rock in rioRaul Aragão / I Hate Flash/Rock in Rio

O Rock in Rio para além do Sunset e Mundo

Falta um mês para o Rock in Rio Brasil começar e muita gente já deve estar morrendo de ansiedade para o momento de abertura da Cidade do rock. Mas, será que você já parou para pensar no mundo de coisas que te esperam lá dentro? Além das atrações fantásticas do palco Sunset e Mundo, as quais a gente já comentou por aqui, nesse e nesse podcast, a festa não acontece só por lá.

O Rock in Rio também conta com outros dois palcos, o Rock Street e o Street Dance. Entre um intervalo e outro de show, é muito legal e recomendável que você passe por esses dois lugares, mas sem aquele compromisso massacrante de ver tudo o tempo inteiro no festival, pois a gente sabe que é humanamente impossível.

Na Rock Street você pode topar com ótimas surpresas. Eu, do ponto de vista do jabá master da metaleiragem, tenho que destacar a presença de duas bandas muito importantes do metal nacional. E agora o trem vai ficar mais feio, pois é um jabá mineiro, além de tudo: Krow, de Uberlândia e Eminence, de Beagááá.

Zoeira à parte, as bandas são competentes e diria que até dignas de palco Sunset em futuras edições do Rock in Rio, hein?! Ambas já fizeram a prova de fogo das turnês gringas. O Eminence tem dado altos rolés, os mais recentes na Ásia, Europa e EUA.

Já o Krow também rodou a Europa, aliás, os caram se mudaram para a Romênia em 2013, onde firmaram várias parcerias e tiveram reconhecimento. Tocaram em festivais muito legais, como o Bloodstock, e ainda gravaram o último ep na Suécia, país lindis!

Além da mineirada, a Rock Street vai trazer uma galera do metal de outros estados, como a modernosa About2crash que tem como baterista o fodão Aquiles Priester, ex-Angra. Age of Artemis, banda de heavy metal de Brasília também vai marcar presença.
Nomes clássicos do rock e pop nacional, como o pessoal do Autoramas, Wilson Sideral, a novidade Bula, dos ex integrantes do Charlie Brown jr. George Israel do Kid Abelha, Rodrigo Santos do Barão Vermelho,Maria Luiza e Maurício Baia também tocam na festa.

E ainda vai rolar a galera do BossaCucaNova que faz releituras interessantíssimas de um dos estilos musicais mais reconhecidos na gringolânida com o selo Brasil-il-il. Inclusive, o grupo já tocou no nosso queridinho Roskilde Festival. E nesse embalo também segue a apresentação de Marcos Valle, grande nome da Bossa Nova e MPB, que já compôs até para o Jay-Z, é mole?

Dando um tempo no rock, vão rolar  na Street Dance várias apresentações de bailarinos que vão mostrar como se virar nos 30 mudando o compasso de Rihana para Metallica. Além disso, a Street Dance também contará com DJs e a Crew Reflexo Urbando, trazendo pitadas de cultura Hip Hop para o festival.

Outra gama de atrações muito legais, mas que nem todo mundo sabe, são os artistas que vão compor a Pista Eletrônica do Rock in Rio. Por exemplo, uma das maiores divas do house, diretamente de Nova York, Barbara Tucker Live P.A.,  assim como outros nomes interessantes: Kerri Chandler,Chemical Surf, A Liga, Tropkillaz, Headhunterz, Crookers, Elekfantz, Flow & Zeo part. Karina Zeviani, 2 Attack (Paula Chalup + Mau Mau), Anderson Noise + Mau Mau + Renato Cohen, Alok, HNQO, Conti B2B Mandi, Leo Janeiro B2B Leozinho, Life Is a Loop, Amanda Chang e outros mais.

pista eletronica

Rock in Rio Official – Foto: Marcelo Paixão / I Hate Flash

Tem tudo isso e, se você ainda encontrar tempo, vai ter um parque de diversões exclusivo do festival todo à sua disposição – onde não vai faltar fila para a roda gigante, montanha russa, tirolesa, turbo drop e parede de escalada. Mas, sobre a questão festival x parque, a gente discute em outro post 😉

Cidade do Rock. Rock in Rio oficial. Photo: Genílson Araújo

Cidade do Rock. Rock in Rio oficial. Photo: Genílson Araújo

E aí, aumentou a ansiedade para o maior festival do Brasil? Prepare-se e leia os posts com nossas dicas para você planejar tudo e ter que se preocupar só com esse tanto de música!

Gostou deste post? Temos muito mais pra você!

Receba sempre nossas dicas, histórias e novidades sobre viagens para os melhores festivais de música do mundo.

Compartilhe este post

Gracielle Fonseca

Não faço nada na vida sem paixão. Tanto que, pra me formar em Jornalismo, tive que fazer um TCC sobre metal, o Ruído das Minas: a origem do heavy metal em BH. Também decidi que faria o primeiro documentário no mundo sobre Mulheres no Metal, o Women in Metal, e fiz. Comecei a ir em festivais de metal internacionais em 2009. Desde então, viajar em busca da música, essa outra paixão, tornou-se um projeto profissional que hoje chamamos de Festivalando.

2 comments

Add yours
  1. Du Vieira 21 agosto, 2015 at 21:19 Responder

    Eminence deveria estar no Sunset ou palco Mundo sem duvida! Recentemente os caras tocaram até no Woodstock! Ansioso para ver os caras ao vivo pela primeira vez!

    • Gracielle Fonseca 22 agosto, 2015 at 20:48 Responder

      Sempre achei o som deles muito trabalhado. E agora chegaram num nível de profissionalização e de referência lá fora que merecia mais cuidado da curadoria de palcos… enfim, a gente vai lotar o rock street assim mesmo! =) Abs Du, e valeu pelo comentário 😉

Deixe seu comentário