Acampar no Roskilde: aspectos práticos

A venda de ingresso para o Roskilde já começou desde terça-feira (30/09), então, já se prepare para a novela da compra de ingresso que a gente relatou aqui. Além disso, para comprar as entradas para o festival você também precisa saber se quer acampar e como quer acampar, pois existem vários jeitos de estar nas Orange Lands, e isso tem que ser decidido na hora da compra.

Um aviso de antemão para quem pensa em vir para o festival: a hospedagem na Dinamarca não é algo muito barato. Fica em média em 300 (150 reais) coroas por noite em um simples bed&breakfast distante do centro de Copenhague. E até os hostels que têm a fama de serem mais baratos, podem ficar entre 40 e 160 euros a noite (120 a 480 reais) … é mole?

Para quem tem um baixo orçamento, assim como nós tivemos, o lance é achar algum amigo em Copenhague ou na região para poder se hospedar, ou acampar no festival. Em alguns casos, até compensa você propor dividir as despesas com esse seu amigo ( uma vez que aqui na Dinamarca tudo é muito caro, trata-se de uma questão de delicadeza sua. E pode apostar que vai ficar bem mais barato do que você dormir num hostel).

Caso você opte por não acampar, lembre-se de acrescentar ao seu orçamento o gasto diário com transporte. Você vai gastar em média 100 coroas (50 reais) para ir e voltar de trem, dependendo do lugar de onde sair, e mais 20 coroas(10 reais), para pegar aquele shuttle train/shuttle bus do festival – no qual você fica menos de 5 minutos à bordo, e chega em uma das entradas principais.

Ainda que possa ser confortável ficar em casa e ir só para os shows do festival, chego à conclusão que você pode sim ter vários motivos para querer acampar e, isso vai influenciar no estilo do seu camping. Existe o motivo orçamentário ( o acampamento simples vai ficar mais barato do que qualquer outra opção), ou pode ser a vontade de chupar a laranja @orangefeeling do Roskilde até o bagaço, e viver dias de loucura na Party City, como apelidamos a área de camping.

Aí, sua estadia nas Orange Lands poderá ter vários formatos. Por isso, a gente separou para você um guia prático do acampamento no Roskilde. Assim, você pode escolher acampar seguindo o pé-de-chinelo style, ou like a boss, no luxo e na riqueza!

Pé-de-chinelo style:

bugiganga festival

Chegar cedo para pegar um bom lugar de camping, nesse caso, é bastante aconselhável. Para garantir o mínimo de conforto e que ninguém diga que “você está com sua barraca em um lugar reservado, que não poderia estar ali”, como eu e a Pri ouvimos de uma bêbada que certamente não sabia do que falava. É possível sim reservar metros quadrados, mas somente em determinados campings, o que não era o caso do lugar em que estávamos – a área de festival é dividida em 11 diferentes campings, denominados por letras. Ainda há 3 áreas reservadas às caravanas, ônibus,carros e trailers, e você paga uma taxa diferente em cada uma delas, havendo a possibilidade de dormir no veículo.

O fato é que, como resolvemos acampar já no quinto dia de festa, os espaços entre as barracas eram cada vez menores, e isso gerava uma proximidade incômoda com a vizinhança. Uma das maneiras com que você pode garantir a entrada antes de todos os demais, é comprar o seu ticket com a booking entrance, que custa 5 coroas a mais (2,50 reais). Aí você vai ter várias opções de horário e portaria do festival para marcar. Com esse booking, você chega ao festival um dia antes da abertura oficial dos portões, e monta a sua barraca com calma. Em 2015, as entradas agendadas acontecerão no dia 27 de julho, a partir das 16 horas.

Para te ajudar a escolher o melhor camping, aqui está o mapa preliminar da área do Roskilde Festival para 2015 ( note que existem quadrados cinza escuro, nos quais está escrito “getting a place camping M or N”, isso indica os locais para os quais é possível comprar a tal reserva de metros quadrados)

mapa roskilde festival 15

Eu e a Pri acampamos na camping area C, pois parecia ser mais limpa, tinha alguns espaços e, o melhor de tudo, ficava a menos de 5 minutos da escadaria que levava à area dos palcos, além de ser perto da área central, onde havia supermercado, venda de comida, posto de água e banheiros. Porém, não foi uma noite muito tranquila, como ainda vamos contar aqui. O que também vimos no festival passado é que o camping F era muito legal, um dos mais limpos e pertinho da relaxing city, um lugar muito gostoso do Roskilde Festival.

Para um true pé-de-chinelo camping, você não pode esquecer de:

  • comprar uma barraca que seja pelo menos resistente ao vento. (ps: pode ser uma baratinha de 80 reais aí do Brasil. Mas se for optar por comprar aqui, a baratinha dinamarquesa tá por volta de 150 reais).
  • isolante térmico, pois esse chão daqui esfria de um jeito absurdo durante a noite.
  • saco de dormir +5 pode ser uma boa pedida, mas custa caro. Então, pode trazer aquele que der e torcer para não fazer mais frio do que o normal. Caso seja possível, traga uma mantinha para garantir.
  • levar comida e bebida à vontade – quanto menos você tiver que comprar lá dentro do festival, melhor!
  • toalha para tomar banho.
  • sabonete, desodorante, álcool em gel, pasta e escova de dente.
  • lanterna
  • garrafa para encher com água.
  • protetor solar, biquini/sunga e boné.

Caso se esqueça de alguma coisa, você poderá comprar no fakta ou na banca “festival gear”. Os preços, entretanto, não são favoráveis ao orçamento pé-de-chinelo style…

Aqui um vídeo que fizemos antes de ir para nossa noite de acampamento no festival

 

Coisas que você vai encontrar em qualquer uma das áreas de camping:

festival gear

 

cozinha coletiva

  • dois “city centers”, um na entrada Leste e outro no oeste. Ou seja, fica meio a meio para todas as áreas de camping. Lá tem supermercado, mercado de bugigangas de festival, roupas, acessórios, merchandise, cerveja e várias barracas de comida.
  • cozinhas coletivas, em que você tem um fogãozinho ou pode até mesmo fazer um churrasco na churrasqueira coletiva, no meio do camping.
  • áreas de banheiro e banho – o banho tem o de água fria e o de água quente. Água fria na nuca é de graça. Água quente,caso você esteja com o ingresso modalidade pé-de-chinelo, será necessário pagar entre 5 e 10 coroas (2,50 e 5 reais).
  • áreas para carga de celular – nas bikes, pedalando de graça, ou em uma barraca onde é possível pagar ou alugar uma bateria.
  • guarda-volume para suas malas, de graça.
  • torres de serviço, com guardinhas para te dar informações práticas sobre sua área de camping ou outras questões.
  • coleta de lixo – durante todo o dia tem alguém limpando e, pela manhã, vai passar um carrinho e alguns voluntários com um saquinho para você encher com o seu lixo do dia anterior. Eles recolhem imediatamente. E é bem animada, olha só:

 

Camping like a boss:

 

øl på camping

Roskilde Official website

Você é daquele tipo de pessoa que quer o melhor de tudo? Não abre mão nem da festa nem do luxo e conforto? O Roskilde Festival pensou em você e traz um tanto de facilidades. Aqui você pode evitar a fadiga desnecessária, no entanto, gastando muitas coroas da depressão, meu bem! Então você que é [email protected], dá uma olhada nessas opções aqui. Lembre-se que, antes de entrar em qualquer uma dessas áreas de camping especiais, você precisará trocar o seu voucher dos ingressos pela pulseirinha, em uma das entradas principais.

1. Get a place (reserve um lugar)

Essa opção ainda é modesta, na verdade. Mesmo que não seja um latifúndio, você pode ter uma terra para clamar como sua no Roskilde Festival. Você pode escolher uma área na Camping Area M ou N. No momento em que você compra o ingresso, você já tem que pagar essa taxa. Se for uma área de 5×5 metros, você paga 800 dkk (400 reais), mais a taxa inconveniente da Billetnet.

Caso você queira o dobro, 10×10, separe 2000dkk (mil reais). Lembre-se, essa grana você paga só pelas áreas. Adicionado a isso você ainda precisa comprar sua entrada para o festival, que vai custar, para todos os dias, 1965 coroas (por volta de mil e poucos reais com todas as taxas que você vai enfrentar com a Billetnet).

Quando reserva uma dessas áreas, você precisa se preparar para chegar um pouco antes, no horário e dia que eles te indicam quando você concluir a sua compra. Caso você venha com seus amigos, fique ligado que, comprando na mesma tacada 10 ingressos para o festival, você ganha uma área 10×10. Então, junta a galera aí para não precisar pagar mais mil reais só para reservar um espaço na área de camping.
2. Get a tent (reserve uma barraca)

Aqui começamos a falar de riqueza de verdade. Você só quer se divertir, não acha que essas mochilas trilhas e rumos (nem mesmo Deuter ou North Face) combinam com você, nem com a roupa que você quer entrar [email protected] nas Orange Lands. Carregar tralha de acampamento não está mesmo nos seus planos.

Então, o Roskilde oferece todo um kit de acampamento prontinho para você. Você entrará no festival e já encontrará a barraca armada! (hummmm…) E ela é bonitinha viu. Laranja, oficial do festival e pode ficar para você no fim da festivalança.

Você pode ter uma tenda reservado na entrada do leste, na Camping Area M, ou então no camping especial central. O acesso a essas áreas só será possível quando você apresentar seu voucher pago pelo serviço e, depois disso, quando você mostrar a pulseirinha especial.

Se quiser chamar um amigo pobre para ver sua barraca já armada (não desistirei dessa piada infame, né?), você mostra a pulseirinha na entrada e esse amigo poderá entrar na área com você. Com essa pulseira você também ganha acesso ilimitado aos banhos quentes e à recarga de celular.

Vamos falar de dinheiro então, já que você estava achando essa possibilidade maravilhosa: barraca pequena, mais duas pulseiras para acesso você paga 800dkk (400 reais) e aquela taxa de sempre. Barraca média e 4 pulseirinhas de acesso, 1550dkk ( por volta de 800 reais).

Duas coisas importantes sobre isso: é só a barraca, mais nada – mas calma, que meses antes do festival eles anunciam o preço do tent+festival gear, que inclui saco de dormir, isolante térmico e outras coisas (você também pode comprar esse tent+gear separadamente, sem reserva de local). Você deverá ficar atento ao horário de abertura dos campings especiais, que geralmente abrem um pouco antes do horário oficial para os pobres mortais.

3. Tenthouse

Tenthouse_cover

Roskilde Official Website

Luxo, caviar e sais de banho,já! Não, não tem isso. Mas tem um grande espaço com fundo fixo, luz elétrica, caixa com cadeado, local para guardar bagagens e um colchão de 135x200cm. Tudo isso localizado no melhor condomínio do Roskilde Festival, a camping area M. Por essa maravilha dos festivais, você paga a bagatela (coff coff coff) de 2500dkk (1250 reais), mais taxas, e ainda tem direito a banhos quentes ilimitados… que sensacional (hein?!). A tenda vai estar toda preparada para te receber, desde o dia 27 de julho. E segue o mesmo esquema de pulseirinhas especiais do get a tent.

4. Rockwool Shelter 

Rockwool_cover2

Roskilde Official Website

Luxo, caviar e sais de banho, por favor. Não, também não vai ter isso. Esse é um tipo diferente de acomodação, desenvolvido para ser leve, mas ao mesmo tempo resistente e confortável para os festival goers. A casinha octogonal tem paredes com fibra isolante, espaço de 4 m2 e 2 metros de altura. Ela tem uma porta com tranca, e protege contra o calor, o frio, água e sons de festival. Apesar disso, ela não tem tantas coisas como a tenthouse. O preço, 2500 dkk (1250 reais) e aquela história de banho e pulseirinha especial que você já sabe.

Para saber mais sobre as possibildiades de estadia no Roskilde Festival 2015, acesse o site oficial.

Compartilhe este post

Gracielle Fonseca

Não faço nada na vida sem paixão. Tanto que, pra me formar em Jornalismo, tive que fazer um TCC sobre metal, o Ruído das Minas: a origem do heavy metal em BH. Também decidi que faria o primeiro documentário no mundo sobre Mulheres no Metal, o Women in Metal, e fiz. Comecei a ir em festivais de metal internacionais em 2009. Desde então, viajar em busca da música, essa outra paixão, tornou-se um projeto profissional que hoje chamamos de Festivalando.

Deixe seu comentário