Tomorrwoland/ Divulgação

Festivais que são a cara do Carnaval brasileiro

O clima, as cores, as roupas ou até a falta delas, o jeito como as pessoas interagem: Tudo isso nos dá pistas de que há muitos festivais que são a cara do Carnaval brasileiro. Eu não sou foliã, nem muito entusiasta. Mas digamos que, em nome da zueira eu venho escrever esse post. Porque é verdade que eu não preciso ter pulado todos os carnavais da vida para saber o que é a Marquês de Sapucaí, que a Mangueira é verde e rosa, e que Carnaval no Brasil é a celebração catártica da geral.

E o que os meus olhinhos viram por aí nas andanças festivaleiras que eu e Pri colecionamos, ah… é muita coisa que não se pode negar: rola uma identificação total entre um montão de elementos que estão nos festivais, mas que poderiam muito bem estar lado a lado com a Globeleza. Com ou sem samba no pé, eu te aconselho a ler esse post: só escrevi verdades!

Sziget, Roskilde, Eletric Daisy Carnival e Tomorrowland – todos eles carregam essa vibe carnavalesca, quer ver?

Multidões excêntricas e muitas cores: Sziget ou um desfile da Mangueira?

Há imagens do Sziget com as quais você se depara e realmente se pergunta: isso não é mesmo um desfile da Mangueira?

pessoas no sziget festival

Vejo elementos verde e rosa no Sziget/ Divulgação

Esse aqui é o desfile da Mangueira mesmo, mas poderiam apenas ser os Szitzens passeando na área do festival…

desfile da mangueira

CP DC Press via Shutterstock

O Sziget é a cara do Carnaval. Não tem jeito. Para início de conversa, a decoração do festival parece que surgiu das sobras dos barracões das escola de samba. Tentativa de alegoria você encontra em tudo que é parte do festival.

Coruja do EDC e Águia da Portela: gêmeas separadas ao nascimento

Nem ~Noé imaginava que, da sua arca,~ poderiam sair duas criaturas tão peculiares: a Águia da Portela e a Coruja do Eletric Daisy Carnival! Ambas são gigantes, com metros e metros de asa e uma feição bem marcante, que se bobear vira tema de pesadelo, fácil fácil. Articuladas, mexem-se e piscam, para delírio do público. Só faltam voar! (rumo à extinção da multidão, né? Porque pesam toneladas, certamente…).

coruja edc

Coruja EDC / Divulgação

 

Meda…

Estou na dúvida sobre quem se parece mais malvadona from hell…

águia da portela

Águia da Portela. Ph: Su Justen via Shutterstock

 

É palco de festival ou é o desfile das escolas do grupo principal?

Esses festivais de música eletrônica têm mesmo uma inspiração carnavalesca extrema. O EDC já colocou o Carnaval no próprio nome, que é para escancarar mesmo a relação. Já o Tomorrowland, apesar de ter esse nome que parece título de desenho infantil, não precisaria nem mesmo incluir qualquer sílaba de Car-na-val nele para que a relação seja feita. Basta olhar bem para os palcos e pessoas e você descobrirá o porquê.
Tomorrowland ou Marquês de Sapucaí?

Tomorrowland

Tomorrowland/ Divulgação

Olhando muito rápido para esse palco alegórico e essa multidão colorida, é bem fácil confundir a área do TML com o sambódromo, não é não?

tomorrowland

Visão aérea Tomorrowland Bélgica/ Divulgação

Nudez e malemolência: Podem os dinamarqueses do Roskilde sambar?

Em 2014, a Pri já tinha feito um ótimo relato explicando porque o Roskilde é o Carnaval dos dinamarqueses. E agora,com mais fotos, trazemos fatos! O Roskilde une vários aspectos carnavalescos em cada uma de suas edições.

roskilde festival
Sempre tem os peladões, pouca roupa – ou nada de roupa – é a melhor moda para quem frequenta o festival.

nu roskilde festival

Roskilde festival/ Divulgação

Trajes típicos: se a gente tem as baianas, eles também têm os vikings, claro!

vikings no roskilde festival

Vikings: trajes típicos no Roskilde.

A seguir, foto de um bloco de carnaval no centro de uma capital brasileira… ooops, não! Esse poderia ser o bloquinho que você mais considera, mas na verdade é uma festinha qualquer no camping do Roskilde.

festa no roskilde

Roskilde festival/ Divulgação

Fantasias, marcas de qualquer festival, quer dizer, carnaval

Olha a passista da Beija Flor onde foi parar, minha gente! Lá no Boomtown, festival do Reino Unido. Realmente, esses dois aí têm que ter gingado para ficar de boas com essa fantasia em um verão quase frio, néahm?

Boomtown festival

Boomtown festival/ Divulgação

Ah, as fantasias estão sempre muito criativas, seja no Sziget, Roskilde, Tomorrowland. Podem certamente ser equiparadas às fantasias do Baile de Carnaval da Vogue no Brasil, só acho!

fantasias edc

EDC las vegas/ Divulgação

Ela tava no Baile da Vogue, mas seria glorificada de pé num festival de música eletrônica.

baile de carnaval da vogue 2017

Baile da Vogue 2017/ Vogue

Pochetes: no carnaval e no festival

Pra fechar lacrando esse post, aí estão elas. Rainhas absolutas da discórdia fashion, as pochetes que eram simplesmente febre no Roskilde em 2014  reapareceram aqui no Brasil, do nada, em 2017. Só que no bloquinho descolado de carnaval aí  na sua cidade.

Como assim me deparo com a notícia “Pochetes conquistam público de blocos de carnaval no Rio de Janeiro”? E que ainda por cima elas conseguem ser mais feias, feitas de sacola de feira e custam até 400 reais? Que dia é o fim do mundo, mesmo? hahahah

pochetes carnaval

Não, aquilo na cintura não é parte da fantasia… é uma pochete!
Pochete As zucas/ Divulgação

A diversão aqui ainda não acabou! Tem uma playlist com os artistas que desfilaram no grupo principal dos festivais que são a cara do Carnaval brasileiro. Ela não saiu com muito samba, tenho que confessar. Mas saiu em clima de festa 😉

Gostou deste post? Temos muito mais pra você!

Receba sempre nossas dicas, histórias e novidades sobre viagens para os melhores festivais de música do mundo.

Compartilhe este post

Gracielle Fonseca

Não faço nada na vida sem paixão. Tanto que, pra me formar em Jornalismo, tive que fazer com 2 colegas um TCC sobre metal, o Ruído das Minas: a origem do heavy metal em BH. Também decidi que faria o primeiro documentário sobre as Mulheres no Metal, o Women in Metal, e fiz. Foi por paixão também que larguei um emprego público, para me aventurar pelo mundo dos festivais com a Pri.

No comments

Add yours

Deixe uma resposta