tomorrowland brasil 2017 foi canceladoPhilippe Wuyts/Tomorrowland/Divulgação

O Tomorrowland Brasil 2017 foi cancelado. Como lidar?

O Tomorrowland Brasil 2017 foi cancelado. A informação foi divulgada extra-oficialmente por Luiz Eurico Klotz, fundador e diretor da Plus Talent, agência responsável pela organização, durante uma palestra a alunos de publicidade da Universidade de Fortaleza, na noite de terça (22). Ele alegou o momento ruim da economia brasileira como principal motivo para o cancelamento.

A revelação de Klotz confirmou as suspeitas que já rondavam o que seria a terceira edição do Tomorrowland Brasil. Ao contrário das edições anteriores, as datas da edição seguinte não foram confirmadas ao término do festival em abril, e não houve nenhum outro tipo de pronunciamento desde então. Além disso, os perfis do festival nas redes sociais estão sem novas atualizações desde setembro – em 2014 e 2015, em agosto já estavam disponíveis informações sobre vendas de ingresso.

O produtor não descartou o retorno do festival em 2018, reavivando as esperanças do que havia sido prometido ao público quando o festival chegou no Brasil. Em 2015, a organização afirmou que o Tomorrowland estava garantido no Brasil até 2020, pelo menos. Ainda sobre uma possível edição em 2018, Klotz disse que o tema Melodia dificilmente será usado no Brasil.

“Aquele palco é impossível de transportar”, justificou. Perguntando por uma estudante na plateia se trazer uma versão reduzida no palco seria uma opção, ele disse que “pode-se pensar nisso, mas vai ser aquela comparação: quem viu o original vai chegar e falar ‘ah, esse não é o mesmo palco, no Brasil nada é igual”. O mais provável, segundo ele, é que o tema Elixir Of Life, usado na edição deste ano na Bélgica, seja trazido para o Brasil caso o festival se realize em 2018.

Veja na íntegra o que disse o produtor:

“Não vai rolar [o festival em 2017]. A gente vai pular 2107. Oficialmente não foi anunciado, mas não tem como fugir da pergunta. Alguns motivos [do cancelamento]: primeiro porque o momento brasileiro é muito ruim. Se a gente vendesse o mesmo número de ingressos que a gente vendeu esse ano, incluindo o custo Brasil e a inflação, a gente não teria o mesmo nível de receita, então o desastre financeiro poderia ser eminente. A captação de patrocínio também está bem abaixo da realidade atual. E o consumo no evento também – quem gastava 50, gasta metade, gasta dez; e quem gastava dez não gasta nada. Então a gente resolveu esperar um pouco porque a complexidade é enorme. Você movimentar centenas, milhares de empregos, investir dezenas de milhões de reais num momento como esse requer muita atenção. Vamos esperar 2017. Espero que o Brasil esteja melhor e em 2018 a gente volta.”

Novos festivais

Em momento posterior da palestra, Klotz antecipou que outros quatro festivais “famosos” no exterior devem ganhar edições brasileiras em 2017. Segundo ele, os eventos vão acontecer em abril, julho, setembro e dezembro e serão “dos mais variados estilos”.

A pergunta que não quer calar: o Tomorrowland Brasil 2017 foi cancelado. Como lidar?

A gente quer saber de você: como lidar com o cancelamento do Tomorrowland Brasil 2017? Abra seu coração na enquete:

Gostou deste post? Temos muito mais pra você!

Receba nossas dicas, histórias e novidades de viagens para os melhores festivais de música do mundo.

Compartilhe este post

Festivalando

Festivalando é o primeiro site brasileiro sobre viagens para festivais de música. Viajamos o mundo todo para oferecer um mix de dicas, ferramentas, relatos, informação e opinião sobre o universo dos festivais.

No comments

Add yours

Deixe uma resposta

Close