Temos muito mais pra você!

Receba nossas dicas, histórias e novidades de viagens para os melhores festivais de música do mundo.

Compartilhe este post

No comments

Add yours

Deixe uma resposta

Close