Monsters of Rock: 5 shows históricos para relembrar (e para aquecer)

O Monsters of Rock está aí, praticamente metendo o pé na porta: faltam menos de 20 dias para o festival, que acontece em 25 e 26 de abril na Arena Anhembi, em São Paulo. Dei aqui uma lista de razões para não perder a edição deste ano. Para quem se convenceu e está contando os dias para o festival, é hora de começar o aquecimento revendo o que de melhor o Monsters teve em sua trajetória brasileira (o festival nasceu na Inglaterra em 1980 e já teve edições na Holanda, Espanha, Itália, Alemanha, Suécia e Argentina).

Apesar das interrupções no tempo – umas curtas, outras bem longas, o festival sempre conseguiu montar uma programação com um apanhado de nomes incontestáveis da música pesada. Veja abaixo uma seleção de shows das cinco edições do festival e relembre um pouco da história do Monsters no Brasil:

1994 – Black Sabbath
O Monsters of Rock fez sua estreia no Brasil em agosto de 1994, no Pacaembu. 45 mil pessoas assistiram aos shows de Kiss, Suicidal Tendencies, Slayer, Dr. Sin, Raimundos, Viper e Black Sabbath, que à época tinha Tony Martin nos vocais.

1995 – Faith No More
Mais uma vez no Pacaembu, a segunda edição do Monsters foi realizada em setembro de 1995 com shows de Ozzy Osbourne, Alice Cooper, Megadeth, Therapy?, Paradise Lost, Virna Lisi e Ratablanca. Destaque para o show do Faith No More, que teve Mike Patton mucho loko as always, o baixista Billy Gould tocando com a camisa do Palmeiras e uma versão inusitada de “Evidence” em português.

1996 – Iron Maiden
Pelo terceiro ano consecutivo, o Monsters aconteceu no Pacaembu, em setembro de 1996. Motörhead, Skid Row, Biohazard, Raimundos, Helloween, King Diamond, Mercyful Fate e Ratablanca formaram a programação, que foi encabeçada pelo Iron Maiden. Pela primeira vez, a banda se apresentou no Brasil sem Bruce Dickinson nos vocais. Blaze Bayley ocupava o posto e a banda apresentou músicos do à época recém-lançado álbum “X-Factor”.

1998 – Slayer
Depois de um breve hiato, o Monsters of Rock retornou em setembro de 1998 em nova casa: a pista de atletismo do Ibirapuera. No lineup, Megadeth, Manowar, Saxon, Dream Theater, Savatage, Glen Hughes, Korzus, Dorsal Atlantica e Slayer, que já havia tocado na primeira edição, mas desta vez foi o headliner do festival.

2013 – Aerosmith
Após um longuíssimo inverno – 15 anos precisamente, o Monsters of Rock voltou. Para compensar a ausência prolongada, o festival retornou maior: dois dias, ao invés do dia único como nas edições anteriores. Em nova casa, na Arena Anhembi, se apresentaram no primeiro dia Slipknot, Korn, Limp Bizkit, Killswitch Engage, Hatebreed, Gojira e Hellyeah. No segundo dia, Whitesnake, Ratt, Buckcherry, Queensrÿche, Dokken, Dr Sin, Doctor Pheabes e Aerosmith, que encerrou o festival com um showzaço de duas horas.

Compartilhe este post

Priscila Brito

Sou jornalista e melômana, não sei se nessa ordem. Coleciono ingressos de shows desde 2001. Agora coleciono pulseiras de festival e carimbos no passaporte. Sou uma das mães do Festivalando e fiz Paul McCartney falar uai no Mineirão. Só porque eu gosto de música. Nas horas vagas, faço coisas sérias e tento salvar o jornalismo.

No comments

Add yours

Deixe seu comentário