" /> Malta é o seu novo destino de festivais na Europa | Festivalando
festivais de música em maltaLost & Found Festival/Divulgação

Malta é o seu novo destino de festivais na Europa

Malta é a nova Ibiza. Ou a nova Croácia. A pequena ilha do Mediterrâneo, ao sul da Itália, que estampa roteiros turísticos com céu e mar azul e arquitetura histórica, agora também crava seu lugar no concorrido circuito de festivais de música eletrônica do verão europeu.

Diga olá para Malta.

Agora diga te quiero.

festivais de musica em malta

Visit Malta

festivais de música em malta

Frank Vincentz/Wikimedia Commons

Por mais ou menos uma década, uma edição local do Creamfields e do Isle of MTV eram os únicos grandes eventos voltados para a música eletrônica realizados na ilha. Em pouco menos de dois anos, de 2015 até agora, o país foi finalmente descoberto pela cena. As belas paisagens naturais, a temperatura que beira os 30º no verão e um território quase secreto, inexplorado pelo circuito de festivais, catalisaram o processo.

Annie Mac escolheu Malta.

A aclamada DJ Irlandesa, host da BBC 1, escolheu a ilha para realizar seu próprio festival, o Lost & Found. Com festas em castelos, piscinas e barcos, o festival nasceu eu 2015. Em 2016, dobrou de tamanho. Agora já tem edição confirmada em 2017, em abril/maio.

The Sound You Need também escolheu a ilha.

Depois de rodar o mundo com festas e eventos em clubes da Europa e dos Estados Unidos, o reputado canal do YouTube decidiu realizar o seu primeiro festival. A locação? Malta, em agosto, com direito a sets na praia e em alto mar.

O Groove Fest se mudou logo pra Malta.

O Groove Fest se estabeleceu com um festival regular na República Dominicana, mas decidiu marcar território na Europa e optou pela ilha como sede de seu primeiro festival europeu, em maio.

A lista de festivais não para de crescer.

Em setembro, outro festival estreia na ilha: o Glitch festival, com foco no tecno e no house. Estabelecendo-se no calendário, o Sunscape realiza sua terceira edição na ilha de Gozo apostando na combinação entre música eletrônica e bem-estar. Há também festivais de outros gêneros, como Malta Jazz Festival, e com foco em diferentes públicos, como o Earth Garden, voltado para famílias.

E a indústria está de olho em Malta.

O International Music Summit, plataforma de liderança e formação de players da cena de música eletrônica realiza pela primeira vez o IMS College em Malta, em julho. O evento, de caráter educacional, terá seminários, painéis e sessões interativas para formar a nova geração de artistas e produtores do gênero.

Nosso Google dos Festivais está pronto para receber os festivais desse país maravilhoso.

Eu também publiquei este texto na minha coluna mensal na Mixmag Brasil.

Gostou deste post? Temos muito mais pra você!

Receba sempre nossas dicas, histórias e novidades sobre viagens para os melhores festivais de música do mundo.

Compartilhe este post

Priscila Brito

Sou jornalista e melômana, não sei se nessa ordem. Coleciono ingressos de shows desde 2001. Agora coleciono pulseiras de festival e carimbos no passaporte. Sou uma das mães do Festivalando e fiz Paul McCartney falar uai no Mineirão. Só porque eu gosto de música. Nas horas vagas, faço coisas sérias e tento salvar o jornalismo.

No comments

Add yours

Deixe seu comentário