onde ficar em romaprochasson frederic via Shutterstock

Onde ficar em Roma: ofertas de hotéis e melhores bairros

Roma é um espetáculo de cidade. Um espetáculo tão grandioso quanto aqueles armados no Coliseu séculos atrás. É história viva e um encontro com um pedaço do que a gente é, pois o legado da Roma Antiga para a civilização ocidental é extenso. É também uma farra – farra de turistas, gente falando alto, gelatos e comida boa. Para tirar proveito disso tudo, saber escolher bem onde ficar em Roma é fundamental.

Com seu status incontestavelmente turístico, a cidade é farta em hotéis. O que é bom e ruim. Por um lado, opção não falta. Por outro, quem visita a cidade pela primeira vez pode se confundir no meio de tantas alternativas. E as atrações turísticas são tantas, se espalham por tantas partes, que a dúvida só aumenta na hora de definir a melhor região pra ficar em Roma.

Simplificando a lógica de onde ficar em Roma

De fato, há muitos bairros onde você pode buscar hotéis em Roma. Mas para deixar as coisas mais compreensíveis, vamos usar o Rio Tibre como referência. A porção a leste do Rio é onde se concentram todas as ruínas e monumentos históricos que todo mundo quer ver. A porção a oeste abriga duas regiões também muito visadas por turistas: o Vaticano e o Trastevere, o bairro mais boêmio da cidade.

As sugestões a seguir de onde ficar em Roma vão seguir a lógica dessa divisão. No mapa você já tem uma prévia das principais regiões. E para facilitar ainda mais, no fim do texto você encontra um localizador de ofertas para pechinchar hotéis em Roma.

Onde ficar em Roma – centro histórico

Conforme explicado acima, listo agora algumas regiões que ficam a leste do Rio Tibre.

Spagna

A região é assim conhecida por abrigar a Piazza di Spagna, um dos lugares mais famosos da cidade. É um lugar bom para ficar pra quem gosta de boa localização, mas não é muito fã de muvuca.

Na região, além da Piazza di Spagna, estão também a Fontana di Trevi, a Piazza del Popolo, a casa onde morou Fellini e a Via del Corso, lotada de lojas de marcas famosas. É uma parte do que um turista vai ver em Roma sem interferências mais drásticas da multidão de turistas que se aglomera nas regiões que veremos a seguir.

As estações do metrô Flaminio e Spagna dão acesso a outros pontos da cidade. Quem é muito animado a fazer longas caminhadas, como eu, pode até visitar os outros pontos turísticos da cidade a pé.

RESERVE AQUI um hotel em Spagna

Minha recomendação de hotel em Roma

Eu fiquei na região de Spagna, neste hotel. É bem simples, pequeno, mas um dos preços mais em conta que você vai encontrar. Não por acaso, ele esgota os quartos rápido.

Achei bem confortável e bem organizado para o preço cobrado. O único porém foi não ter café da manhã incluído na diária. Porém, eles vendiam na recepção um voucher no valor de três euros que dava direito ao café da manhã em uma padaria vizinha (verifique com o hotel o valor atualizado do voucher).

RESERVE AQUI o hotel onde eu fiquei em Roma

Monti

onde ficar em roma

Catarina Belova via Shutterstock

Monti é a região nos arredores do Coliseu e, por consequência, de vários outros dos cartões postais de Roma – Fórum Romano, Circo Máximo, Monte Palatino e a Boca da Verdade, dentre outros. É também uma região apinhada de turistas, mas quem gosta de estar no miolo de tudo, vai gostar.

A oferta de hotéis, como era de se esperar, é bastante grande na região, mas os preços também acompanham a demanda e a comodidade da localização. As estações do metrô Colosseo e Cavour são as principais pra quem vai se deslocar pra outros pontos da cidade.

RESERVE AQUI um hotel em Monti

Outras opções de onde ficar no centro histórico de Roma: Navona e Termini

A meio caminho entre Monti e a região da Piazza di Spagna, citadas anteriormente, está Navona, cuja referência é outra famosa praça, a Piazza Navona. O Pantheon também está nos arredores. A região é rota de várias linhas de ônibus, mas não tem estação de metrô muito próxima (a Barberini exige uma caminhada).

Vizinha a Monti está a região da Estação Termini, maior estação da Itália, de onde partem e chegam trens, metrô, ônibus coletivos e turísticos. Quando o assunto é onde ficar em Roma, esta é uma região controversa.

A vantagem é justamente o acesso super facilitado ao transporte público. Além da Termini, a estação Republicca também serve bem a região. Mas há quem se incomode com a falta de glamour do local – é aquele típico “centrão” meio feioso. Ou ainda tenha medo dos supostos golpes a turistas. Por isso (ou apesar disso), os preços das diárias são mais baixos nos arredores.

Como eu passei por lá apenas para chegar e sair de Roma, no trem em Termini, não posso dar uma opinião pessoal.

RESERVE um hotel em Navona ou Termini

Onde ficar em Roma – o “outro lado” da cidade

Agora atravessamos o Rio Tibre e estamos a oeste do mesmo.

Trastevere

onde ficar em roma

Catarina Belova via Shutterstock

O Trastevere consegue ser charmoso, romântico e boêmio, tudo isso ao mesmo tempo. Não tem as ruínas históricas nem a muvuca de turistas, mas tem vielas lindas, bares e restaurantes com boa comida, vida noturna e muita tradição. Mesmo que você não se hospede no Trastevere, precisa reservar um espaço no roteiro para conhecer o bairro.

RESERVE AQUI um hotel no Trastevere

Prati

Este é o bairro onde fica o Vaticano. Soa estranho dizer que um bairro abriga um cidade-Estado, mas é isso mesmo. Os hotéis estão estrategicamente localizados ao redor dos muros do Vaticano. Uma escolha inteligente, pra quem prefere ficar mais perto do Papa, é reservar os hotéis que se concentram perto da estação de metrô Ottaviano para facilitar o deslocamento pra muvuca de Roma do outro lado do Tibre.

RESERVE AQUI um hotel no Prati

Ofertas de hotéis em Roma

Uma grande tarefa na hora de achar um lugar onde ficar em Roma é encontrar tarifas que caibam no nosso bolso. Por isso, se necessário, use o localizador de ofertas para encontrar hotéis em Roma com bons preços.



Booking.com

Vai viajar para a Itália? Faça agora o seu seguro viagem. Ele é exigido para entrar na Europa, e se você não apresenta-lo será barradx na migração. Além disso, é a garantia de que você estará amparadx caso haja algum imprevisto com a sua saúde. Aqui você pode pesquisar o melhor preço em várias seguradoras, comprar o que se adequar ao seu orçamento, conseguir um desconto e parcelar sem juros.

Gostou deste post? Temos muito mais pra você!

Receba nossas dicas, histórias e novidades de viagens para os melhores festivais de música do mundo.

Compartilhe este post

Priscila Brito

Sou jornalista e melômana, não sei se nessa ordem. Coleciono ingressos de shows desde 2001. Agora coleciono pulseiras de festival e carimbos no passaporte. Sou uma das mães do Festivalando e fiz Paul McCartney falar uai no Mineirão. Só porque eu gosto de música. Nas horas vagas, faço coisas sérias e tento salvar o jornalismo.

No comments

Add yours

Deixe uma resposta

Close