quanto dinheiro levar para a República TchecaPraga, República Tcheca. Ph: Luciano Mortula – LGM via Shutterstock

Quanto dinheiro levar para a República Tcheca e para o Brutal Assault

Todo mundo fala que a República Tcheca é um lugar baratinho. Inclusive a gente aqui no blog. No entanto, o barato pode sair caro se você não tiver em mente tudo planejado. Parte deste planejamento é saber, de antemão, quanto dinheiro levar para a República Tcheca. No caso deste post, fazemos as contas para quem vai para o Brutal Assault (4 dias de festival), logo vai sair para fazer turismo de pelo menos 3 dias em Praga, e também vai aproveitar para dar um rolé de um dia em Kutná Hora, onde está o Ossuário de Sedlec e um monte de outras coisas legais (recomendamos demais a visita!).

Já te contamos quanto custa viajar para o Brutal Assault. Fizemos aquelas continhas básicas de tudo que se gasta antes da viagem para o festival, propriamente dita ( ingressos, reservas de avião, hoteis etc). Também já demos dicas dos melhores hotéis para o festival e de onde ficar em Praga. Porém, o post de hoje serve para outra coisa: saber quanto dinheiro levar para a República Tcheca, cash money babe, pra você turistar  e para os dias em que você estará no festival. Além disso, a gente também vai te dar dicas de câmbio e de como organizar as suas fontes financeiras para esta viagem.

Na  República Tcheca você precisa de Coroas Tchecas (CZK)

Não, a República Tcheca não utiliza euros nas suas transações. Apesar de estar na Europa, o país mantém a sua prórpia moeda. Lá, a moeda é o CZK, ou Coroa Tcheca.

Na cotação de ontem (15/01/18), 1 real = 6,4703 czk. Mas não pense que de uma hora para outra você ficou rycaahhhhh só porque com 1 real vc compra 6 dinheirinhos dos coleguinhas.

quanto dinheiro levar para a República Tcheca

Coroa Tcheca. Ph By FOXARTBOX via Shutterstock

Não deixe para trocar moeda quando chegar no aeroporto

Há muito tempo atrás, na era A.F. (antes do Festivalando) seja por falta de experiência ou lerdeza mesmo, eu acabei trocando dinheiro no aeroporto de Praga, capital da República Tcheca. Que facada, amigues, que facada!

Não rola mesmo de deixar para acontecer uma emergência de ter que comprar moeda no aeroporto. O melhor mesmo é já sair do BR com algumas reservas nesta moeda. Então, faça uma busca ampla por várias casas de câmbio, comparando as melhores ofertas e também comodidade.

Não levar dinheiro demais, nem de menos

No caso da República Tcheca, não existe um valor determinado para turistas, sem o qual você não entrará no país. No entanto, pode ser que o serviço de imigração te peça para comprovar que possui quantia suficiente para gastar no período em que ficará no local. Antes disso, no entanto, eles provavelmente vão te pedir para mostrar a passagem de volta e o seguro viagem, obrigatório em todos os países europeus.

Por isso, é importante planejar bem quanto dinheiro levar para a República Tcheca – em dinheiro, limites de cartão de crédito e cartão pré-pago. É necessário encontrar um equilíbrio. Caso você faça uma viagem de pouco tempo, não convém levar muita grana, para não levantar suspeitas de que você pretende ficar no país ilegalmente. Caso você vá ficar muito tempo, levar pouco dinheiro é fria. Vão alegar que você não possui formas de arcar com suas despesas no país.

Diversifique suas fontes de moeda estrangeira

Dividir a quantia a se levar em espécie, cartão pré-pago e outro backup é muito importante. Assim, não basta só saber quanto dinheiro levar para a República Tcheca, mas também como fazer para dividir as fontes de moeda de maneira eficiente. Primeiro, porque você nunca sabe o que pode acontecer. Pode ser que perca a grana em espécie. Pode ser que algum dos seus cartões pré-pagos não passe em algum lugar.

Quando você vai comprar moeda estrangeira para uma viagem, é importante dividir a quantia em várias formas de pagamento, pensando nas vantagens e desvantagens em utilizar cada uma das fontes:

Dividindo o seu dinheiro

  • Moeda estrangeira parte em espécie, parte em cartão pré-pago: O cartão pré-pago pode ser bloqueado em caso de perda ou roubo e o dinheiro eu posso carregar parte comigo de cada vez. Porém, levar dinheiro em espécie será importante para equilibrar os custos do IOF. Paga-se só 1,1% para a quantia em espécie para compensar os 6,38% cobrados para a compra de moeda no cartão pré-pago.
  • Cartão de crédito internacional: É seu backup para imprevistos não estimados no momento em que você planejou a viagem. Imagina perder um voo, por exemplo, e não ter a grana para remarcar? Um cartão de crédito internacional com bom saldo neste momento vai te salvar.
  • Dinheiro em espécie + Cartão pré-pago + Cartão de crédito internacional: É um combo que te garante uma certa tranquilidade e segurança, além de ser um conjunto de provas irrefutáveis para apresentar na imigração caso peçam. Mas é importante tomar algumas precauções. Um dia antes de viajar, imprima o saldo do cartão pré-pago e separe o saldo do cartão de crédito para somar às “provas”.

Quanto dinheiro levar para a República Tcheca?

A gente resolveu dividir essa parte aqui em duas – uma turísitca, que envolve só a ida e hospedagem em Praga, e uma outra, que envolve a ida ao Brutal Assault, bem como turismo em Praga e em Sedlec.

Antes de tudo, independente da sua opção por ir ou não ao festival, é preciso pensar nos gastos óbvios, conhecidos e os não conhecidos. Portanto, entenda que sempre serão incluídos os gastos com alimentação e transporte. Guarde também a cota para lembrancinhas, camisas, cds e acessórios. Para além disso, planeje uma cota para gastos emergenciais. Por exemplo, a necessidade de comprar uma barraca nova porque a sua foi inundada, um cobertor, um carregador de celular. Tantas coisas podem acontecer!

Quanto dinheiro levar para três dias de turismo em Praga

coisas para saber antes de ir a Praga

Estec GmbH/Wikicommons Media

Uma viagem de três dias por Praga já é o suficiente para ver um monte de coisas. É claro que, os dias vão passando e você vai ficando com mais vontade de ficar mais tempo. Ainda mais quando você pensa em um câmbio favorável.

Praga é barato? Bom, não diria barato, mas talvez uma das cidades mais em conta para turistas na Europa. O que importa, na verdade, é saber muito bem quanto dinheiro levar para a República Tcheca, pois assim você não tem surpresas ao ter que usar mais do que o previsto no cartão do crédito, ou então perdendo grana nas transações de câmbio na cidade. Pra se ter uma ideia, olha só a previsão que fiz, com base em minhas experiências por lá:

*cálculo em CZK
Em espécie
Em cartão pré-pago
Em cartão de crédito
Alimentação
970 700
Transporte
323
100
Compras de souvenir etc
300
Turismo ( museus etc)
1000 200
Imprevistos
1500 500
Um limite ideal para dar segurança em viagens internacionais é de pelo menos 4mil reais.
*Esta tabelinha é inspirada nas minhas experiências de viagem. Para fazer algo mais compatível com a sua realidade, acesse este link.

Quanto dinheiro levar para o Brutal Assault + 3 dias de turismo em Praga e 1 dia em Kutná hora

brutal assault entrada

Brutal Assault 2015/ Divulgação

Adicionando à viagem de 3 dias à Praga o festival (4 dias)+ 1 dia em Kutná Hora, as continhas ficam mais gordas. No entanto, nada que seja assustador. Como já dissemos em muitos posts sobre viagem para festival, o segredo é comer com supermercado nos dias do festival, e deixar para curtir a culinária local quando for turistar.

Porém, o Brutal Assault também oferece opções de comida muito baratas, o que pode fazer com que seja possível, também, comer dentro do próprio festival.

*cálculo em CZK
Em espécie
Em cartão pré-pago
Em cartão de crédito
Alimentação
2000 3000
Transporte
817
400
Compras de souvenir etc
300
Turismo ( museus etc)
1400 500
Imprevistos
2000 500
Um limite ideal para dar segurança em viagens internacionais é de pelo menos 4mil reais.
*Esta tabelinha é inspirada nas minhas experiências de viagem. Para fazer algo mais compatível com a sua realidade, acesse este link.

Gostou deste post? Temos muito mais pra você!

Receba sempre nossas dicas, histórias e novidades sobre viagens para os melhores festivais de música do mundo.

Compartilhe este post

Gracielle Fonseca

Não faço nada na vida sem paixão. Tanto que, pra me formar em Jornalismo, tive que fazer com 2 colegas um TCC sobre metal, o Ruído das Minas: a origem do heavy metal em BH. Também decidi que faria o primeiro documentário sobre as Mulheres no Metal, o Women in Metal, e fiz. Foi por paixão também que larguei um emprego público, para me aventurar pelo mundo dos festivais com a Pri.

No comments

Add yours

Deixe uma resposta

Close