" /> Glastonbury digital: o festival mais incrível do mundo mais perto da gente | Festivalando
glastonbury digitalAndrew Allcock/Glastonbury

Glastonbury digital: o festival mais incrível do mundo mais perto da gente

É irônico que justamente no ano em que o Glastonbury tenha sido obrigado a ser cancelado a gente possa ter uma amostra mais clara do que o festival é na prática. Pelo menos foi essa a percepção que eu tive diante da super programação do Glastonbury digital que acontece de quinta (25) a segunda (29).

Como normalmente a cobertura do Glastonbury é toda fechada para o Reino Unido e as redes sociais não são lá tão voltadas para o que rola em tempo real, se você não está lá na Worthy Farm você não tem ideia do que está acontecendo.

Mas com o lineup digital que foi preparado para este ano todo mundo tem a oportunidade de entender minimante o que é o Glastonbury: os muitos festivais dentro do festival, as inúmeras atividades, a profusão de música e arte.

Glastonbury digital: um super lineup pra curtir de casa

Tentei fazer na sequência uma organização meio lógica da programação digital de um festival que certamente é melhor apreciado sem lógica. Mas a gente precisa partir de algum ponto, não é mesmo? Você pode conferir o lineup aqui também.

Shows

A BBC preparou uma mega programação de reprises com cerca de 50 shows, mas a transmissão está disponível somente no Reino Unido. Mas no YouTube da BBC Music tem um prêmio de consolação: várias playlists com dezenas de trechos de apresentações memoráveis.

Playlists

Tem playlists com os artistas que tocariam no festival este ano, palco por palco. Tem também uma playlist toda dedicada a alguns dos principais nomes que passaram pelo West Holts Stage na última década. E outra com clássicos do Acoustic Stage.

Mais playlists de outras áreas do Glastonbury (ou dos muitos festivais dentro do festival): Silver Hayes, The Glade, Babyloon Uprising. E outra do Stonebridge Bar.

Cinema

Um documentário com os bastidores do John Peel Stage, tradicional por apresentar bandas emergentes e que foi batizado em homenagem ao radialista da BBC que se tornou notório por ter revelado muitas das grandes bandas e gêneros que mais tarde se tornariam mundialmente famosos.

Outro sobre os bastidores do Block9 (abaixo), clube queer do Glastonbury.

Tem também uma seleção de vídeos do Field of Avalon, área do festival marcada pela música folk e barracas de artesanato.

Documentários também sobre o Williams Green, palco destinado a bandas iniciantes e também cenários de alguns dos famosos shows surpresa do Glastonbury.

Ativismo, jams e subversão

Lives com a equipe da Joe Strummer Foundation, que cuida da Strummerville, área que realiza rodas de conversas e jams em torno de uma fogueira.

Tem também live da Unfairground, área dedicada à música e arte subversivas. E arquivos em foto, vídeo e áudio da Shangri-la, área radical e ativista do Glastonbury.

Política

Seleção de debates da Left Field, arena política do Glastonbury.

Rádio

Seleção de momentos especiais pela rádio exclusiva do Glastonbury, a Worhty FM, e também programação da The Crows Nest.

Mostras

Exposições online do museu Victoria & Albert sobre a história do Glastonbury e do artista residente do festival, Kurt Jackson.

Circo e teatro

Flashmobs, atividades lúdicas e shows.

Dança

Lives com aulas de sala e tango.

Kids

Programação especial para crianças aqui e aqui.

DJ sets

Sets de palcos como o Arcadia’s Pangea, The Common e HMS Sweet Charity e The Wormhole.

Universidade

Uma aula sobre história da arte no mundo em cinco objetos.

Poesia

Seleção de 12 poetas que passaram pela Poetry & Words Tent.

Bem-estar

Workshops de cura holística e de reenergização, além de música pra se conectar com as nossas raízes.

Meditação

Uma sessão de meditação para marcar a “abertura” do festival no Green Fields.

Meio ambiente

Entrevista sobre permacultura, uma festa virtual para celebrar os 50 anos do Greenpeace, destaques do Croissant Neuf (palco totalmente à base de energia solar), conteúdo sobre tecnologias ambientais e palestras sobre mudança climática direto do Green Futures.

Literatura

O livro que conta a história dos 50 anos dessa experiência monumental que é o Glastonbury está disponível em versão física e digital.

Merchandising

Claro que tem a barraquinha de merchandising. Com a diferença de que os lucros são doados para organizações como Oxfam (combate à pobreza), Greenpeace (meio ambiente) e WaterAid (acesso a água potável).

Leia mais sobre o Glastonbury

Gostou deste post? Temos muito mais pra você!

Receba nossas dicas, histórias e novidades de viagens para os melhores festivais de música do mundo.

Compartilhe este post

Priscila Brito

Sou jornalista e melômana, não sei se nessa ordem. Coleciono ingressos de shows desde 2001. Agora coleciono pulseiras de festival e carimbos no passaporte. Sou uma das mães do Festivalando e fiz Paul McCartney falar uai no Mineirão. Só porque eu gosto de música. Nas horas vagas, faço coisas sérias e tento salvar o jornalismo.

No comments

Add yours

Deixe seu comentário