" /> Chapada Diamantina: lá também tem festival! | Festivalando
chapada diamantinaWikimedia Commons/Henrique CF

Chapada Diamantina: lá também tem festival!

Outro dia a Gra comentou comigo sobre o Festival de Lençóis, que rola na cidade homônima, lá na Chapada Diamantina. É claro que eu simplesmente me maravilhei ao descobrir que existe um festival de MPB em uma das regiões mais belas do Brasil e comecei a pesquisar mais, até porque esse era o tipo de informação que deveria estar aqui no Festivalando, né? Qual não foi minha surpresa durante a minha pesquisa ao descobrir que a região não tem só este, mas sim outros cinco festivais ao longo do ano? Rapaz (sotaque baiano mode on), isso é uma ótima desculpa para um post! E uma desculpa maior ainda para eu começar a planejar minha primeira viagem à região 😛

Lençóis concentra a maior parte destes festivais, mas há eventos também nos municípios de Mucugê, Pameiras e Igatu, que também estão localizados na região da Chapada Diamantina. No mapa abaixo tem um apanhado bem rapidinho do que rola em cada cidade. Na sequência, dou mais detalhes dos festivais agrupando-os por cidade.

LENÇÓIS

chapada diamantina lençóis

Wikimedia Commons/Leonardo Batista

É uma das principais cidades da região, tombada pelo patrimônio – o que explica os casarões coloniais conservados. Além dos acessos ao Parque Nacional da Chapada Diamantina, tem mais um monte de belezas naturais nos arredores, como cachoeiras, grutas e sítios arqueológicos.

Para chegar à cidade, é possível ir de avião ou ônibus. Há voos regulares a partir de Salvador com destino ao aeroporto Horácio de Matos às quintas e domingos. Há também ônibus saindo de rodoviárias de Salvador e região metropolitana.

Neste link aqui você pode pesquisar hospedagem em Lençóis, que conta com a rede hoteleira mais estruturada dentre os municípios da Chapada Diamantina.

Os festivais de Lençóis:

Ressonar
Quando: janeiro, sempre na primeira lua cheia do ano. Em 2016, entre os dias 19 e 24

Na ativa desde 2008, o Ressonar é um festival que propõe experiências sinestésicas, consciência ambiental e sustentabilidade. Nada de patrocinadores ou oversharing nas redes socais. O negócio aqui é voltar-se pra si mesmo e se conectar com o ambiente ao seu redor.

O Ressonar acontece na Cratera Lunar, propriedade usada no passado pelo garimpo, nas proximidades da praia do Zaidã. Tem atrações de música eletrônica, com foco nas vertentes do trance, psytrance, tecno, minimal e dub, além de jazz e ritmos de raiz nordestina.

Há camping no festival, porém ele tem acesso limitado por questões de espaço.

chapada diamantina

Rodrigo Della Fávera/Divulgação

Como o local do festival tem acesso limitado a duas mil pessoas e a procura é imensamente maior, a organização do festival adotou uma política muito interessante neste ano: os interessados se inscrevem no site e é feito um sorteio para definir quem terá acesso aos ingressos. Se você se interessou, pode se inscrever até o dia 27 de setembro, quando se encerra a segunda e última fase do sorteio. Serão sorteados 800 ingressos válidos para os seis dias do festival no valor de R$ 460.

Mais: ressonar-festival.com.br

Festival de Lençóis
Quando: em outubro. Em 2015, de 9 a 11 de outubro
O Festival de Lençóis é realizado desde 1998 e tem foco na MPB. Tem programação inteiramente gratuita, com shows na praça Horácio de Mattos.

Mais: www.facebook.com/pages/Festival-de-Lençóis

Festival Alternativo de Lençóis
Quando: em novembro (bianual)
A proposta é focar na cena de rock da Bahia. O festival teve sua primeira edição em 2013. Ainda não há informações sobre a edição deste ano.

Mais: www.facebook.com/festivalalternativodelencois

IGATU

chapada diamantina igatu

Wikimedia Commons/João Ramos

Distrito do município de Andaraí, Igatu é conhecida por ser a Machu Picchu brasileira, devido às casas de pedras erguidas na época do garimpo. É rodeada por cachoeiras, trilhas e é um destino para praticantes de escalada.

A Viação Águia Branca realiza o transporte rodoviário para a cidade. Neste link aqui você pode pesquisar hospedagem em Igatu.

Festival de Música e Arte de Igatu
Quando: em agosto ou setembro.
O foco também é na música brasileira, com nomes de expressão nacional, e em ritmos regionais. A programação é gratuita e, além dos shows, também há oficinas temáticas.

Mais: festivaldeigatu.com.br

PALMEIRAS

chapada diamantina palmeiras morro do pai inácio

Wikimedia Commons/Almost Brazilian

É em Palmeiras onde se encontra o Vale do Capão, a porta de entrada do Parque Nacional da Chapada Diamantina. Cachoeiras e sítios arqueológicos completam os atrativos da cidade.

Pode-se chegar de ônibus rodoviários até a cidade, com partidas de Salvador e região metropolitana. Neste link aqui você pode pesquisar hospedagem em Palmeiras.

Festival de Jazz do Capão
Quando: setembro. Neste ano, nos dias 18 e 19

Além de shows gratuitos com nomes nacionais do jazz na Praça da Vila, realiza também workshops com músicos.

Mais: www.festivaldejazzdocapao.com.br

MUCUGÊ

chapada diamantina cemitério de santa isabel macugê

Wikimedia Commons/Chico Ferreira

Metade do território da ciade está inserido dentro do Parque Nacional da Chapada Diamantina. Tem também uma outra área de preservação ambiental, o Parque Municipal de Mucugê. Um dos principais pontos turísticos da cidade, porém, não é uma beleza natural, e sim o cemitério de Santa Isabel, de estilo bizantino, com jazidas em formato de igreja e pintadas de branco.

A Viação Águia Branca realiza o transporte rodoviário para a cidade. Neste link aqui você pode pesquisar hospedagem em Mucugê.

Festival de Chorinho de Mucugê
Quando: na Semana Santa

O festival reúne nomes da cena de chorinho da Bahia em apresentações gratuitas.

Mais: www.mucuge.ba.gov.br

Para saber mais sobre os eventos, as cidades e as demais atrações da Chapada Diamantina, sugiro visitar o Guia da Chapada Diamantina. Tem bastante informação sobre a região e também um aplicativo com dicas turísticas.

O Festivalando faz parte do programa de afiliados do Booking.com. Isso quer dizer que fazendo as reservas no Booking através dos nossos links, você ajuda o site a ganhar uma pequena comissão, mas não paga nada a mais por isso. 😉

Gostou deste post? Temos muito mais pra você!

Receba sempre nossas dicas, histórias e novidades sobre viagens para os melhores festivais de música do mundo.

Compartilhe este post

Priscila Brito

Sou jornalista e melômana, não sei se nessa ordem. Coleciono ingressos de shows desde 2001. Agora coleciono pulseiras de festival e carimbos no passaporte. Sou uma das mães do Festivalando e fiz Paul McCartney falar uai no Mineirão. Só porque eu gosto de música. Nas horas vagas, faço coisas sérias e tento salvar o jornalismo.

No comments

Add yours

Deixe seu comentário