" /> Aquecimento Lollapalooza: ganhe o livro Tirania da Contingência | Festivalando
tirania da contingencia

Aquecimento Lollapalooza: ganhe o livro Tirania da Contingência

Pense na última viagem que você fez com seus amigos para um festival. Daria um livro se vocês decidissem relatar todas as histórias, loucuras e sentimentos que viveram, certo? Bom, na verdade, já deu. Não exatamente um livro com a sua história, mas com uma história que você ou eu poderíamos ter protagonizado. Tirania da Contingência, primeiro livro do paulistano E. M. Pastore, narra a viagem de um grupo de amigos para o Lollapalooza Brasil. Como o negócio aqui do Festivalando é viagem e festivais, nos juntamos ao autor para te presentear com um exemplar gratuito do livro. Não é promoção, nem sorteio. É um presente.

Para comemorar o mês do Lollapalooza e te ajudar a mergulhar de cabeça no mais puro Rock n’ Roll, o autor E.M. Pastore está oferecendo gratuitamente a versão digital de seu livro, Tirania da Contingência.

Agora me deixe falar um pouco mais sobre o livro. Não é um livro ou uma história sobre o Lolla. E o personagem principal, Roberto Salvatore, o Salva, até chegou a titubear sobre voar de Brasília até São Paulo para o festival. Mas o Lolla é o cenário onde se desenrola quase a totalidade da ação do livo e este é o grande lance. Poucos dias de festival podem agregar muitas loucuras, decisões importantes, sandices e desdobramentos na vida de uma única pessoa. De certa forma, é o que a gente vem dizendo aqui no Festivalando e é (também) por isso que a gente vai tanto a festivais.

tirania da contingencia

Roberto Salvatore é um bancário entediado com o trabalho. Com quase 30 anos, vive com a mãe em Brasília e tem um blog com críticas de rock lido por apenas 11 pessoas. O namoro, já desgastado pelo tempo, termina de ruir quando sua namorada, Valentina – a Vali, o trai. Magrão, aquele amigo piadista que todo mundo tem, arrasta Salva para o Lolla, em São Paulo. Lá eles se juntam a outro amigo, Nariz, um inconsequente profissional.

A decisão de ir ao Lolla já é um primeiro chute no balde que Salvatore dá. Durante os três dias de festival – aquele saudoso Lolla de 2013, o último no Jockey e o último com três dias de duração, outras pequenas rupturas acontecem entre um show do Killers, do Black Keys, do Passion Pit, do Pearl Jam e daquele resto de lineup glorioso. E é quando a tirania da contingência entra em ação e as menores das ações acabam tendo desdobramentos posteriores inimagináveis.

tirania da contingencia

Como disse diretamente ao autor do livro, eu adorei Tirania da Contingência. A história do Festivalando é uma grande tentativa de tirar a vida do automático e uma viagem de ruptura foi o ponto de partida pra todo esse projeto. Uma viagem para festivais, claro. E com o Lolla no meio da história (o de 2014, mais precisamente, quando comecei a seriamente cogitar a possibilidade de explodir tudo pra começar o Festivalando). Gostei muito dos questionamentos que o Salvatore tem em vários momentos em relação ao modelo de vida que ele vinha engolindo até então. Esse é um dos questionamentos mais latentes da nossa geração e isso pode ser um elemento forte de identificação para quem ler o livro – fora outros elementos da narrativa: a agilidade, a irrupção de posts de blog e do Facebook no meio do texto.

A propósito, quem gosta de narrativas rápidas, fáceis de devorar, vai gostar do livro. Quem gosta de música pop, também – são muitas as referências a bandas e músicas ao longo da história. Quem está se sentindo meio perdido e achando a vida um enfado, principalmente por conta dessa parte chata de ter que virar gente grande, também vai gostar. E, óbvio, quem ama o Lolla e tem bomas recordações do festival nos tempos de Jockey Club também vai adorar o livro.

Freebie: ganhe um exemplar de Tirania da Contingência

O Festivalando e o autor E.M. Pastore estão te oferecendo o download gratuito do livro Tirania da Contingência. Baixe agora!

Agora vá lá, garanta o seu exemplar e volte aqui pra contar pra mim o que você achou de Tirania da Contingência 😉

O Festivalando é embaixador do Lollapalooza Brasil. Neste ano, o festival acontece nos dias 12 e 13 de março. Saiba tudo sobre o Lolla aqui.

Gostou deste post? Temos muito mais pra você!

Receba sempre nossas dicas, histórias e novidades sobre viagens para os melhores festivais de música do mundo.

Compartilhe este post

Priscila Brito

Sou jornalista e melômana, não sei se nessa ordem. Coleciono ingressos de shows desde 2001. Agora coleciono pulseiras de festival e carimbos no passaporte. Sou uma das mães do Festivalando e fiz Paul McCartney falar uai no Mineirão. Só porque eu gosto de música. Nas horas vagas, faço coisas sérias e tento salvar o jornalismo.

3 comments

Add yours

Deixe seu comentário