" /> Qual o tamanho do Lollapalooza Brasil? | Festivalando

Qual o tamanho do Lollapalooza Brasil?

Eu decretei há um tempo, do alto da minha insignificante ~autoridade festivaleira~, que no Lolla tamanho é documento. Acabei depois indo a festivais bem mais gigantes que o Lolla, e que deixam o festival brasileiro com cara de Davi diante de um Golias.Mas é impossível para quem frequenta o Lolla desde os tempos do Jockey não deixar de sentir como o festival cresceu em tudo na mudança para Interlagos, para o bem e para o mal: mais andança, mais canseira, mas também (e ainda bem) mais atrativos, mais atividades.

Essa certeza que eu tinha ficou muito mais clara depois que o Diego Weber mandou pra gente aqui no Festivalando um vídeo muito bem sacado feito por ele mesmo no Lolla deste ano. Da entrada principal até o palco Ônix, lá nos cafundós de Interlagos, ele vai andando por todo o festival mostrando absolutamente tudo que ele tem. Tudo que eu vi com meus próprios olhos e que você também certamente viu se foi ao Lolla. Mas assistir esse passeio “do lado de fora”, livre da euforia que toma conta da gente lá dentro, ajuda a dar uma dimensão muito melhor do que é o festival (inclusive do tamanho dele).

Vale assistir até o final para relembrar o Lolla 2015 e também para acompanhar as boas observações do Diego. Por exemplo: você sabia que a entrada é pelo famosérrimo S do Senna? Eu fiquei muito num clima de “shame on me” por não saber disso. E quanto tempo exatamente se gasta para percorrer o Lolla inteirinho, da entrada até o palco Ônix, o mais distante de todos? Esse mistério do festival onde tamanho é, sim, documento o Diego revela no final. Dica: é bem mais que o tempo de duração do vídeo, que sofreu alguns cortes ao longo do passeio por Interlagos. Assistam!

Compartilhe este post

Priscila Brito

Sou jornalista e melômana, não sei se nessa ordem. Coleciono ingressos de shows desde 2001. Agora coleciono pulseiras de festival e carimbos no passaporte. Sou uma das mães do Festivalando e fiz Paul McCartney falar uai no Mineirão. Só porque eu gosto de música. Nas horas vagas, faço coisas sérias e tento salvar o jornalismo.

No comments

Add yours

Deixe seu comentário