#VideoSelfie: Festivais na Europa: eles também falham!

Se você olhar o Festivalômetro, nosso ranking que avalia a estrutura dos festivais que visitamos, vai notar que nenhum festival tem nota 10. Vai notar também que, no Top 5, em meio àqueles que quase beliscaram uma nota 9 ou 10, há três festivais na Europa, um brasileiro e um chileno. Ou seja, os europeus estão levando a melhor até o momento, mas a produção local e da vizinhança eventualmente acerta. Nosso Top 5 até o momento:

festivais na europa

Tenho percebido que, de uma maneira quase inevitável, a estrutura dos festivais espelha muito as condições das cidades onde eles ocorrem, e seguindo essa lógica é de se esperar que a gente encontre festivais mais bem organizados e mais bem preparados para receber o público lá no Velho Mundo. Realmente, eles brilham em muitos aspectos que deveriam ser copiados por aqui. A política da água gratuita é replicada na maioria dos festivais europeus aos quais eu e Gra fomos até agora. O transporte raramente é um problema, e há casos em que até o transporte é gratuito (como no Montreux Jazz Festival). A Escandinávia, com seu IDH dos sonhos, nos proporcionou muitas experiências impecáveis nos festivais (não por acaso, o festival número 1 no nosso ranking até o momento é de lá).

Mas se não há uma dominância europeia nas primeiras posições do Festivalômetro é porque os festivais na Europa também têm suas falhas. São problemas gerados pelo comportamento do público, por inoperância da organização ou coisas bobas de se resolver. Eu diria que são falhas mais pontuais do que grandes desastres de organização, mas espero sempre encontrar as melhores condições possíveis em um evento que depende da presença do público para ser bem-sucedido. Não quero ser mal recebida ou mal tratada, mesmo que seja em quesitos “menores”.

No #VideoSelfie de hoje, eu e Gra contamos as aberrações relativas a organização e estrutura que encontramos nos festivais na Europa para vocês não acharem que nossa vida de festivaleira europeia é só glamour 😛 (e nem para acharem que certas coisas são exclusividade do Brasil). Dá o play!

Você pode ver a avaliação detalhada de todos os festivais citados no #VideoSelfie e de outros mais aqui.

Gostou deste post? Temos muito mais pra você!

Receba sempre nossas dicas, histórias e novidades sobre viagens para os melhores festivais de música do mundo.

Compartilhe este post

Priscila Brito

Sou jornalista e melômana, não sei se nessa ordem. Coleciono ingressos de shows desde 2001. Agora coleciono pulseiras de festival e carimbos no passaporte. Sou uma das mães do Festivalando e fiz Paul McCartney falar uai no Mineirão. Só porque eu gosto de música. Nas horas vagas, faço coisas sérias e tento salvar o jornalismo.

2 comments

Add yours

Deixe uma resposta

Close