festivais de música eletrônica na américa do sulSummerland/Divulgação

Festivais de música eletrônica (baratos!) na América do Sul

Seu sonho de consumo é o Tomorrowland Bélgica, mas a realidade do dólar na casa dos R$ 3 não tá fácil pra ninguém. Ou o Tomorrowland Brasil preencheu plenamente seus desejos, mas esperar quase um ano até o próximo é demais pro seu coração. Seus problemas acabaram, porque também há grandes festivais de música eletrônica na América do Sul, bem aqui na vizinhança, que seguem a linha de mundo encantado da terra do amanhã ou que carregam o nome de grandes festivais gringos que já estão virando franquia pelo mundo. E o melhor: pesam menos no seu orçamento já que o real é mais valorizado que as moedas dos países vizinhos.

Tá certo que o calendário de festivais do gênero no Brasil ainda promete muito para 2015 (e isso é muito bom), mas aqui no Festivalando a gente cumpre o papel daquele diabinho que chega no seu ouvido pra te convencer que ao invés de arrumar uma pia de louça pra lavar você deve encontrar um festival legal num país idem e viajar. Considere as opções abaixo, alargue seus horizontes, saia do óbvio e vá conhecer novos lugares e festivais:

Festivais de música eletrônica na América do Sul – Para se planejar

Summerland
Onde: Cartagena, Colômbia, um paraíso litorâneo que não precisa de muita justificativa para você programar uma viagem até lá
Quando: 8, 9 e 10 de janeiro de 2016 (com atividades prévias dos dias 3 a 7/1)
Quanto: na edição de 2015, os ingressos para os três dias partiram de R$ 430 (350 mil pesos colombianos), mas para pagar mais barato é preciso ficar atento e comprar logo nos primeiros lotes, que são postos à venda com quatro ou cinco meses de antecedência. A organização do festival também vende pacotes oficiais com hospedagem e ingresso inclusos. Os mais simples ficam em torno de R$ 1000, mas há também opções mais caras que incluem alimentação ou acomodação próxima à praia
summerland.co

Dreamcatchers Fest
Onde: San Bernardino, a 50 km de Assunção, no Paraguai. Cidade turística que tem como principal atrativo o lago Ypacaraí
Quando: em janeiro de 2016
Quanto: na edição 2015, o ingresso para o fim de semana com direito a acesso ao camping custaram a partir de R$ 250 (430.000 guaranis). Sem o camping, R$ 160 (comum) e R$ 250 (VIP) para os dois dias
www.dreamcatchersfest.com

Ultra Music Festival Chile
Onde: Santiago, Chile
Quando: em outubro
Aquela visita que você deve ao Chile ganhou mais uma razão pra acontecer (ou duas, se considerar o Mysteryland). Assim como o Ultra Music Festival no Brasil, UMF do Chile ainda não teve datas nem valores de ingressos divulgados. Diante dos preços praticados por lá, vale a pena ficar de olho nas informações oficiais e fazer um comparativo com a futura edição brasileira.
Quanto: Na edição 2014, a terceira do festival no Chile, ingressos para os dois dias partiram de R$ 380
ultrachile.com

Festivais de música eletrônica na América do Sul – Para torcer

Myteryland
Onde: San Francisco de Mostazal, a 40 minutos de Santiago, no Chile. É a versão sul-americana do festival de origem holandesa que, por sua vez, é considerado um dos precursores do Tomorrowland
Quando: normalmente em dezembro (tem sido assim desde que o festival chegou ao Chile, em 2011). Datas para 2015 ainda não foram anunciadas
Quanto: no ano passado, ingressos para os três dias com direito a camping partiram de R$ 275 (55 mil pesos)
www.mysteryland.cl

Ultra Music Festival Argentina
Onde: Buenos Aires, Argentina
Desde 2012 os hermanos recebem, sem interrupções, sua versão local do UMF. Ainda não foi anunciada uma edição para 2016, mas a regularidade das últimas quatro edições deixa espaço para esperança na continuidade do festival em Buenos Aires. Realizado neste ano em fevereiro, o UMF Buenos Aires teve ingressos na casa dos R$ 200 (600 pesos) para dois dias de evento. Se você acha que já passou da hora de comer alfajor original, fique de olho nas notícias do UMF.
www.ultrabuenosaires.com

Pesquise mais festivais de música eletrônica na América do Sul e no mundo todo no nosso buscador de festivais

Veja aqui uma seleção de outras opções de festivais na América do Sul (e também nas Américas Central e do Norte) de outros estilos musicais

Gostou deste post? Temos muito mais pra você!

Receba sempre nossas dicas, histórias e novidades sobre viagens para os melhores festivais de música do mundo.

Compartilhe este post

Priscila Brito

Sou jornalista e melômana, não sei se nessa ordem. Coleciono ingressos de shows desde 2001. Agora também coleciono pulseiras de festival e carimbos no passaporte. Além de uma das mães do Festivalando, sou colaboradora da Mixmag e do Brasil Post e autora do Porque eu gosto de música. Também ajudei Paul McCartney a falar uai em pleno Mineirão.

11 comments

Add yours
  1. Ramon hequer 25 maio, 2015 at 09:29 Responder

    Muito Bom Priscila, eu e mais uma amiga demos início ao projeto Trip Paradise onde estamos à procura de festivais pelo Brasil e pelo mundo, essa são ótimas opções para nossas próximas aventuras, estamos com um conta no Instagram onde postamos algumas fotos e vídeos dos nossos momento @trip.paradise

    Ótimas dicas.

  2. André Urbano 12 junho, 2015 at 10:40 Responder

    Priscila, bom dia, gostaria de saber se você sabe se vai rolar algum festival em novembro na Colombia ou Venezuela, vou passar as férias por lá e se tiver algo, estarei nas parties também.

    • Priscila Brito 12 junho, 2015 at 13:15 Responder

      Oi, André! Na Venezuela é bem difícil, viu? Já na Colômbia, se você estiver procurando especificamente por um festival de música eletrônica, não tem nenhum previsto pra novembro só com esse perfil. Tem um chamado AltaVoz, que é em Medellin, e que tem na programação Djs, mas também rock, metal, etc. Eles ainda não anunciaram datas pra esse ano, mas no ano passado foi em novembro. Fora isso, tem opções em outubro (Breakfest) e dezembro (Sonar, em Bogotá). Um país que tem muito festival em novembro (mas não necessariamente de eletrônica) é o Chile (dá uma olhada aqui: http://festivalando.com.br/festivalando-e-viajando-pelas-americas-38-festivais-em-9-paises/). Espero ter ajudado 🙂

    • Priscila Brito 26 dezembro, 2015 at 15:17 Responder

      Oi, Henrique! Como junho é verão no hemisfério norte e, portanto, altíssima temporada de festivais por lá, é complicado achar festivais no Brasil ou nos nossos países vizinhos exatamente nessa época e que tenham um lineup chamativo. Os festivais nesse período estão concentrados mesmo na América do Norte e na Europa. Uma solução mais próxima do que você deseja é o All My Friends. Ele acontece no México e em termos de custo não chega a ser tão pesado quanto nos Estados Unidos ou na Europa de um modo geral. De qualquer forma, recomendo que você explore o nosso buscador de festivais: http://festivalando.com.br/busca-festivais-de-musica-pelo-mundo/ Nele você pode buscar por festivais no mundo todo usando filtros de data, estilo e local 😉

    • Priscila Brito 7 junho, 2016 at 19:23 Responder

      Oi, Daniele.O Rock al Parque, mega festival gratuito,costumava ser em agosto mas excepcionalmente esse ano vai ser em julho. E o Lollapalooza Colômbia vai ser em meados de setembro. Até onde sei, são esses :/

Deixe uma resposta