estação central de osloEstação central de Oslo. PH: Fotos593 via Shutterstock

Quanto dinheiro levar para Oslo para turismo e festivais

Na correria para viajar, às vezes nos sobra pouco tempo para calcular exatamente as quantias de dinheiro, bem como as formas de levar a grana para o exterior. Por isso a gente resolveu dar uma mãozinha, e te ajudar a calcular quanto dinheiro levar para Oslo, seja para turismo ou para festivais. A capital norueguesa está entre uma das mais caras da Europa. Portanto, é preciso planejar muito bem, para não levar dinheiro de menos, principalmente, e nem demais, uma vez que a grana vai ficar empatada e você perde em trocas consecutivas, por causa do câmbio.

No post de hoje, você vai saber quanto dinheiro em espécie levar para desfrutar a sua viagem de 4 a 5 dias em Oslo, bem como outras formas de cartões, como o pré-pago e de crédito internacionais.

Opera Norway

Opera Norway. Wikimedia commons

Qual moeda devo levar para a Noruega?

Assim como a Dinamarca, a Noruega também tem sua própria moeda, as Coroas Norueguesas (NOK). Com 1 real, você pode comprar 2,5 coroas norueguesas. Mas não se engane! Pode parecer uma troca vantajosa, mas não. Não mesmo. Não se engane pelo fato de nossa moeda comprar o dobro da deles. O custo de vida da Noruega é 112.7% mais caro do que o custo de vida médio no Brasil. Assim, um simples capuccino poderá te custar 40 NOK, ou seja, quase 16 reais. Sentiu o drama?

É mais difícil comprar coroas norueguesas já no Brasil. Porém, não é impossível e essa ferramenta aqui pode te ajudar a encontrar boas cotações. Porém, por ser uma moeda rara, nem sempre a troca será vantajosa. Por isso, pode ser melhor levar um pouco de NOK e o restante em euros. Chegando lá, você vai ter opção de trocar em agências como a Forex, bem como no banco Nordea, por exemplo. O Nordea tem caixa eletrônico pra tudo que é lado. Daí você pode sacar direto do seu cartão brasileiro em moeda norueguesa.

Dicas para organização das suas possibilidades monetárias

Existem dicas gerais e importantíssimas de como você deve organizar seu esquema monetário. É um roteiro básico que deve ser seguido em toda e qualquer viagem, para festival ou não, antes mesmo de fazermos os cálculos exatos de quanto levar para um lugar específico.

1.Planeje-se para não sobrar nem faltar dinheiro na sua viagem

No caso da Noruega, não existe um valor determinado para turistas, sem o qual você não entrará no país. No entanto, pode ser que o serviço de imigração te peça para comprovar que possui quantia suficiente para gastar no período em que ficará no local. Antes disso, no entanto, eles provavelmente vão te pedir para mostrar a passagem de volta e o seguro viagem, obrigatório em todos os países europeus.

Por isso, é importante planejar bem a quantia a ser levada – em dinheiro, limites de cartão de créditos e travel cheque. É necessário encontrar um equilíbrio – caso você faça uma viagem de pouco tempo, não convém levar muita grana, para não levantar suspeitas de que você pretende ficar no país ilegalmente. Caso você vá ficar muito tempo, levar pouco dinheiro é fria, pois vão alegar que você não possui formas de arcar com suas despesas no país.

2.Diversificar as fontes de moeda estrangeira é o mais indicado

Dividir a quantia a se levar em espécie, cartão e outro backup é muito importante. Primeiro, porque você nunca sabe o que pode acontecer. Pode ser que perca a grana em espécie, pode ser que algum dos seus cartões pré-pagos não passe em algum lugar. Então, ao comprar moeda estrangeira para uma viagem, pense em dividir a quantia em várias formas de pagamento.

Cada uma tem suas vantagens e desvantagens:

  • Moeda estrangeira parte em espécie, parte em cartão pré-pago:

    O cartão pré-pago pode ser bloqueado em caso de perda ou roubo e o dinheiro eu posso carregar parte comigo de cada vez. Porém, levar dinheiro em espécie será importante para equilibrar os custos do IOF. Paga-se só 1,1% para a quantia em espécie para compensar os 6,38% cobrados para a compra de moeda no cartão pré-pago.

  • Cartão de crédito internacional:

    É seu backup para imprevistos não estimados no momento em que você planejou a viagem. Imagina perder um voo, por exemplo, e não ter a grana para remarcar? Um cartão de crédito internacional com bom saldo neste momento vai te salvar.

  • Dinheiro em espécie + Cartão pré-pago + Cartão de crédito internacional:

    É um combo que te garante uma certa tranquilidade e segurança, além de ser um conjunto de provas irrefutáveis para apresentar na imigração caso peçam. Mas é importante tomar algumas precauções: um dia antes de viajar, imprima o saldo do cartão pré-pago e separe o saldo do cartão de crédito para somar às “provas”.

Quanto levar em dinheiro para três dias em Oslo

Numa viagem para Oslo, mesmo que por pouco tempo, é melhor você planejar muito bem os gastos previsíveis e também os imprevisíveis. Pode ter certeza que o imprevisível por lá pode realmente te deixar em más condições, pois tudo é muito caro.

Assim, pense nas despesas básicas, como alimentação e deslocamento. Mas pense também nos problemas possíveis de acontecer, como ter que comprar outro voo, precisar comprar roupas novas, ou medicamentos.

*cálculo em NOK
Em espécie
Em cartão pré-pago
Em cartão de crédito
Alimentação
1200
600
Transporte
200
150
Compras de souvenir etc
600
500
Turismo      
(museus e atrações)
600
Imprevistos
1200
2000
Um limite ideal para dar segurança em viagens internacionais é de no mínimo 4mil reais.

A tabelinha acima é inspirada nas minhas experiências de viagem, de quanto mais ou menos eu gastei na minha estadia durante o Inferno Festival (4 dias) e minha turistagem em Oslo (2 dias). Porém, cada pessoa pode chegar a valores diferentes, dependendo das necessidades de cada um. Por isso, recomendo a pesquisa neste site aqui, que te dá uma ideia precisa e atualizada de itens básicos e do custo de vida em várias cidades do mundo.

Enfim, onde e como comprar moeda estrangeira?

Comprar moeda estrangeira não é algo tão fácil, ainda mais que é preciso ter lugares de confiança e com boas taxas. Por isso, a sua compra deve começar com uma pesquisa ampla das taxas praticadas em casas de câmbio da sua cidade.

Calma! Isso é menos trabalhoso do que você imagina. Não fique com preguiça, pois já existe uma ferramenta para fazer essa ampla pesquisa das melhores taxas de câmbio para você. Clique aqui e confira as melhores taxas de câmbio para o Euro, Dólar, Coroa Norueguesa e diversas outras moedas.

Gostou deste post? Temos muito mais pra você!

Receba nossas dicas, histórias e novidades de viagens para os melhores festivais de música do mundo.

Compartilhe este post

Gracielle Fonseca

Não faço nada na vida sem paixão. Tanto que, pra me formar em Jornalismo, tive que fazer com 2 colegas um TCC sobre metal, o Ruído das Minas: a origem do heavy metal em BH. Também decidi que faria o primeiro documentário sobre as Mulheres no Metal, o Women in Metal, e fiz. Foi por paixão também que larguei um emprego público, para me aventurar pelo mundo dos festivais com a Pri.

No comments

Add yours

Deixe uma resposta