Viajar para festivais de música: trabalho e paixão

Olá! Sinta-se à vontade aqui no Festivalando, plataforma pioneira no Brasil em conteúdo sobre festivais de música e referência no assunto desde 2014, co-criado por duas colecionadoras de shows e viagens pelo mundo: eu, Priscila Brito, jornalista musical com mais de 10 anos de experiência e formação executiva em Music Business pela FGV, capacitação em Música na Economia Criativa pela UFRGS e MBA em Data Science e Analytics na USP (em curso); e Gracielle Fonseca, co-autora do documentário Ruído das Minas e autora do Mulheres no Metal.

Desde 2020, essa máquina de festivais é conduzida apenas por mim, Priscila.

A missão aqui é a mesma desde sempre: agregar experiências e compartilhar tudo com quem também é apaixonado por festivais de música e viagem.

Se você é esse tipo de pessoa, o Festivalando é o seu lugar.

Viagens de descoberta

Vivemos a era dos festivais de música. Nunca houve tantos festivais no mundo como hoje. E como diz o patrono do Festivalando, Eric Hobsbawm, festivais são “viagens de descoberta” que proporcionam experiências únicas.

Quando a primeira linha do Festivalando foi escrita, o impulso era exatamente esse; o de viajar e descobrir outros lugares através dos festivais de música. Isso proporcionou conhecer os principais cartões postais do mundo, culturas, línguas e novos jeitos de viver a música e os festivais. Já o propósito era tornar toda essa vivência útil para quem também se move pelos festivais.

O resultado disso tudo é que o Festivalando já esteve em mais de 40 festivais em 20 países e presenciou diferentes projetos de festival, cada um com suas peculiaridades. Essa bagagem tem sido consolidada desde 2014 por meio de informação, ferramentas, relatos e opinião sobre o universo dos festivais. Mais que isso, ela se converteu em algo maior que o impulso inicial.

O Festivalando é reconhecido pelo mercado

A expertise do Festivalando é reconhecida por parceiros importantes desde a sua fundação.

O Festivalando já fez parte da rede de blogs da MTV Brasil e  foi embaixador do Lollapalooza Brasil e do Electric Daisy Carnival Brasil, ambos festivais organizados pela T4F, maior empresa de entretenimento ao vivo da América Latina. Também integrou o Spotify Creators, projeto criado pelo player de música que reuniu os blogs de música mais especializados do Brasil.

A marca também é fonte de consulta na mídia, desde a imprensa tradicional, como Estado de Minas, até veículos digitais nativos como Nômades Digitais, passando por órgãos governamentais, como o Ministério do Turismo. Também é referência para trabalhos acadêmicos que tratam de festivais de música e turismo musical  desenvolvidos por alunos USP, UFPE, FGV e Casper Líbero, dentre outras instituições.

Desde o início do Festivalando, a ênfase é na personalidade e diálogo direto com uma comunidade de leitores apaixonados por festivais de música, dispostos a viajar para qualquer lugar do mundo para ter a experiência de festival, e que até então não encontravam um hub que reunisse todas as informações de que eles precisavam para colocar em prática esse desejo latente.

O Festivalando criou o que não existia

Não foi fácil criar o Festivalando. Foi preciso esforço, pioneirismo e criatividade para desbravar um mundo amplo e cheio de informações — o dos festivais de música — sem um norte ou referência, já que não existia até então um espaço como o Festivalando que, no fim, virou a própria referência.

O resultado foi compatível com a trajetória até aqui: a consolidação de um modo único de falar de festivais, que parte do ponto de vista das pessoas que frequentam festivais, suas necessidades e interesses.

O Festivalando quer melhorar a experiência em festivais de música

E é por isso que o Festivalando foi criado. Ele é o lugar onde você pode encontrar o que for preciso sobre festivais de música para que eles tragam experiências à altura do que prometem.