ingressos ultra brasil viagem para o ultra brasil

Dicas para organizar sua viagem para o Ultra Brasil

Atualizado em 15/02/2017 – Logo quando foi anunciada a venda de ingressos para o Ultra, lááá em abril, eu dei o alerta: comece a organizar sua viagem para o Ultra Brasil. Tipo agora. Pois a tia Priscila vai dar só mais um alerta: se você ainda não ajeitou sua viagem para o Rio, faça-o desde já mesmo que outubro, quando acontece o festival, pareça muito distante.

O Rio é uma cidade turística, os preços de hospedagem nem sempre são os mais convidativos e quanto mais tarde você olhar esses detalhes, menos vagas e tarifas mais altas estarão no seu caminho. Para não dizer que eu sou a chata que fica buzinando, eu fiz parte do serviço e reuni nesse post algumas dicas para você se orientar.

Aí você me diz: “ah, mas sem o lineup eu não fecho nada, etc”. Justo, justíssimo. Mas sabia, por exemplo, que tem como você reservar pelo menos o hotel sem se comprometer depois em caso de desistência? Acompanhe o post que eu explico melhor 😉

O Carl tá te esperando!

carl cox viagem para o ultra brasil

Viagem para o Ultra Brasil: passagens aéreas

Tendo certeza ou não da sua ida para o Ultra, fique atento às promoções das companhias aéreas. Promoções de voos domésticos são bastante comuns, principalmente nos fins de semana. Nem sempre as promoções abrangem saídas de todas as capitais, mas eventualmente sua cidade de partida será contemplada.

Crie alertas de promoção de passagens para o Rio

Se você já está decidido a ir para o Ultra, ficar ligado nas promoções pode ser uma chance de economizar. Se você ainda não sabe se vai, a promoção pode ser a sua chance de encaixar o festival no orçamento 😉

Hospedagem para o Ultra Brasil

Como eu disse, a tarefa de achar hospedagem no Rio não é das mais prazerosas. Apesar da oferta altíssima, as vagas são super concorridas e os preços nem sempre ajudam.

A boa notícia é que há opções de hospedagem pertíssimo do Sambódromo, onde rola o Ultra. Além disso, o centro é uma das melhores opções por causa do custo, da grande oferta de propriedades e localização.

Flamengo, Glória e Botafogo não deixam de ser boas opções na medida em que são bairros com acesso ao metrô e boa localização para fins turísticos.

Quem não tem certeza da viagem e está com medo de ficar sem lugar para ficar pode tentar o seguinte: no Booking, em alguns casos, é possível reservar um quarto e cancelar até uma determinada data sem pagar taxa alguma (nem adiantamento, nem multa). É uma forma de você “pré-garantir” sua hospedagem caso só tenha certeza da viagem mais tarde.

O importante é você saber que esta não é uma política do site e sim de cada propriedade, sendo assim você deve observar se o hotel/hostel que você reservou segue esta política, ok?

Hospedagem para o Ultra Brasil – perto do Sambódromo

Se você quer ficar realmente perto do local do Ultra, comemore. Há muitos hotéis e hostels nas ruas próximas ao Sambódromo. Este hostel esgotou rapidinho no Ultra 2016, logo que foi anunciada a mudança do festival para a Marquês de Sapucaí.  A propósito, tem muitos hostels por lá, como este, este e este. Se você prefere hotel, este aqui é uma opção. Tem também hospedagem do tipo mais residencial.

Hospedagem para o Ultra Brasil – Centro

No centro há bastante oferta, naturalmente. Quem for dar preferência para os quartos privativos em hotel deve fazer uma análise criteriosa. Eu notei que tem hotéis de duas estrelas cobrando o mesmo preço de hotéis de rede três estrelas. E tem hotéis quatro estrelas com preços muito próximos dos de três estrelas. Ou seja, por praticamente o mesmo valor, você pode ficar em um hotel muito chulé ou em um hotel digno. Vai depender muito da sua atenção! Eu já fiquei neste aqui, novíssimo, e achei a localização muito boa. Fica a cinco minutos do metrô e são só duas estações até a Praça Onze, estação mais próxima do Sambódromo.

Hospedagem para o Ultra Brasil – Botafogo

Em Botafogo eu encontrei os preços mais baixos (baixos mesmo!) em hostels e, de modo geral, uma oferta grande de propriedades, quase comparável à do centro. Eu já fiquei algumas vezes neste hostel aqui em viagens para o Rio e recomendo (se não fosse bom, não teria ficado mais de uma vez, né?). Tem também este aqui, que ainda quero testar e este também. Se você prefere hotéis, olhe este ou este. De modo geral, gosto muito de ficar em Botafogo! É um bairro que tem tudo perto, acesso fácil a tudo (inclusive à praia) e não tem os preços tão absurdos quanto outros endereços badalados do Rio.

Hospedagem para o Ultra Brasil – Flamengo

No Flamengo a oferta é menor, mas pode ser interessante apostar no bairro justamente por isso. Como não é uma das áreas mais visadas pelos turistas, os preços e a disponibilidade de vagas podem ser melhores. Além disso, o Flamengo é bem servido pelo metrô (Largo do Machado e Catete) e a praia do Flamento é super agradável, tranquila (sem aquele furdunço de Copacabana e Ipanema) e com uma vista bem bonita para o Pão de Açúcar e Niterói. Tem hotéis variados por lá, como este, este, este aqui e este também.

Se você preferir, pode também fazer uma pesquisa de hotéis para o Ultra Brasil em outros bairros Rio de Janeiro.

Viagem para o Ultra Brasil: passeios no Rio

rio de janeiro

Baía de Guanabara. Rio de Janeiro. Wkimedia commons. Foto: Vanessa Carla

Quando eu e Gra fomos para o Rock in Rio, ela fez um super roteiro com sugestões de passeios no Rio de Janeiro nos intervalos de um festival: tem as praias (óbvio!), dicas pra se jogar na noite ou nas delícias gastronômicas, além de sugestões de bate-volta nas cidades vizinhas. Nós aproveitamos nossa estada na cidade para fazer um bate-volta para Angra dos Reis.

Ao comprar qualquer produto ou serviço pelos links do Festivalando nós recebemos uma porcentagem da venda sem nenhum custo adicional pra você 😉 Ou seja, nós te ajudamos fazendo o trabalho chato da pesquisa pra você, e você nos retribui a ajuda. Entenda como funciona nossa política comercial.

Gostou deste post? Temos muito mais pra você!

Receba sempre nossas dicas, histórias e novidades sobre viagens para os melhores festivais de música do mundo.

Compartilhe este post

Priscila Brito

Sou jornalista e melômana, não sei se nessa ordem. Coleciono ingressos de shows desde 2001. Agora coleciono pulseiras de festival e carimbos no passaporte. Sou uma das mães do Festivalando e fiz Paul McCartney falar uai no Mineirão. Só porque eu gosto de música. Nas horas vagas, faço coisas sérias e tento salvar o jornalismo.

No comments

Add yours

Deixe uma resposta

Close
Aqui também tem Black Friday! Pacotes pra festivais e seguro viagem até 25% OFFQUERO!
+ +