Oneinchpunch via Shutterstock

Acampar em festival: guia prático e dicas para iniciantes

Acampar em festival é uma experiência fantástica, te permite aproveitar melhor o evento, conhecer mais pessoas, viver um tanto de situações novas e é algo que a gente recomenda altamente, como já te demos vários motivos para acampar em festival, neste post. Tudo lindo e maravilhoso, até aqui. Todo mundo no oba-oba, no embalo de “Uhull!Acampamento!”. Mas a pergunta é: você está preparado para acampar em festival? Digo, não apenas psicologicamente, nem mesmo achando que com aquela ‘barraca do Gugu’ que você pegou emprestado de alguém você vai ser feliz em um camping de festival. Quero saber, em todos os sentidos: are you ready?

Acampar em festival não é tão simples, como muita gente por aí talvez pense. Mas também não é algo tão complexo que algumas dicas e um bate papo legal não resolvam. E vou quebrar seu galho, beleza? heheh. Foi por isso que decidi fazer este post. E também o fiz pelo fato de ter tido várias experiências de acampamento em minha vida – dentro e fora de festival.

Gra na travessia Serra Fina, 2013. Foto: Ricardo Morgues.

Gra na travessia Serra Fina, 2013. Foto: Ricardo Morgues.

Das experiências de camping em festival, já acampei por um dia e voltei para casa, já acampei metade dos dias, já acampei durante todos os dias de festival. Já acampei em camping comum, bem como em camping privado. Já acampei na minha própria tenda, montada por mim mesma, e já acampei no sistema de aluguel de tendas em festival – o Festitent no Graspop. Acho que tenho uma vivência que me dá moral para contar para vocês algumas coisas. Bora lá?

Acampar em festival é confortável?

Antes de a gente te falar o que você precisa para acampar em festival, ou dar outras dicas, é preciso primeiro falar sobre um ponto crucial, que é o conforto. Não comece a preparar suas coisas de [email protected] e partir para o Tomorrowland, Wacken, Roskilde sem ficar ciente de que quando se escolhe acampar em festival a sua mochila vai ficar necessariamente mais pesada. Agora, além da sua roupa e seu corpitcho festivaleiro, você vai precisar carregar uma barraca consigo. Em média, as barracas pesam entre 2,5 e 3,5 kg, representam uma boa fatia do peso da sua mochila.

Camping de festival. Photo:NewNow./ Shutterstock

Camping de festival. Photo:NewNow. Shutterstock

E não é só a barraca. Você também vai precisar de alguns assessórios imprescindíveis para tornar a sua noite de sono ou estadia na barraca o mais confortável possível. Nessa lista deve ter um saco de dormir apropriado para a temperatura do local do festival, um isolante térmico para o chão – que pode ser um simples forro de E.V.A com alumínio, ou mesmo um colchão inflável, vai precisar também de lanterna, provavelmente.

O conforto depende da sua maneira de encarar a vida no camping de festival, também…

Produtos que antes você não levaria para o festival e que no acampamento serão necessários também vão acrescentar mais pesinho para a sua mochila. São eles os produtos de higiene, maquiagem (no meu caso, hauahuahu), comida e provisões para os dias de camping. Portanto, vai ter peso e o desconforto já começa pelas suas costas, desde a saída da sua casa até a chegada à área do festival. E olha, às vezes o trajeto até o festival é bem longo, envolvendo vários meios de transporte e muitos metros carregando as tranqueiras de acampamento. E ao chegar ao festival ground, ainda é preciso se preparar para enfrentar uma fila para o acampamento com a sua mochila nas costas.

Camping gear. Photo: Kabby/ Shutterstock

Camping gear. Photo: Kabby. Shutterstock

Apesar de tudo isso, acampar em festival pode ser sim confortável. Mas tudo vai depender da estrutura de camping oferecida, da limpeza e dos serviços presentes na área de acampamento. Vai depender muito também das condições climáticas. Chuva demais é sempre um caos, e calor demasiado também não é legal. Por último e não menos importante, o seu conforto em um acampamento de festival vai depender também da sua destreza para montar bem a barraca, basicamente!

Armando a barraca

[Não pude deixar de fazer o trocadilho infame LoL]. Mas esta é uma das partes cruciais na hora de você garantir o seu conforto no acampamento de festival. É muito importante se ter em mente que a maioria dos campings de festival não trabalha com esquema de reserva de lugares. Assim, quem chega mais cedo garante os melhores lugares, pode escolher com calma. Chegar mais tarde no festival para acampar pode não ser tão legal em campings muito lotados, como é o caso do Roskilde Festival e Wacken Open Air. Até mesmo em festivais onde o camping é cobrado separadamente do ingresso (Sweden Rock, por exemplo), é importante saber que não há reserva de lugares.

Existem algumas dicas de camping que podem te ajudar a garantir conforto e começam na hora de montar a sua barraca

  • Escolher locais mais planos, com menos irregularidades no chão. Caso não seja plano, nunca fique na parte mais baixa da elevação, pois ela pode acumular água;
  • Observe o chão e a grama, entenda os cursos de água do lugar, veja se o solo não é muito pedregoso. Você vai precisar perfurá-lo para fixar os specks, ou ganchinhos metálicos que servem para a sua barraca não sair voando para um palco, haha;
  • Remova sujeira e água da sua barraca antes de montar. Vale a pena dar uma sacudidas;
  •  Sua missão é fazer a barraca ficar toda simétrica e esticadinha! Não deixe nada fora do lugar, nem deixe quaisquer partes enrugadas! Essa parte é muito importante, pois a barraca sozinha não pode garantir proteção contra chuva e vento. Com as barracas esticadinhas e simétricas, você vai ver que vai ser mais difícil ela ficar molhada;
  • Procure locais sombreados, mesmo que o sol não esteja tão evidente. Isso vai fazer com que você possa dormir até mais tarde confortavelmente, e também ajuda a armazenar alimentos e produtos em geral.

    Barracas mal armadas no Roskilde Festival 2014. Foto: Gracielle Fonseca

    Barracas mal armadas no Roskilde Festival 2014. Foto: Gracielle Fonseca

Acampar em festival é seguro?

Se o seu GPS tá marcando Suécia, é. Saiu da Escandinávia, a coisa fica tensa, rsrsrs. Brincadeirinha (em partes)! Mas uma das questões principais a se observar é o tamanho do festival em que você está acampando. Nos festivais com um grande volume de pessoas e turistas, fica mais difícil de dizer que se pode deixar tudo na barraca e ir feliz a assistir aos shows, por exemplo. Eu tive mais experiência em camping de festivais de metal. Mas as experiências em campings diversos, como o Roskilde Festival mostraram que não há grandes problemas com relação a furtos ou tentativas de agressão (mulher sempre pensa nisso, fica com medo de algum maluco tentar estuprar etc.).

No Sweden Rock eu estava no Rockampen, um camping privado bem pertinho dos palcos do festival. Deixei todas as minhas coisas dentro da barraca os três dias de festival, inclusive deixava um netbook lá dentro, frequentemente. Todos os dias eu voltava e tudo estava em seu devido lugar. Já no Graspop Metal Meeting, por se tratar de um festival com maior número de turistas e gente circulando, bem como por estar em um camping geral, decidi alugar um locker para depositar os valores.

Abaixo, um videozinho que mostra um pouco do clima do camping no Sweden Rock 🙂

Acampar em festival exige diferentes estratégias

Uma opção é carregar seus objetos de valor com você. Mas aí o mosh e outras atividades em meios às multidões podem ficar limitadas. É preciso ficar atento também com o tamanho dos lockers. Nem todos eles são grandes a ponto de caber uma mala de mão, por exemplo. Alguns festivais possuem locker separado para bagagens. Mas, na maioria das vezes, os lockers possuem um espaço que cabe uma mochila comum, dessas de computador.

Há vigilância no camping. Às vezes é a paisana e às vezes são policiais fardados que circulam por lá, como vimos no Sweden Rock. Além disso, em todo festival existe um policiamento mínimo obrigatório, bem como boa parte da staff de festival é preparada para lidar com situações que envolvam a segurança dos visitantes. Outra coisa que é obrigatória e garante a segurança da sua vida são os postos médicos localizados em todo o festival e em especial nos campings. Pode ficar tranquilx que se tiver um piripaque no meio da noite você será socorridx.

Camping Glastonbury.Photo: ANTB/ Shutterstock

Camping Glastonbury.Photo: ANTB. Shutterstock

 

Comer, beber [e as consequências naturais disso] e tomar banho

A comida é um dos pontos mais fáceis de serem resolvidos em camping de festival, em minha opinião. Você pode levar de tudo um pouco, desde que seja industrializado. Obviamente, não serão dias com as refeições mais saudáveis ou gourmet da sua vida. Porém, é possível se alimentar minimamente bem.

Geralmente, existe um número razoável de tendas de bebidas e comidas na área de camping abertas 24hrs ou em horários estendido. Mas eu sempre aconselho as pessoas a manterem um kit mínimo de comidinhas e belisquetes dentro da barraca. Como disse, a galera não vai entrar em sua barraca durante o festival para furtar coisas, muito menos comida. Por isso, acho legal você comprar e deixar na barraca sempre suco de caixinha, água, pão, queijo – sim, é possível guardar. É só escolher os locais mais frescos da sua barraca, patês que não precisam de refrigeração, bolachas recheadas, castanhas diversas e chocolate, claro!

rf14

Pri botando a cara no sol e na água no Roskilde Festival 2014. pic: Gracielle Fonseca

Tenha bom humor e paciência para as filas na hora de enfrentar seus dias no festival campsite

Já com relação à sua higiene diária, é preciso estar preparadx para rotinas coletivas. Há muitos banheiros, mas nem todos os festivais oferecem banheiro com água corrente dentro do camping. Por isso, prepare papel higiênico e álcool em gel para suprir algumas possíveis faltas dos banheiros químicos. Felizmente, a maior parte dos campings onde fiquei possuíam banheiros com água corrente, papel e sabão.

Você também vai acordar, lavar a cara e escovar dente junto com a galera toda, nos mesmos pontos onde se pode tomar água potável. Esses pontos costumam ficar deploráveis ao fim do dia, de forma que quando você vai encher a sua garrafinha com água poderá encontrar pedaços de comida boiando, quando não coisas mais nojentas e escatológicas. Sobre esse momento de acordar, parece que os europeus curtem, predominantemente, tomar banho logo no início da manhã.

Por isso, esse é o pior horário. Vai ter fila, vai ter banheiros extremamente molhados e às vezes enlamaçados. Portanto, prepare-se. Também é o momento crítico para fazer suas necessidades… vai estar sempre lotado.

Festa, coisas e estripulias que rolam em camping de festival

Photo: Monkey Business Images/Shutterstock

Photo: Monkey Business Images. Shutterstock

Muitos campings de festival são apenas uma continuação do que rola lá dentro. Alguns deles são uma verdadeira festa, como o do Roskilde Festival. Muitas pessoas continuam festejando até tarde ao invés de ir dormir. Outras estão desmaiadas, outras estão… é… bem… você vai escutar alguns gemidos pela noite, sim! Mas fique calma, um dia pode ser você a pessoa a desfrutar de prazer dentro da barraca. E olha, cabe bem e é confortável. Só não é muito aconselhável debaixo do sol de verão do meio dia.Vai por mim…

Sobre isso, ainda é legal você ter ou alugar barracas mais espaçosas, de pelo menos duas pessoas, mesmo que você esteja sozinho, em princípio. Mas também é legal fazer isso, pois assim sobra mais espaço para sua mochila e para organizar suas coisinhas.

gra barraca

Não é só porque tem lama lá fora no camping do Graspop que eu iria deixar de me maquiar, né bein?

Sobre glamour, é difícil manter, mas não é impossível. Muita gente fala: ah não, ficar no camping é uma oportunidade de se divertir, desapegar de roupa, make up etc. Olha, cada um no seu quadrado. Eu não fico sem make up, nem que seja a mais básica de todas. Mas nesse caso, é preciso levar alguns aparatos, como espelhos – que nem todo banheiro de festival possui! E é possível se maquiar na barraca, tranquilamente rsrsrsr.

Levar  barraca, comprar uma ou alugar?

festitent

Depois da minha experiência com o Festitent, durante o Graspop Metal Meeting deste ano, eu tendo a dizer que compensa muito alugar uma tenda. Por vários motivos: você não precisa se preocupar em montar, nem em desmontar. Não precisa trazer assessórios como colchões, isolantes térmicos e lanternas, pois estão incluídos no pacote. Geralmente as tendas são muito espaçosas e, além disso, você conta com equipe para resolver qualquer problema que surja em sua tenda, 24 hrs.

Mas, existe o problema da escolha, no caso das tendas alugadas: você não escolhe o lugar, não escolhe o tipo de tenda, só o tamanho. Também não pode escolher os seus vizinhos…
Outra questão é manter a tenda o mais intacta possível, pois se você zuar muito o seu habitat alugado, vai ter que morrer em uma grana considerável.

camp

Levar a barraca tem a vantagem de você poder escolher tudo, mas tem que ficar com esse encosto de 2,5 kg em toda a sua viagem, por onde quer que você passe. Comprar uma barraca também pode ser uma opção. Você pode conseguir barracas razoáveis pelo equivalente a 120 reais, em vários países. Mas se for à Escandinávia, vai ter que morrer em duzentinhos, no mínimo.

Etiqueta de camping de festival

Ela é necessária, garante um bom convívio com a vizinhança e mais qualidade de vida durante o festival para você. Por isso, seguem alguns passos das nossas regras de etiqueta:

1. Junte seu lixo em sacos plásticos e não os deixe acumular em frente à barraca. Leve-o aos pontos de coleta;
2. Não deixe objetos espalhados perto das barracas alheias;
3. Não converse ou ouça música até tarde quando estiver muito coladx de outra barraca;
4. Cumprimente seus vizinhos, ofereça ajuda ou atenção quando for pedido.

Gostou deste post? Temos muito mais pra você!

Receba nossas dicas, histórias e novidades de viagens para os melhores festivais de música do mundo.

Compartilhe este post

Gracielle Fonseca

Não faço nada na vida sem paixão. Tanto que, pra me formar em Jornalismo, tive que fazer com 2 colegas um TCC sobre metal, o Ruído das Minas: a origem do heavy metal em BH. Também decidi que faria o primeiro documentário sobre as Mulheres no Metal, o Women in Metal, e fiz. Foi por paixão também que larguei um emprego público, para me aventurar pelo mundo dos festivais com a Pri.

6 comments

Add yours
  1. Wagner Fernandes 22 novembro, 2017 at 07:59 Responder

    Que otimo post, já favoritei devo ir para o Wacken ano que vem e vou usar suas dicas.
    é recomendável levar duas mochilas, uma grande para os itens da barraca que vou levar e roupas e etc. outra para os itens para usar durante o dia, agua, protetor, lanches, etc..?

Deixe uma resposta

Close