" /> Almanaque Festivalando: um guia dos festivais e entretenimento, inédito e necessário | Festivalando

Almanaque Festivalando: um guia dos festivais e entretenimento, inédito e necessário

Sigamos lacrando, então. Você já havia visto, na história das publicações, um almanaque só de festivais de música? A gente não tem conhecimento de nenhum. Por isso, decidimos fazer o Almanaque Festivalando para 2016. A ideia, a princípio, era fazer um guia dos festivais do mundo inteiro e disponibilizar para vocês. Afinal, nós mesmas ainda estamos a nos guiar pelos caminhos festivaleiros esse ano, e achamos que, assim como nós, vocês gostariam de ter um cardápio legal, para escolher os melhores. Mas aí, a ideia do guia deu lugar a outra coisa, quando a gente foi à fundo no conceito de Almanaque e começou a flertar com ele.

[restrict userlevel=”subscriber”][joomag width=650 height=424 title=almanaque-festivalando-março-2016 magazineId=0894620001455494904 pageNumber=1 theme=293042,151b26,ffffff,ffe358 ][/restrict]

 

A palavra almanaque, em sua origem árabe (al-manah), diz do círculo de passagem dos meses. Outro significado criativo e apropriado: a mesma palavra também se refere a um lugar de parada de viagem. O Almanaque Festivalando quer ser esse lugar de parada entre viagens, ou na própria viagem, onde você pode se distrair, matar curiosidades sobre festivais e, ao mesmo tempo, se programar para o próximo ciclo de meses, lendo sobre os melhores eventos, destinos, headliners e outras iscas que podem te levar para dentro dos festivais de música.

Somos formadas em Comunicação/Jornalismo, mas nunca havíamos feito uma publicação como essa, só nossa, para falar da nossa paixão, os festivais de música. Idealizamos o Almanaque Festivalando para ser a publicação que faltava e que gostaríamos de ler. O conceito editorial de almanaque nos guiou,  bem como a ideia de uma trajetória interessante para os nossos leitores. Foi assim que pensamos cada sessão, com muito carinho:

almanaque índice
Entrevistas

Quem ama festivais tem algumas curiosidades. Elas, certamente, passam em algum momento pela mágica de como os organizadores montam um line up de festival. Afinal, não é truque, nem só contato, nem só disponibilidade de agenda. Mas como acontece, então? Está na íntegra, no Almanaque Festivalando, a entrevista com o Marcos Boffa, um dos principais programadores de festival no Brasil, que tem no currículo festivais como BHRiff, Eletronika, Sónar SP, Planeta Terra.

Outra grande entrevista que a publicação traz na íntegra é  com Thomas Jensen. Para quem não sabe, ele é fundador/dono de um dos festivais de Heavy Metal mais longevos e populares no planeta, o Wacken Open Air. Na entrevista, entendemos como é a trajetória de um gigante, e quais os passos os festivais devem seguir para conseguirem ter uma “alma” e prosperidade.

Histórias de Festival

Ainda na linha do entretenimento, trazemos entrevistas com músicos braileiros que nos contam as histórias mais engraçadas e inéditas vivenciadas por eles durante um festival. Tem banda gringa contando tudo, também.  Baixe logo, para dar uma sacada!

Headliners

A paixão pelos festivais pode dar lugar lugar a uma outra paixão ainda mais intensa, e sabemos bem qual é: a música e as nossas queridas bandas/artistas. Por isso, é bem comum que as pessoas compareçam aos festivais por causa da banda ou artista favorito. Pensando nisso, fizemos a seleção dos principais headliners, compilando os festivais em que eles vão marcar presença em 2016. Da música indie e eletrônica ao black metal, você encontra de tudo um pouco nesse guia.

Melhores Destinos

Muita gente ainda não sabe muito bem em qual festival gostaria de ir. E nem é obrigatório escolher um festival por conta do evento em si. Alguns vão para um festival como consequência de uma viagem de turismo. Assim, a gente deu uma garimpada nos destinos mais interessantes e mais baratos, com os melhores festivais para você aproveitar. Tem Europa, Ásia e América do Sul na jogada. Imperdível, como sempre.

guia almanaque

Guia de festivais

Vamos dar a volta ao mundo através dos melhores festivais? Essa é a ideia aqui. Separamos o que há de mais interessante em 2016 entre os festivais da Europa, Brasil, EUA, América Latina, África, Ásia e Oceania. No Almanaque Festivalando você acessa a ficha completa do festival, com localidade, data, os headliners e uma pequena review. É de dar água na boca.

Seja Voluntário

Uma opção que muita gente considera, principalmente quando o assunto é economizar no ingresso, mas não faz a menor ideia de como e por onde começar. No Almanque a gente traz uma matéria super completa, com dicas e um mini tutorial de como se candidatar a um posto de voluntário em festival. Te damos dicas de quem já foi voluntário e sabe de todas as dádivas e perrengues de viver essa experiência.

produtos almanaque

Produtos essenciais

Festival exige de nós preparação e boa performance, bem como recuperação para atravessar os dias de deleite musical. Foi aí que a gente pensou na necessidade de destacar alguns produtos que achamos essenciais para o antes, durante e depois dos festivais. Uma lista que vai te fazer ver sua ida a esses eventos por outro prisma. Só no Almanaque, né?

Registre-se para ver todos os conteúdos exclusivos.

Depois de te contar tudo isso, é preciso falar o principal: o Almanaque Festivalando é de graça! Mas, você precisa se registrar para ter acesso a essa publicação exclusiva. É simples, rápido, e você pode fazer aqui, nesse link. Além de todo o conteúdo do Almanaque, você também vai ter acesso a uma comunidade onde todas as pessoas interessadas por festivais vão interagir, a um hub de conteúdos e downloads de surpresas que a gente vai disponibilizar periodicamente. O nome de tudo isso é Festivalando +. E você não pode perder 😉

Assinar blog por e-mail

Receba sempre nossas dicas, histórias e novidades sobre viagens para os melhores festivais de música do mundo.

Compartilhe este post

Gracielle Fonseca

Não faço nada na vida sem paixão. Tanto que, pra me formar em Jornalismo, tive que fazer um TCC sobre metal, o Ruído das Minas: a origem do heavy metal em BH. Também decidi que faria o primeiro documentário no mundo sobre Mulheres no Metal, o Women in Metal, e fiz. Comecei a ir em festivais de metal internacionais em 2009. Desde então, viajar em busca da música, essa outra paixão, tornou-se um projeto profissional que hoje chamamos de Festivalando.

No comments

Add yours

Deixe seu comentário