dj na pickupkowit1982 via Shutterstock

Festivais de música eletrônica no Brasil segundo semestre 2017

Enquanto a Europa dá tchau para o verão, com os últimos festivais de música eletrônica no continente, no Brasil, a coisa continua fervilhando. Os festivais de música eletrônica no Brasil segundo semestre prometem.

Tem festival em todo mês até o fim do ano, em várias regiões do país! Dá para se planejar para tirar férias e viajar, ou apenas passar um breve fim de semana fritando por aí 😉

Agosto

festivais de música eletrônica no brasil universo paralello

Silvio Sato/Divulgação

Jagna Trance Festival

Rio Claro, São Paulo

5 e 6 de agosto

Mais: https://www.facebook.com/events/1744272722569018/

Orbital Music Experience

Fortaleza, Ceará

20 de agosto

Mais: https://www.facebook.com/events/1258693014167848/

Setembro

divulgação

Samsara

Uberlândia, Minas Gerais

09,10 e 11 de setembro

Mais: http://www.samsarafestival.com.br/

Outubro

 

hospedagem em brasilia para o federal music

Federal Music

Estádio Nacional, Brasília – DF

07 de outubro

Mais:https://pt-br.facebook.com/federalmusicfestival/

Ultra Brasil

Rio de Janeiro, Rio de Janeiro

12,13 e 14 de outubro

Mais: https://ultrabrasil.com/pt/

Tribal Tech

Curitiba, Paraná

7 de outubro

Mais: http://tribaltech.com.br/

Novembro

festivais de música eletrônica no brasil xxxperience

Divulgação

XXXperience

Itu, São Paulo

11 de novembro

Mais: https://www.facebook.com/events/317615915332123/

Dezembro

festivais de música eletrônica no brasil universo paralello

Rodrigo Favoro/Divulgação

Universo Paralello

Praia de Pratigi, Bahia

27 de dezembro de 2017 até 03 de janeiro de 2018

Mais: https://universoparalello.org/pt/

Mareh

Cumuruxatiba, Bahia

26 de dezembro de 2017 até 02 de janeiro de 2018

Mais: http://www.mareh.com.br/

Gostou deste post? Temos muito mais pra você!

Receba sempre nossas dicas, histórias e novidades sobre viagens para os melhores festivais de música do mundo.

Compartilhe este post

Gracielle Fonseca

Não faço nada na vida sem paixão. Tanto que, pra me formar em Jornalismo, tive que fazer com 2 colegas um TCC sobre metal, o Ruído das Minas: a origem do heavy metal em BH. Também decidi que faria o primeiro documentário sobre as Mulheres no Metal, o Women in Metal, e fiz. Foi por paixão também que larguei um emprego público, para me aventurar pelo mundo dos festivais com a Pri.

2 comments

Add yours

Deixe uma resposta